Skip to content

Moinhos do Vouga #2 Traditional Geocache

Hidden : 10/06/2010
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
4 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


MOINHOS DO VOUGA #2

 

Os moinhos são pequenas casas construídas de tosca alvenaria com porta de entrada. O soalho geralmente é feito de pedras grandes encaixa das nas paredes, e na parte de baixo, -cave-, onde está o rodízio, foi deixada uma abertura folgada para a saída de água e acesso de pessoas para arranjos e outros fins. Geralmente também de lado há outra pequena abertura, a qual serve para ir regular o fecho da seteira. O telhado é de telha vã.

          No exterior do moinho está quase à altura do mesmo o depósito assente num muro de pedra que recebe a água da levada, construído em perpianho de boca em forma de funil quadrangular, havendo outros feitos em anéis de pedras inteiras, ou argolas. Esta peça chama-se, como se indica em 1).

1)  Cubo

No cabouco ou inferno do moinho estão instaladas peças que se consideram como do motor, onde há:

2)   Seteira com fecho

É a peça de madeira redonda com furo interior que encaixa com a parte posteri or num orifício situado no fundo do cubo - reservatório de água que alimenta o moinho (citado em 1).

3)   Rodízio com penas

As penas do rodízio são peças de madeira - às vezes em forma de colher -, e na parte anterior de formato de cunha. E assim que as penas encaixadas na pela ou vela formam o rodízio onde o jacto de água que sai da seteira vai bater, obrigan do-as a fazer o movimento rotativo.

4)   Pela ou vela  

É um rolo de madeira, geralmente de freixo ou carvalho, convenientemente torneada, que sustendo as penas vai até ao ponto de receber o encaixe do lobete, o qual na sua continuação ainda recebe a ponta inferior do ferro chamado veio metálico cuja ponta superior encaixa na mó anadadeira.

5)   Espigão ou aguilhão

Está encaixado na parte inferior do rodízio, para apoio e permitir o movimento de rotação.

6)   Rela

Está encaixada em cinza da zorra, tendo uma cavidade onde se apoia o espigão.

Tanto esta peça como o espigão, são seixos.

7)   Zorra ou urreiro

É uma peça de madeira que ficando sob o rodízio, tem no extremo para o lado da seteira um furo onde encaixa um caibra, o qual atravessando o pavimento atra vés de um buraco, vai até ao rés-do-chão, onde fica a alavanca da agulha. Para a outra extremidade ao lado da corrente encontra-se a abertura das duas pernas da zorra cujas pontas são encaixadas em pedras enterradas. É nesta peça que. Tendo a rela na perpendicular, se apoia o rodízio contendo o espigão encaixado no buraco cónico da mesma rela.

8)   Alavanca da agulha ou aliviadouro

É um pedaço de madeira que encaixa a zorra (ver alínea 7 e rés-do-chão).

9)   Pejadouro

Trata-se de uma tábua que está pregada a um barrote, o qual passando pela frente da pela e com altura próximo do rodízio tem encaixadas as pontas nas paredes dos lados do moinho. Por sua vez, a tábua tem maior dimensão do lado da seteira, e a fim de manter a sua estabilidade tem ligado um arame que atraves sa o rés-do-chão por um buraco, fixando-se a sua ponta em sítio conveniente.

10)   Lobete

E uma peça que exerce a sua acção na parte superior da pela. A parte inferior encaixa numa parte superior da pela numa espécie de cunha para se tornar amovível, quando for necessário, ou para picar ou substituir as mós.

          11)   Veio metálico

Trata-se de um ferro que, quando é encaixada a sua parte inferior na parte superior do lobete, é neste, convenientemente apertado com arcos de ferro. E o veio metálico que atravessa o olho da mó fixa e as buxas, e vai segurara mó andadeira encaixando as hastes da segurelha, nos rasgos nela feita para esse fim.

12)   Buchas

São pedaços de madeira e torcidas ensebadas, apertados no olho da mó, para evitar que o grão vá para lá.

13)   Segurelhas

São duas hastes da ponta do veio metálico que se encaixam nos rasgos feitos na mó andadeira para a fazer girar.

          Obs. Na montagem do sistema, inicialmente, é colocado o veio metálico no lobete e, depois. a parte inferior deste entra de lado através da fenda da pela, sendo de seguida apertada com arco metálico debaixo para cima.

 No moinho propriamente dito (rés-do-chão).

Na parte de cima encostada à parede há:

14)   Plataforma em alvenaria, com cerca de 80 cm de altura.

E onde está assente a mó debaixo.

15)   Mós

A mó fixa é a que está assente na plataforma e a mó giratória por cima. Onde encaixa o veio com segurelhas.

16)   Dois cambados ou cambeiros (um de cada lado da mó andadeira)

São pedaços de madeira colocados à volta da mó giratória a fim de evitar a fuga de farinha, e cair no lugar certo do tremonhado.

17)   Moega

É uma caixa de madeira, em forma de funil rectangular onde é deitado o cereal.

Pelo orifício no fundo sai o cereal a moer, o qual cai na caldeira. Está presa a uns barrotes, para esse fim colocados.

18)   Caleira ou quelha

É em madeira e tem um sistema de suspensão ligado à moega. É nela que vão cair os grãos vindos do orifício da moega, os quais perante a vibração que lhe transmite o chamadouro, vão deslizando para a frente até cair no olho da mó giratória.

19)   Chamadouro

É um pedaço de madeira, geralmente de carvalho, onde depois a meio lhe é feita uma cavidade para encaixe duma ponta de um outro pau formando uma peça semelhante à figura de um "T". Uma ponta fica encaixada na caleira e a outra em madeira da plataforma, do lado. A ponta maior, cai para cima da mó giratória ou andadeira, formando um ângulo de cerca de 45º,no sentido do movimento da mó.

20)   Tremonhado

É o lugar onde cai a farinha que o moinho vai moendo e fica situado um pouco abaixo da frente das mós.

21)   Alavanca da agulha ou aleviadouro

Serve para obter o tipo de farinha desejada através do seu movimento.

22)   Comando do pejadouro

Serve para fazer parar e andar o movimento das mós.

23)   Regulador de moagem

É o dispositivo constituído por um torno de pau ou prego, situado na face da moega, a cerca de 20 cm acima do orifício inferior, onde ligam as pontas de um cordão que suspende a caleira.

  http://moselos.no.sapo.pt/imagens/moinho4.jpg

Desenho da nomenclatura dos moinhos de rodízio

 

 

 

 

A Cache:

Esta cache tem o objectivo de os levar a fazer uma pequena viagem no tempo. Irão encontrar uma pequena aldeia abandonada, que se chamava Moinhos do Vouga, tendo posteriormente sido transferida em parte para o local onde hoje está identificada a localidade e onde existe ainda um moinho em funcionamento (Moinhos do Vouga #1).

Aconselhamos o estacionamento da viatura no ponto indicado para o efeito junto à estrada e a partir daqui iniciar uma pequena caminhada, passando pela aldeia até ao ponto final localizado num dos moinhos abandonados aqui existentes.

Additional Hints (Decrypt)

Ynqb rfdhreqb qn cbegn, cbe pvzn.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)