Skip to content

Um passeio com Carlos da Maia Multi-cache

Hidden : 11/06/2010
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Numa manhã muito fresca, toda azul e branca, sem uma nuvem, com um lindo sol que não aquecia, e punha nas ruas, nas fachadas das casas, barras alegres de claridade dourada, Carlos da Maia, acompanhado pelo seu amigo Cruges, parte de break para um passeio a Sintra não só na esperança de aí encontrar Maria Eduarda mas também vir a Cintra, respirar o ar de Cintra, passar o dia em Cintra...

O propósito desta cache é levar-vos a realizar este passeio romântico à Cintra do século XIX. Se lerem os excertos transcritos, e à medida que forem visitando os locais assinalados, terão a sensação de que em dois séculos nada mudou. Continuamos a ver e a sentir os espaços e paisagens envoltos na atmosfera mágica de cores, cheiros e sons que Eça de Queirós, de forma magistral, descreveu no capítulo VIII da sua obra “Os Maias”.


Chegados às coordenadas N38º 47.256 W009º 22.399 apearam-se do break e dirigiram-se à estátua do rei artista, onde se depararam com uma data. Copiaram o algarismo das centenas e obtiveram o valor de A .


Seguiram caminho.


Desceram do break nas coordenadas N38º 47.855 W009º 23.495 onde verificaram a categoria do antigo hotel Nunes e anotaram o valor de B.

Depois de se instalarem no hotel, Carlos e o maestro Cruges dirigiram-se às coordenadas N38º 47.847 W009º 23.434, contaram quantas deitavam água e descobriram o valor de C.

A fim de evitar que o maestro Cruges se esquecesse das queijadas que tinha prometido levar à mãe, foram até às coordenadas N38º 47.806 W009º 23.440 e aí apontaram o número da porta como valor de D.

Ao passarem nas coordenadas N38º 47.799 W009º 23.453 Carlos lembrou-se que tinha de enviar uma carta mas antes de entrarem, contaram as letras do nome que se encontra por cima da porta deste edifício onde se situava a prisão e registaram o valor de E.

Pararam nas coordenadas N38º 47.735 W009º 23.565 onde, após observarem na tabuleta o nome do hotel mais antigo da Península Ibérica, contaram os cavaleiros medievais e assinalaram o valor de F.

Chegados às coordenadas N38º 47.807 W009º 23.965 analisaram atentamente a inscrição, leram o algarismo das centenas da data que lá se encontrava e acharam o valor de G.

Entraram no Arco e, sentados no banco de pedra, aproveitaram para escrever as notas de viagem e descobrir a solução dos mistérios por onde tinham passado, enquanto apreciavam a deslumbrante paisagem.

N38º 47 E(C-F)D W009º 23 GA (B+D+F)

Depois de terem apreciado a paisagem com o palácio lá no alto, desceram de novo ao jardim, caminharam pela alameda, saíram e ...encontraram-na! Não exactamente Maria Eduarda como Carlos teria gostado, mas o prémio por terem realizado este belo passeio à romântica, misteriosa e única Cintra do século XXI!


Nota: Espero que não lhes tenha acontecido o mesmo que ao maestro Cruges quando chegaram às coordenadas N38º 47.806 W009º 23.440, e que as tenham comprado! :)

A CACHE

A cache é small, contém lápis e logbook. Está no exterior do jardim. Sejam discretos.


Se quiserem imprimir o texto em pdf, poderão fazer o download do ficheiro aqui.


Text in English here.

free counters


Additional Hints (Decrypt)

Ab zheb rz seragr à sbagr. Graunz phvqnqb pbz bf pneebf. Va gur jnyy bccbfvgr gur sbhagnva. Or pnershy jvgu pnef.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)