Skip to Content

<

As Três Caparicas [Almada]

A cache by geo-amd Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/01/2010
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation
[This translation box was created by geo-amd. You are free to use it in your own cache pages.]
[English summary]

As Três Caparicas

A cache está escondida a menos de 100 metros do ponto oficial de cruzamento das fronteiras das três freguesias: Caparica, Costa da Caparica e Charneca de Caparica. Veja a pequena cruz branca no mapa.

O objectivo é mostrar uma parte interessante da mata local e apresentar, para cada uma das três freguesias, o essencial da sua história, processo de constituição e características.

Mas também se pretende chamar a atenção para dois factos sobre os quais surgem dúvidas ocasionalmente:


  1. "Caparica" e "Costa da Caparica" são freguesias distintas;
  2. "Costa da Caparica" é a maneira certa de escrever, usando a partícula "da", e não "de".

Relativamente à segunda questão, apresenta-se a versão oficial, inclusivamente usando links para extractos do Diário da República.


Caparica

A freguesia da Caparica é a mais antiga das três. Nasceu durante a presença dos Romanos na Península Ibérica e foi formalizada em 1472 através de bula papal de Sisto IV.

A sede da freguesia chama-se Monte de Caparica e foi promovida a Vila em 1985.

Ao longo do século 20, o território da freguesia da Caparica foi sendo retalhado, resultando daí quatro novas freguesias: Trafaria, Costa da Caparica, Charneca da Caparica, Sobreda.

A Caparica actual possui vários monumentos de relevo: diversas Igrejas e Capelas antigas, o Convento dos Capuchos, a Fortaleza da Torre Velha, a Fortaleza do Porto Brandão, a Casa de Bulhão Pato, etc. Na Caparica também estão instaladas diversas escolas de ensino superior: Fac. Ciências e Tecnologia da Univ. Nova de Lisboa (Campus de Caparica), Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, Instituto Superior de Educação Jean Piaget.

Muitas placas de trânsito na Margem Sul estão erradas pois indicam "Caparica" mas conduzem à "Costa da Caparica". Contudo, as placas instaladas mais recentemente, por exemplo na rotunda de Almada, deixaram de ter esse problema.

[Junta de Freguesia] [Slideshow das comemorações dos 536 anos da Freguesia (em 2008)]

Costa da Caparica

As referências mais antigas ao território da actual freguesia da Costa da Caparica datam do início do séc. 18. Os primeiros habitantes da zona foram pescadores de Ílhavo que começaram a vir pescar durante alguns meses do ano e acabaram por se estabelecer na zona.

A criação formal da freguesia da Costa da Caparica resultou de duas partições sucessivas. Primeiro, em 1929, a freguesia da Trafaria foi criada por partição da Caparica, ficando com a Costa da Caparica incluída. Depois, em 1949, a freguesia da Costa da Caparica foi criada por partição da Trafaria (Dec.Lei n.º 37 301 de 12/Fev/1949).

Em 1985, a sede da freguesia foi promovida a Vila com a designação oficial de "Costa da Caparica", embora no brasão aparecesse escrito "Vila da Costa de Caparica". Em 2004, a sede da freguesia foi promovida a Cidade, também com a designação de "Costa da Caparica".

A Costa praticamente não possui monumentos antigos, mas essa falta é largamente compensada por 15 Km de espectaculares praias e a impressionante Arriba Fóssil que define a fronteira a leste.

[Junta de Freguesia]

Charneca de Caparica

Também há referências muito antigas à zona da actual freguesia da Charneca de Caparica. Por exemplo, parte de Vale Rosal foi doada em 1410 por D. João I a Mendo Gomes de Seabra para que construísse aí um convento.

A freguesia foi criada em 1985, com território desanexado da Caparica. É a maior freguesia do concelho de Almada, ocupando cerca de 35% da sua área.

A Charneca possui poucos monumentos antigos, podendo ser referidos: o Convento da Cela Nova (do qual só restam algumas pedras) e o Cruzeiro da Quinta de Vale de Rosal. Uma das zonas mais bonitas da freguesia é a Mata dos Medos, contendo algumas árvores centenárias e espécies de plantas raras.

[Junta de Freguesia]


A Cache

  • A cache está escondida na Mata do Robalo, num local simpático, a menos de 100 metros do ponto de cruzamento das fronteiras das três freguesias.
  • O acesso mais bonito e mais seguro é pelo lado de cima da Arriba Fóssil, vindo do lado do Convento dos Capuchos e usando a Estrada do Robalo. Pode vir de carro, bicicleta ou a pé. Se vier de carro, estacione onde o alcatrão termina e depois são 900 metros a pé através da floresta para chegar à cache. Um veículo todo-o-terreno consegue chegar a 300 metros da cache.
  • Mas, se você também quiser visitar a cache vizinha PECTEN MAXIMUS, então será mais eficiente usar o estacionamento da outra cache.
  • Por favor, deixe sempre esta cache descoberta, sem nada por cima. É mesmo assim.

English summary

  • The cache is hidden in the forest, in a friendly place, less than 100 meters from the intersection of the borders of the three parishes that this cache is dedicated to.
  • The nicest and safer access is by the top of the Fossil Cliff, using the Robalo road that comes from Convento dos Capuchos. You can come by car, bicycle or on foot. If driving, please park where the tarmac ends. Then walk 900 meters through the forest to reach the cache. An all-terrain vehicle can take you to 300 meters from the cache.
  • But if you are also going to visit the neighbor cache PECTEN MAXIMUS, then it will be more efficient to use the parking area of that cache.


free counters

Additional Hints (Decrypt)

[PT] N qrfpboregb r frz fnpb cyáfgvpb. Baqr cbqreá rfgne?
[EN] Hapbirerq naq jvgubhg cynfgvp ont. Jurer pna vg or?

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.