Skip to content

<

Grey"t" Moby Dick

A cache by K!nder Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 04/10/2011
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   not chosen (not chosen)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Granite


Granite is a common and widely occurring type of intrusive, felsic, igneous rock. Granites usually have a medium- to coarse-grained texture. Occasionally some individual crystals (phenocrysts) are larger than the groundmass, in which case the texture is known as porphyritic. A granitic rock with a porphyritic texture is sometimes known as a porphyry. Granites can be pink to gray in color, depending on their chemistry and mineralogy. By definition, granite is an igneous rock with at least 20% quartz by volume. Granite differs from granodiorite in that at least 35% of the feldspar in granite is alkali feldspar as opposed to plagioclase; it is the alkali feldspar that gives many granites a distinctive pink color. Outcrops of granite tend to form tors and rounded massifs. Granites sometimes occur in circular depressions surrounded by a range of hills, formed by the metamorphic aureole or hornfels. Granite is usually found in the continental plates of the Earth's crust.


Granite is nearly always massive (lacking internal structures), hard and tough, and therefore it has gained widespread use as a construction stone. The average density of granite is between 2.65 and 2.75 g/cm3, its compressive strength usually lies above 200 MPa, and its viscosity at standard temperature and pressure is 3-6 • 1019 Pa·s


The word granite comes from the Latin granum, a grain, in reference to the coarse-grained structure of such a crystalline rock.


Granitoid is a general, descriptive field term for light-colored, coarse-grained igneous rocks. Petrographic examination is required for identification of specific types of granitoids.


O granito é um tipo comum de rocha intrusivas, ígneas félsicas. Granitos geralmente têm um meio a textura granulada. Ocasionalmente, alguns cristais individuais (fenocristais) são maiores que os groundmass, caso em que a textura é conhecida como porfirítica. A rocha granítica com uma textura porfirítica é conhecido como um pórfiro. Granitos pode ser cor de rosa para a cor cinzenta, dependendo de sua química e mineralogia. Por definição, o granito é uma rocha ígnea com pelo menos 20% de quartzo, em volume. Granito difere do granodiorito em que pelo menos 35% do feldspato em granito é o feldspato alcalino em oposição a plagioclase, é o feldspato alcalino, que dá muitos granitos um distintivo cor-de-rosa. Afloramentos de granito tendem a formar dores e maciços arredondados. Granitos às vezes ocorrem em depressões circulares rodeadas por uma série de morros, formados pela auréola metamórfica ou corneanas. O granito é encontrado normalmente nas placas tectônicas da crosta terrestre.

O granito é quase sempre maciça (sem estrutura interna), dura e resistente, e por isso ganhou ampla utilização como uma pedra de construção. A densidade média de granito, situa-se entre 2,65 e 2,75 g/cm3, sua resistência à compressão encontra-se geralmente acima de 200 MPa, e sua viscosidade à temperatura e pressão padrão é de 3-6 • 1019 Pa · s

O granito da palavra vem do latim granum, um grão, em referência à estrutura de grãos grossos de uma rocha cristalina.

Granitóide é um general, termo descritivo para campo de cor clara, granulação grossa rochas ígneas. análise petrográfica é necessária para a identificação de tipos específicos de granitóides.


Mineralogy


Granite is classified according to the QAPF diagram for coarse grained plutonic rocks and is named according to the percentage of quartz, alkali feldspar (orthoclase, sanidine, or microcline) and plagioclase feldspar on the A-Q-P half of the diagram. True granite according to modern petrologic convention contains both plagioclase and alkali feldspars. When a granitoid is devoid or nearly devoid of plagioclase, the rock is referred to as alkali granite. When a granitoid contains less than 10% orthoclase, it is called tonalite; pyroxene and amphibole are common in tonalite. A granite containing both muscovite and biotite micas is called a binary or two-mica granite. Two-mica granites are typically high in potassium and low in plagioclase, and are usually S-type granites or A-type granites. The volcanic equivalent of plutonic granite is rhyolite. Granite has poor primary permeability but strong secondary permeability.


O granito é classificado de acordo com o diagrama QAPF de granulação grossa rochas plutônicas e é nomeado de acordo com a porcentagem de quartzo, feldspato alcalino (sanidina, ortoclásio ou microclínio) e plagioclásio na metade AQP do diagrama. Granito True acordo com a convenção moderna petrológicos contém plagioclásio e feldspatos alcalinos. Quando um granitóide é destituído ou quase desprovida de plagioclásio, a rocha é conhecido como granito alcalino. Quando um granitóide contém menos de 10% ortoclásio, é chamado de tonalito, piroxênio e anfibólio são comuns em tonalito. Um granito contendo micas muscovita e biotita granito é chamado de binário ou duas micas. Granitos de duas micas são geralmente ricos em potássio e pobres em plagioclásio, e são geralmente do tipo S-granitos e granitos do tipo. O equivalente vulcânico do granito é plutônicas riolito. O granito tem permeabilidade primária pobre, mas a permeabilidade secundária forte.


