Skip to Content

This cache has been archived.

Renato Silva: Está mesmo desaparecida. Dou como encerrada esta cache. Cumps

More
<

A historia de Arruda dos Vinhos

A cache by Renato Silva Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/01/2010
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Local com uma maravilhosa vista sobre Arruda dos Vinhos a cerca de 300 metros de altitude.

O Concelho de Arruda com cerca de 11.000 habitantes, é composto por quatro freguesias, Arruda dos Vinhos, Arranhó, Cardosas e S. Tiago dos Velhos. Possuindo uma área de 77,7 Km2, situa-se a cerca de trinta quilómetros de Lisboa. Tem como concelhos vizinhos, a Norte, Alenquer, a Sul, Loures e Mafra, a Este, Vila Franca de Xira e a Oeste Sobral de Monte Agraço.
Situada num vale fértil e ameno, a antiga vila de Arruda dos Vinhos deslumbra, não só pela sua rica história, mas também pela conhecida hospitalidade das suas gentes. Nela, o visitante poderá facilmente entabular um diálogo com um passado repleto de acontecimentos, mergulhados, pelo menos, desde o início da nacionalidade. Deste modo, ainda é possível percorrer as ruelas da zona histórica de Arruda e sentir o mistério e a magia da Idade Média portuguesa. Aqui e ali, a toponímia das ruas, dos terreiros e dos recantos, sugere-nos a existência de antigos paços reais e de um castelo mouro, desaparecido ou oculto por alguma espécie de encantamento, que ainda não foi possível desvendar. Do primeiro monarca, resta-nos o testemunho de um documento de doação da vila à Ordem Religiosa e Militar de Santiago em 1172, comprovando-se, efectivamente, a importância e notoriedade que a povoação detinha já na época. Foi esta Ordem que constituiu um verdadeiro motor de desenvolvimento rural na região, ao fazer instituir um convento no Sítio do Vilar, destinado a acolher as esposas dos Cavaleiros que partiam para Sul, durante a efeméride da Reconquista. Estas, para além da oração, dedicavam-se ainda à exploração agrícola, através do arrendamento de terras, promovendo, deste modo, a dinamização da agricultura, especialmente o cultivo da vinha, dadas as características excepcionais desta zona para este tipo de actividade.
Não só Arruda dos Vinhos constituiu desde tempos ancestrais um importante pólo de produção vinícola, como também por estas paragens se têm vindo a constatar vestígios de uma importante rota ancestral de comercialização deste produto, sobejamente apreciado, aquém e além-mar. Dessa rica herança, subsiste ainda hoje o desenvolvimento e a expansão da actividade vitivinícola numa grande parte do território do concelho, sendo que a região de Arruda dos Vinhos se situa actualmente numa das melhores zonas de produção de vinhos do país.
Por tudo isto, ainda hoje, nas aldeias, casais e quintas que rodeiam e completam a harmonia dos vales, trabalham-se afincadamente os campos, cultivam-se as várzeas férteis, e preparam-se os vinhedos para as célebres e fartas colheitas de Outono que tão bem tipificam e enchem esta terra de cor. Deste longo ritual de labor e sabedoria resulta anualmente em Novembro, a Festa da Vinha e do Vinho, onde forasteiros e arrudenses convivem em alegria, em tom de celebração à terra.
Ao nível da gastronomia, o concelho de Arruda dos Vinhos conta com cerca de duas dezenas da restaurantes e casas de petiscos, nos quais se pode provar de tudo um pouco, desde os diferentes pratos de bacalhau e peixes, aos grelhados de carnes diversas, abundando ainda uma doçaria, não propriamente local, mas característica um pouco, quer da região saloia, quer já de um Ribatejo que teima em fazer anunciar-se, até mesmo pela paisagem sobre o Rio Tejo, cujo serpentear é visível de alguns pontos do concelho. É também destas cristas altaneiras - que envolvem todo o Vale Quente e que constituem verdadeiros miradouros naturais - que muitos se lançam no prazer do parapente.
Nestes locais, a vista perde-se no horizonte, embrenhando-se na beleza e simplicidade dos campos, na brancura persistente de alguns moinhos e no anunciar de algumas aldeias e lugares que teimam afirmar a sua identidade, não obstante, em baixo, a sede de Concelho esteja a crescer a olhos vistos, assistindo-se a um aumento considerável da sua área urbana e consequentemente da sua população.
http://www.cm-arruda.pt/

Additional Hints (Decrypt)

Qrcbvf qr n qrfpboeve znagraun-n pboregn! (Aãb fr rapbagen ab zheb!)

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

50 Logged Visits

Found it 39     Didn't find it 6     Archive 1     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 1     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 4 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.