Skip to Content

This cache has been archived.

BunnyTeam: Devido a minha mudança para Espanha e o facto de pela 4ª vez a cache ter desaparecido, a mesma vai ser arquivada.

A todos quantos visitaram a mesma, o meu muito obrigado e votos de boa caça.

A quem levou os 4 containers que ai coloquei ( sendo a mesma pessoa ou não). o caminho agora está livre e poderá colocar ai a sua cache.

Por mim, continuarei a fazer geocaching sempre que puder.

um abraço a todos.

More
<

Estação Azambuja

A cache by BunnyTeam Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 4/23/2011
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Estação Azambuja


Projecto GeoGare - A ver passar os comboios...

Não se encontra grande informação sobre a estação da Azambuja. Por este motivo a informação aqui contida não acrescenta grande conhecimento a quem queira conhecer.


Azambuja é uma castiça vila Ribatejana, situada na margem direita do rio Tejo, a cerca de 45 Km de Lisboa. Com origem no tempo dos Romanos, chamando-se então Oliastrum, Azambuja deve o seu nome actual aos Árabes, que lhe chamaram Azzabuja. Em 1200, Azambuja foi objecto de doação perpétua, feita por D. Sancho I em benefício de Rolim, um súbdito oriundo da Flandres, e outros compatriotas seus, como prémio pela tomada de Lisboa. Foi, precisamente, um descendente de Rolim, de seu nome Rui Fernandez, que teve a iniciativa de dotar Azambuja de foral, no ano de 1272. D. Manuel deu uma confirmação de foral a Azambuja em 1513. A freguesia conta actualmente com cerca de 7300 habitantes. . Uma paragem na Azambuja é determinante para se agarrar, pictoricamente, à simbologia do trabalho agrícola e fluvial ribatejanos. A faina do labor no campo e o vigor do retrato – a azul – do quotidiano no Tejo, onde coabitam os transportes (a fragata) e a pesca (avieiros). . Há dois grandes painéis, um em cada topo da gare, e novamente a temática é regionalista: um representa a cultura do trigo na lezíria (com o curioso pormenor de figurar uma das primeiras debulhadoras a vapor), enquanto o outro mostra fragatas e barcos de pesca dos avieiros. Foram feitos em 1935 por Carlos Mourinho, pintor-ceramista da famosa Fábrica de Loiças de Sacavém .




Contem: lapis, folhas de registo e alguns berlindes para troca.

Additional Hints (Decrypt)

N zrvb qn qrfpvqn rfcervgn cbe onvkb r cebphen n fhn geryn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

367 Logged Visits

Found it 331     Didn't find it 19     Archive 1     Temporarily Disable Listing 3     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 2     Owner Maintenance 5     Update Coordinates 2     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 30 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.