Skip to content

Senhora das Fontes Traditional Geocache

This cache has been archived.

SerafimSaudade: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou
adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das
guidelines sobre a manutenção
http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

[quote]
You are responsible for occasional visits to your cache to maintain
proper working order, especially when someone reports a problem with
the cache (missing, damaged, wet, etc.). You may temporarily disable
your cache to let others know not to search for it until you have a
chance to fix the problem. This feature is to allow you a reasonable
amount of time – normally a few weeks – in which to check on your
cache. If a cache is not being maintained, or has been temporarily
disabled for an unreasonable length of time, we may archive the
listing.

Because of the effort required to maintain a geocache, we ask that you
place physical caches in your usual caching area and not while on a
vacation or business trip. It is best when you live within a
manageable distance from the cache placements to allow for return
visits. Geocaches placed during travel may not be published unless you
are able to demonstrate an acceptable maintenance plan, which must
allow for a quick response to reported problems. An acceptable
maintenance plan might include the username of a local geocacher who
will handle maintenance issues in your absence.[/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor,
contacte-me por
[url=http://www.geocaching.com/email/?u=serafimsaudade]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo
processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as
implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de
evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] SerafimSaudade [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

More
Hidden : 05/04/2010
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

SANTUÁRIO DE NOSSA SENHORA DAS FONTES

É dos mais notáveis de Portugal e o primeiro da província. Está situado sobre a antiga estrada militar de Almeida a Lamego, situado a 1 km de Santa Eufémia.
Quando a actual freguesia de Santa Eufémia, era um corato anexo à paróquia da Souropires, era matriz daquela Ermida de n. Senhora das Fontes. Criada Sta. Eufémia paróquia independente, construiu igreja própria e a Ermida ficou nos limites da freguesia do Sorval.

O terreno onde está construído o Santuário e os mais em circunferência, eram dos monges Bernardos de Salzedas e os emprazaram aos fidalgos de Santa Eufémia, hoje representados pelos Albuquerques de Viseu e Carvalhos de Moncorvo.
Foram os tais fidalgos de SE que construíram o majestoso palacete que está no centro da aldeia do Sorval.
Segundo a tradição, o primeiro assento do Sorval foi em redor do Santuário, e este foi antigamente administrado por aqueles fidalgos, alguns dos quais, nele foram sepultados. Hoje é considerado como propriedade dos Ermitães que residem aqui e cuidam do seu asseio e conservação, não só com rendas próprias mas, e principalmente com esmolas dos fieis porque os ermitães andam dispersos esmolando, desde Foz Côa e Trancoso até Barca d`Alva e o Sabugal.

Seguindo a velha estrada militar de Lamego para Almeida e passando a povoação de SE, encontra-se a cerca de 1 km uma grande cruz de pedra, em seguida uma alia de cedros na extensão de cerca de 100 metros e no topo o Santuário de N.Sra. das Fontes, em sitio deserto, mas pitoresco, sendo tudo humilde excepto alguns cedros gigantes.

Tanto o templo como a capela, as casas de habitação, hospedagem e oficinas anexas, a cerca do jardim, tudo nos parece prender e encantar e nos leva aos primeiros séculos do cristianismo. Ao despedirmo-nos, aperta-nos logo a saudade e o desejo de repetir a visita.
Entra-se num portão singelo para um largo um pouco íngreme, deste sobe-se para outro mais espaçoso e deste para um terceiro. Todos arborizados com cedros e outras árvores de ornato. Em seguida destes 3 largos há um pequeno jardim.
No terceiro à esquerda está a capela de N. Sra. Das Fontes e contíguas ficam as casas para dos ermitães e hospedagem dos romeiros, visitantes e transeuntes, pois é albergaria e hospedaria franca para ricos e pobres que necessitem de descansar e mesmo de pernoitar.
A todos, os ermitães oferecem comida. Logo no primeiro largo à esquerda há lojas e manjedouras onde recebem os bois e cavalgaduria, numa estrada de tanto movimento e de grande utilidade para os mesmos. Os ermitães são tão simpáticos que a todos dão agasalho e protecção.
O templo de NSDF é construído no gosto da igreja do extinto convento da Senhora do Pilar do Porto, mas mais pequeno.
Na Capela-Mor está a imagem de NSDF, mais quatro imagens representando N. Senhora das Dores e Santa Anna do lado direito e S. José e S. João Baptista do lado esquerdo e ainda um grande número de relíquias.

Por baixo do púlpito há um presépio. A capela foi feita com as esmolas e deu-se por finda em 1777, pelo Irmão Manuel de S. José desde 1740 a 1777.
Tem uma cruz feita de sabugueiro, por um pastor do Jarmelo, sem pregos nem cola, mas ainda ninguém descobriu o segredo da sua construção, feita apenas com uma navalha.
Tem outra cruz de granito rendilhado por cima da porta principal sendo uma das mais belas de Portugal.
A velha capelinha de NSDF era muito humilde e simples. Estava situada onde há uma cruz de pedra para assinalar o local da antiga capelinha.
As outras capelinhas, uma de Santo Francisco das Chagas, feita por um pastor das proximidades de Viseu. A outra capelinha invoca Santa Maria Madalena, onde há uma relíquia com a qual costumam benzer os animais mordidos por cães.

A capelinha das Chagas tem grande devoção para quem padece de cessões, costumando os fiéis oferecer sal em que chegavam a ultrapassar os quarenta alqueires algumas vezes.
Junto da capela há as casas de habitação, três salas, dez quartos, em que o mais perto da capela é o quarto do Bispo, onde dormia o Bispo de Pinhel D. Bernardo Beltrão, onde passava muito tempo era descendente dos primeiros padroeiros.

Additional Hints (Decrypt)

fragn-gr r crafn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)