Skip to Content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#cachemaintenance :

[quote]
Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. [/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=btreviewer]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] btreviewer [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77][i][b]Work with the reviewer, not against him.[/b][/i][/url]

More
<

Praça de Touros Chamusca

A cache by TaRuuuM & mobalix Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 5/14/2010
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Chamusca
porta

Davam-se habitualmente, duas ou três corridas por ano, muito bem organizadas e que despertavam sempre o maior interesse, pois as festas do Espírito Santo, que antigamente se faziam na Chamusca, chamavam inúmeros forasteiros. Em 1862 foi construída, uma praça no velho Largo do Carneiro, hoje Largo Conde Ferreira. Seguiu-se-lhe a do Largo de Camões, por iniciativa de um grupo de indivíduos, de que faziam parte, Aires da Costa e Francisco Calho e que foi inaugurada em 1872 com um curro de doze toiros de José Félix Pereira, foram lidados por José Cid, a cavalo, Robertos, Colabaça e José Peixinho e pegados por José Nicolau, Pedro Moricada, Luís Netto Ferreira, Augusto Silva e outros. No Arneiro do Cid, junto à actual Casa do Povo, do lado nascente, ergueu-se uma outra praça que existiu ainda em 1875.
Todas estas praças eram em madeira, as mais antigas não terão passado de simples resguardos de varolas, as mais recentes devem ter sido montadas por "palanqueiros", indivíduos que construíam os palanques para a assistência.


Foi também no Arneiro do Cid, mas do lado do Tejo, que se situou a primeira Praça de alvenaria e madeira, foi inaugurada em 13 de Setembro de 1888, tinha 4000 lugares, a barreira e os curros eram de pedra. e que mais tarde foi cedida ao Montepio Artístico Chamusquense, dela restava nas primeiras décadas deste século a parte em alvenaria.
Foi nesta arena que se estrearam o chamusquense Carlos Gonçalves e o Goleganense Teodoro  Gonçalves e se exibiram, entre outros, António Marques de Carvalho, Fernando de Oliveira, D. António de Portugal, José Joaquim Pedroso Jr., Manuel Casimiro de Almeida, Calabaças, Robertos, Joaquim Vaz e Eliseu Fragoso, lá se correram toiros de Francisco Ferreira Jordão de Coruche, José Henriques, Carlos Augusto Marques, Conde da Atalaia, Acácio Palyart de Seixas, Dr. José Vasconcelos Mascarenhas Pedroso, Valério Jorge das Neves e Irmão, José Vaz Monteiro e José Fernandes Orvalho, com grupos de forcados da Chamusca, Golegã, Santarém, Riachos, etc., e actuaram filarmónicas da Chamusca, Golegã, Almeirim, Constância e Mata.


A última praça de toiros em madeira foi instalada no pátio de Manuel Cipriano de Seixas, há notícia de uma corrida em beneficia do Hospital com um curro da Condessa da Junqueira e algumas outras com toiros de José Henrique Peleiro da Golegã, este "ganadero " possuía apenas um curro e com ele satisfazia todos os pedidos, deste curro ficou célebre o toiro "Serrote" que foi corrido mais de cinquenta vezes, era tão matreiro que ficou célebre a expressão "sabes mais que o toiro Serrote do Peleiro". Em 1915 uma comissão, cuja composição se ignora, requereu à Câmara autorização para construir uma praça de toiros no Largo da República. Ainda foi entregue o ante-projecto, a Câmara deferiu o requerimento e solicitou o projecto definitivo, que não se sabe se chegou a ser feito.  Ainda em 1915, depois de uma vacada levada a efeito na velha praga do "Arneiro do Cid", um grupo de rapazes reuniu-se numa ceia e lançou a ideia da construção da actual praga de toiros. Solicitada à Câmara a cedência do terreno, foi este vendido em 11 de Fevereiro de 1916, a Carlos Augusto Pedroso, com a condição de se destinar à edificação de uma praça de toiros a oferecer à Santa Casa da Misericórdia da Chamusca. 0 projecto da fachada principal é da autoria do Arquitecto Carlos Augusto Pedroso, foi recebido na Câmara em 8 de Março de 1917, mês em que foi colocada a primeira pedra.


Uma circular assinada e expedida em 24 de Janeiro de 1918, solicita auxílios financeiros e em materiais, sendo subscrita por Adolfo Pedroso Carvão Guimarães, Alberto Frederico Empis e Carlos Augusto Pedroso, a Praça ficou a dever-se sobretudo ao entusiamo e pertinência de Alberto Frederico o Empis. Além dos três membros citados outros onze constituiram a comissão: António Severiano de Seixas, Armando Bayly, Bernardino Vaz Monteiro, Casimiro Nunes Egreja, Frederico Bonacho dos Anjos, Joaquim Ferreira Gouveia Coutinho, José Elizeu Fragoso, José Joaquim Pedroso, José Maria Pedroso, José Máximo Neto da Costa e José Neto Ferreira. Quase todos os chamusquenses contribuiriam para a Construção da Praça muitos deles porque mais não tinham, contribuiriam com dias de trabalho não remunerado, a praça importou em 31.825$33 e houve que recorrer a um empréstimo de 21.409$49.

A 13 de Janeiro de 1922, a comissão entregou a praça à Misericórdia ainda não totalmente paga, mas as ajudas já estavam a fraquejar e a opinião pública era de que fosse entregue com uma dívida de 10.780$82. Foi inaugurada às três horas da tarde do dia 3 de Agosto de 1919, por entre o estralejar ensurdecedor de foguetes e morteiros, os acordes vibrantes da Filarmónica da Chamusca, as casacas rutilantes dos cavaleiros, as fardas multi cores dos forcados, campinos e bandarilheiros, fizeram o orgulho do povo chamusquense.
Da inauguração, constaram duas corridas, a primeira a 3 de Agosto de 1919, que incluía no cartel os amadores D. Alexandre de Mascarenhas, Roberto de Vasconcellos e Francisco Barreiros na lide a cavalo; os bandarilheiros Eduardo Perestrelo, D. Carlos de Mascarenhas, Francisco d'Oliveira, Gama Lobo, D. Pedro de Bragança, D. João de Mascarenhas e Rafael Gonçalves, os forcados António Abreu, António Serra e Moura, Arnaldo de Araujo, Benjamim Jardim, Fernando de Vasconcellos, José Maria Antunes, José Maria Pedroso e Hilário Barreiros, a corrida foi dirigida por Francisco de Matos Fragoso e os toiros pertenciam à ganadaria do Sr. Norberto de Vasconcellos Mascarenhas Pedroso. A partir daí, muitos foram os cavaleiros matadores, novilheiros e grupos de forcados que passaram pela arena chamusquense que tem a lotação de 3300 pessoas.
praca praca
"in site Câmara Municipal da Chamusca"
A Cache:

Conteúdo Inicial da Cache:

Logbook, Stashnote, 1 Lápis

Por favor sejam discretos na procura da cache, pois de dia é um local bastante frequentado,
a durabilidade da cache
vai depender da vossa discrição!
A colocar a cache no lugar não deixem nada a vista...
Obrigado.


Se possível não publique fotos da Geocache ou de qualquer coisa que a identifique. Levar Material de Escrita..
free counters

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

435 Logged Visits

Found it 355     Didn't find it 47     Write note 8     Archive 1     Needs Archived 3     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 15     Update Coordinates 1     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 16 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.