Skip to content

Pinhel Cidade nova, Vila antiga... Traditional Geocache

This cache has been archived.

MightyREV: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das caches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.


MightyREV
Community Volunteer Reviewer
Centro de Ajuda|Trabalhar com o Revisor|Revisões mais rápidas|Linhas Orientação|Políticas Regionais - Portugal

More
Hidden : 09/18/2010
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Pinhel, cidade plena de marcas da antiguidade, convida a uma visita ao seu centro histórico, onde as próprias pedras das muralhas, igrejas, capelas e casas parecem falar. Percorrendo as ruas da zona histórica da Cidade que adoptou o nome “Falcão”, aprecie as construções outrora ocupadas pelos grandes senhores, mas também as existentes na antiga judiaria.

Inicie a sua visita no Posto de Turismo, instalado na antiga Capela de Santa Rita, datada de 1640, e nas traseiras desta refresque a vista ao olhar para a cisterna que deu de beber a várias gerações. Numa subida em calçada, calcorreie caminhos da história até ao alto do burgo, onde se ergue imponente a Igreja de Santa Maria do Castelo, patrona da Cidade.

Outrora baluartes imprescindíveis na defesa do território, os castelos são sentinelas do tempo que contam histórias. As suas espessas paredes remetem-nos à contemplação e curiosidade de séculos passados, de façanhas heróicas e gloriosas batalhas. Num cenário de histórias e lendas ergue-se, altivo, o Castelo de Pinhel.

Construído a uma cota de 650 metros de altitude, destaca-se na paisagem, controlando uma vasta área de visibilidade, e faz parte da história, cultura e identidade do território português. Classificado como Monumento Nacional em 1950, o Castelo de Pinhel assumiu papel importante na defesa das populações e na construção da nacionalidade, em época de definição das mais antigas fronteiras europeias.

As referências escritas sobre a povoação de Pinhel remontam ao tempo do Conde D. Henrique de Borgonha, pai de D. Afonso Henriques, no Séc. XI, no entanto, a sua origem é atribuída aos Vetões ou Túrdulos, no ano de 500 a.C. Certo é que é na época medieval que assume maior relevância no contexto nacional atendendo à proximidade geográfica com o reino de Castela e Leão. Eixo de um sistema fortificado, Pinhel mantém na praça de armas as duas torres defensivas do Castelo – Menagem e Prisão – e uma cintura muralhada articulada por seis torres e cinco portas.

Na Torre de Menagem sobressaem dois bonitos varandins com mata-cães, uma elegante janela manuelina geminada com arcos e toros entrelaçados, datada do Séc. XVI, e uma segunda janela de lintel recto e moldura meia-coroa, a figura da gárgula gótica, um interior abobadado rematado com esfera armilar, portas em arco quebrado, seteiras cruciformes, ameias e merlões rectangulares.

Na torre sul, chamada Prisão, destaca-se, no seu interior, uma coluna circular e, lá bem no alto, um Miradouro Virtual, o primeiro da Europa, instalado em 2005 pelo Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR).

A utilização desta tecnologia do século XXI no Castelo de Pinhel permite conhecer a história dos locais e cenários onde os acontecimentos de épocas passadas se desenrolaram. Semelhante em tamanho e aspecto aos tradicionais miradouros ópticos, o Miradouro Virtual combina uma câmara digital, detectores de movimento, uma base de dados de informação geográfica e um ecrã touchscreen de grandes dimensões para aumentar a qualidade da experiência dos visitantes sobre a paisagem visualizada, apresentando texto, fotografias, filmes e simulações dinâmicas de contextos históricos.

Traço marcante no rosto do território, este recinto fortificado de Pinhel é uma obra de referência cultural pelo testemunho de períodos históricos sucessivos. Visitá-lo é como regressar ao início da nacionalidade, à época das lutas pela construção de um país e de um povo. Nesta viagem ao interior das muralhas sinta as pedras que marcam os primórdios da nacionalidade, envelhecidas por séculos e séculos de história.

free counters

Additional Hints (Decrypt)

Qrcbvf qb pnagb qr zrgny, prepn qr 20 pz nb ynqb ryn rfgá cebgrtvqn pbz nythznf crqevaunf: cebphen nytb crdhrab pbz hzn gnzcn nmhy...cerbphcn-gr é rz yrine nytb cnen rfperire...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)