Chemical composition


* SiO2 — 72.04%
* Al2O3 — 14.42%
* K2O — 4.12%
* Na2O — 3.69%
* CaO — 1.82%
* FeO — 1.68%
* Fe2O3 — 1.22%
* MgO — 0.71%
* TiO2 — 0.30%
* P2O5 — 0.12%
* MnO — 0.05%


Occurrence


Granite is currently known only on Earth, where it forms a major part of continental crust. Granite often occurs as relatively small, less than 100 km² stock masses (stocks) and in batholiths that are often associated with orogenic mountain ranges. Small dikes of granitic composition called aplites are often associated with the margins of granitic intrusions. In some locations, very coarse-grained pegmatite masses occur with granite.


Granite has been intruded into the crust of the Earth during all geologic periods, although much of it is of Precambrian age. Granitic rock is widely distributed throughout the continental crust and is the most abundant basement rock that underlies the relatively thin sedimentary veneer of the continents.


O granito é atualmente conhecida apenas na Terra, onde forma uma grande parte da crosta continental. O granito ocorre muitas vezes como algo relativamente pequeno, menos de 100 km ² massas ações (stocks) e em batólitos que estão frequentemente associados a cadeias de montanhas orogênicas. Pequenos diques de composição granítica chamada aplites são frequentemente associados com as margens de intrusões graníticas. Em alguns locais, massas pegmatito muito áspero e granulado, ocorrem com granito.

Granito tem sido penetrado na crosta da Terra durante todos os períodos geológicos, embora muito do que é de idade pré-cambriana. Rocha granítica é amplamente distribuído em toda a crosta continental e é a rocha mais abundante do porão que está por trás do verniz relativamente finas sedimentares dos continentes.


Origin


Granite is an igneous rock and is formed from magma. Granitic magma has many potential origins but it must intrude other rocks. Most granite intrusions are emplaced at depth within the crust, usually greater than 1.5 kilometres and up to 50 km depth within thick continental crust. The origin of granite is contentious and has led to varied schemes of classification. Classification schemes are regional and include French, British, and American systems.


O granito é uma rocha ígnea e é formado a partir de magma. Magma granítico tem muitas origens possíveis, mas deve intrometer outras rochas. A maioria das intrusões de granito são colocadas em profundidade no interior da crosta, geralmente acima de 1,5 km e 50 km de profundidade na crosta continental espessa. A origem do granito é controverso e levou a variados sistemas de classificação. Os sistemas de classificação são regionais e incluem sistemas de franceses, britânicos e americanos.


Geochemical origins


Granitoids are a ubiquitous component of the crust. They have crystallized from magmas that have compositions at or near a eutectic point (or a temperature minimum on a cotectic curve). Magmas will evolve to the eutectic because of igneous differentiation, or because they represent low degrees of partial melting. Fractional crystallisation serves to reduce a melt in iron, magnesium, titanium, calcium and sodium, and enrich the melt in potassium and silicon - alkali feldspar (rich in potassium) and quartz (SiO2), are two of the defining constituents of granite. Close-up of granite from Yosemite National Park, valley of the Merced River


This process operates regardless of the origin of the parental magma to the granite, and regardless of its chemistry. However, the composition and origin of the magma which differentiates into granite, leaves certain geochemical and mineral evidence as to what the granite's parental rock was. The final mineralogy, texture and chemical composition of a granite is often distinctive as to its origin. For instance, a granite which is formed from melted sediments may have more alkali feldspar, whereas a granite derived from melted basalt may be richer in plagioclase feldspar. It is on this basis that the modern "alphabet" classification schemes are based.


Granitóides são um componente onipresente da crosta. Eles se cristalizaram a partir de magmas que possuem composições em ou perto de um ponto eutético (ou um mínimo de temperatura em uma curva cotectic). Magmas irão evoluir para o eutético devido à diferenciação ígnea, ou porque representam baixos graus de fusão parcial. Cristalização fracionada serve para reduzir um fundido de ferro, magnésio, titânio, cálcio e sódio, e enriquecer a derreter em potássio e silício - feldspato alcalino (rica em potássio) e quartzo (SiO2), são dois dos componentes de definição de granito. Close-up de granito de Yosemite National Park, vale do rio Merced

Este processo opera independentemente da origem do magma parental do granito, e independentemente da sua composição química. No entanto, a composição ea origem do magma, que se diferencia em granito, as folhas e evidências geoquímicas certos minerais, como o que o granito da rocha parental foi. A final da mineralogia, textura e composição química de um granito é muitas vezes distintas quanto à sua origem. Por exemplo, um granito, que é formado a partir de sedimentos derretido pode ter mais feldspato alcalino, enquanto que um derivado de granito, basalto fundido pode ser mais rico em plagioclásio. É nesta base que o moderno "alfabeto" sistemas de classificação são baseados.


Chappell & White classification system


The letter-based Chappell & White classification system was proposed initially to divide granites into I-type granite (or igneous protolith) granite and S-type or sedimentary protolith granite.[5] Both of these types of granite are formed by melting of high grade metamorphic rocks, either other granite or intrusive mafic rocks, or buried sediment, respectively.


