Skip to content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#cachemaintenance :

[quote]
Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. [/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=btreviewer]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] btreviewer [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77][i][b]Work with the reviewer, not against him.[/b][/i][/url]

More
<

Santo Aleixo

A cache by GeoGnus Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/20/2010
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Igreja de Unhais da Serra - Paróquia de Santo Aleixo

A Igreja de Santo Aleixo terá sido edificada no século XVIII, data em que se constituiu a freguesia. Teve inicialmente uma feição mais sóbria, neoclásica. A fachada actual tem remate um tanto barroco no corpo da igreja e torre. (in "Unhais da Serra - Notas Geográficas, Históricas e Etnográficas" - 1982).

SANTO ALEIXO

No século XVII foi criada a paróquia de Unhais da Serra, na qual se tomou Santo Aleixo por patrono. Desconhece-se o critério de tal escolha, mas é natural que tenha tido em vista, por um lado, homenagear um santo que havia sido recentemente canonizado e, por outro, escolher um orago diferente dos padroeiros das freguesias circunvizinhas. Santo Aleixo era russo, nasceu em Moscovo em 1293, sendo prelado na sua terra natal de 1359 a 1362, ano da sua morte. no calendário romano, Sto Aleixo é consagrado a 17 de Julho.

Na versão oral do povo, que atravessou muitas gerações, conta-se uma história ou lenda de Santo Aleixo:

"Santo Aleixo era rico de bens e de sentimentos e casou com Sabina, mulher igualmente nobre e de bom coração. Mas na noite de noivado, Aleixo desapareceu... para não mais ser visto. Foi em vão que Sabina o procurou e mandou criados procurá-lo, todos os dias rezando por ele e tentando obter notícias do amado desaparecido.
Certo dia, passados tempos, apareceu um pobre e esfarrapado mendigo, que pediu comida e abrigo no palácio de Sabina. Bem quis esta que o mendigo fosse pernoitar em aposentos bons das casas anexas ao palácio, porém, o pedinte escusou-se, aceitando só o pernoitar debaixo da escadaria do alpendre - dizendo que era promessa.
Muitos anos ali esteve aquele mendigo, que o povo dizia fazer milagres, sem que nunca Sabina o demovesse a ir dormir em melhor lugar. Passaram vinte anos...
Certa manhã... Os sinos do lugar tocaram subitamente a finados... A gente do povo perguntava-se quem morrera, e ninguém sabia dizer, nem mesmo sabiam a razão por que os sinos estavam tocando sem lá se ver quem quer que fosse para os tocar!
>
Os criados do palácio correram a ver e... encontraram o pobre já morto. Como tivesse numa das mãos uma carta, os criados tentaram tirá-la para levarem à ama, mas nada conseguiram. A mão estava fechada como se tivera cadeado. Foram contar à patroa o acontecido. Sabina foi e tocou-lhe na mão para verificar se estaria morto. Milagre!... A mão abriu-se... e abriu-se só para que Sabina tirasse a carta! Carta que ela leu... soluçando.
A carta dizia: Eu sou Aleixo / De nada me queixo / Só minha mulher Sabina / Cá neste mundo deixo." (in "Unhais da Serra - Apontamentos Monográficos" - 2007)

Unhais da Serra é uma freguesia portuguesa do concelho da Covilhã, com 32,11 km² de área e 1.385 habitantes (2001). Densidade: 43,1 hab/km².
Vila do concelho da Covilhã e Distrito de Castelo Branco, Unhais da Serra dista da sede de concelho aproximadamente 20 km. O seu Orago é o Santo Aleixo, celebrado anualmente no quarto Domingo do mês de Julho. A Vila de Unhais da Serra, localizada a uma altitude de 750 metros, situa-se na base da vertente Sudoeste da Serra da Estrela, num vale de origem glaciar, onde corre a ribeira de Unhais que resulta da confluência das ribeiras da Estrela e da Alforfa.

Lenda de Unhais da Serra
Certo dia andando à caça pela Serra da Estrela, um jovem brasonado e rico, perdeu-se no entusiasmo da caçada. Depois de andar perdido durante muito tempo sentiu-se cansado e com fome. Nestas condições chegou até perto do local onde hoje está situada "Unhais da Serra". Aqui encontrou um pastor que o vendo com fome, logo lhe deu leite do seu rebanho, foi à ribeira e com as suas grandes "unhas", apanhou trutas para o jovem senhor. O jovem caçador ficou admirado pela facilidade com que o pastor apanhou as trutas com as "unhas", e chamou ao local "Unhas da Serra" ou "Unhais da Serra".

Additional Hints (Decrypt)

[A cache é micro e está "camuflada". Tenham cuidado na procura para não serem alvo das suspeitas de muggles. Se algo não vos parecer em condições, avisem!
Pedimos que não fotografem a cache.
Esperamos que apreciem a primeira cache dos GeoGnus - "Born to be wild" :) ]

CG: Byurz rz ibygn. Cbqrzbf snmre hzn punznqn qverpgn cnen b FNAGB??
RA: Ybbx nebhaq. Pna jr znxr n qverpg pnyy gb gur FNVAG??

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.