M-type or mantle derived granite was proposed later, to cover those granites which were clearly sourced from crystallized mafic magmas, generally sourced from the mantle. These are rare, because it is difficult to turn basalt into granite via fractional crystallisation.


A-type or anorogenic granites are formed above volcanic "hot spot" activity and have peculiar mineralogy and geochemistry. These granites are formed by melting of the lower crust under conditions that are usually extremely dry. The rhyolites of the Yellowstone caldera are examples of volcanic equivalents of A-type granite.


A carta-Chappell & White baseada sistema de classificação foi proposta inicialmente para granitos dividir em granito do tipo I (ou protólito ígneo) e granito tipo S ou granito protólito sedimentar [5]. Ambos os tipos de granito são formadas pela fusão de alta grau metamórfico, seja granito ou outras rochas intrusivas máficas, ou enterrados sedimentos, respectivamente.

M-tipo ou manto de granito derivados foi proposto mais tarde, para cobrir os granitos que foram claramente provenientes cristalizado magmas máficos, geralmente provenientes do manto. Estes são raros, porque é difícil transformar em granito, basalto através de cristalização fraccionada.

Um tipo ou granitos anorogênicos são formadas a partir dos vulcânica "hot spot" atividade e têm mineralogia peculiar e geoquímica. Estes granitos são formadas pela fusão da crosta inferior em condições que geralmente são extremamente seco. Os riolitos da caldeira de Yellowstone são exemplos de equivalentes vulcânicos de granito do tipo A.


Granitization


An old, and largely discounted theory, granitization states that granite is formed in place by extreme metasomatism by fluids bringing in elements e.g. potassium and removing others e.g. calcium to transform the metamorphic rock into a granite. This was supposed to occur across a migrating front. The production of granite by metamorphic heat is difficult, but is observed to occur in certain amphibolite and granulite terrains. In-situ granitisation or melting by metamorphism is difficult to recognise except where leucosome and melanosome textures are present in gneisses. Once a metamorphic rock is melted it is no longer a metamorphic rock and is a magma, so these rocks are seen as a transitional between the two, but are not technically granite as they do not actually intrude into other rocks. In all cases, melting of solid rock requires high temperature, and also water or other volatiles which act as a catalyst by lowering the solidus temperature of the rock.


O granito é uma rocha ígnea de grão fino, médio ou grosseiro, composta essencialmente por quartzo e feldspatos, tendo como minerais característicos frequentes moscovite, biotite e/ou anfíbolas.


A composição mineralógica dos granitos é definida por associações muito variadas de quartzo, feldspato, micas (biotite e/ou moscovite), anfíbolas (sobretudo horneblenda), piroxenas (augite e hiperstena) e olivina. Alguns desses constituintes podem estar ausentes em determinadas associações mineralógicas, anotando-se diversos outros minerais acessórios em proporções bem mais reduzidas. Quartzo, feldspatos, micas e anfíbolas são os minerais dominantes nas rochas graníticas e afins.


Macroscopicamente, o quartzo é reconhecido como mineral incolor, geralmente translúcido, muito comum nos granitos.


Os feldspatos (microclina, ortóclase e plagióclases), são os principais condicionantes do padrão cromático das rochas silicáticas, conferindo as colorações avermelhada, rosada e creme-acinzentada a estas rochas.


A cor negra variavelmente impregnada na matriz das rochas silicatadas, é conferida pelos minerais máficos (silicatos ferro-magnesianos), sobretudo anfíbolas (hornblenda) e micas (biotite), chamados vulgarmente de "carvão".


Nos granitos mais leucocráticos (claros), portanto com menor quantidade de minerais ferro-magnesianos, o quartzo e o feldspato compõem normalmente entre 85% e 95% da rocha.


A textura das rochas silicatadas é determinada pela granulometria e hábito dos cristais, sendo a estrutura definida pela distribuição desses cristais. Composição, textura e estrutura representam assim parâmetros de grande importância para caracterização de granitos.


O granito é utilizado como rocha ornamental e na construção civil. Para o sector de pedras ornamentais e de revestimento, o termo granito designa um amplo conjunto de rochas silicatadas, abrangendo monzonitos, granodioritos, charnockitos, sienitos, dioritos, doleritos, basaltos e os próprios granitos.


EarthCache


This is a earthcache to show all the geocacher a peculiar granite stone. This stone has a shape of a big whale. Another thing important to watch in Geres is the variability of types of granite in the national park. With this earthcache we hope you learn more about granite and you explore the types of granite in this fantastic park.


Esta earthcache é dedicada a uma rocha granítica do parque nacional com um formato peculiar. A rocha apresenta a forma duma baleia grande. Outra coisa importante no Geres é a variabilidade do granito existente neste parque natural. Com esta earthcache espera-se que aprenda um pouco mais sobre os tipos de granito deste fantástico parque nacional.


What is high from the belly to the ground of the Whale? Qual a altura desde o chão até a barriga da baleia?

How long is the smile? Qual o tamanho do seu sorriso?

Which type of erosion? Caracterize the granite? Tipo de erosão? Tipo de granito?

Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.