Skip to content

This cache has been archived.

MightyREV: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas.
Relembro a secção das Guidelines sobre a manutenção http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=307#maint :

[quote]Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

A região onde um geocacher é considerado capaz de manter geocaches responsavelmente irá variar de pessoa para pessoa. Um geocacher que anteriormente fez registo de geocaches numa área alargada a partir da sua residência pode ser considerado habilitado a manter uma geocache a 200 milhas (322 Km) de distância. Contudo, alguém cujas actividades de geocaches têm sobretudo estado dentro da distância de 25 milhas (40km) de sua casa não deverá estar preparado para manter uma geocache tão distante de casa. O critério usado nesta situação fica a cargo do revisor da geocache ou pela Groundspeak.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. Alternativamente poderá treinar uma pessoa local para fazer manutenção à geocache. Documente o seu plano de manutenção numa Nota ao Revisor ou na sua página de geocache. Isto deverá incluir a informação contacto da pessoa que irá efectuar a manutenção. A nota irá ser apagada automaticamente aquando da publicação.[/quote]

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me através do mail indicado no meu perfil e refira o GC Code da cache.
Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se de uma nova cache se tratasse, com todas as implicações das Guidelines actuais.

Obrigado

[b] MightyREV [/b]
Geocaching.com Volunteer Geocache Reviewer
Revisor Voluntário em Geocaching.com

[url=http://support.groundspeak.com/index.php]Centro de Ajuda Groundspeak[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=340]Trabalhar com o Revisor[/url]
[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77]Como ter uma cache publicada (mais) rapidamente[/url]
[url=http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx]As Guidelines são regras[/url]

More
<

Necrópole do Talho do Chaparrinho

A cache by cadua Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/07/2011
Difficulty:
1 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


NECRÓPOLE DO TALHO DO CHAPARRINHO (VILA VERDE DE FICALHO)

Esta necróplole encontra-se implantada numa pequena colina de vertentes muito suaves, a uma altitude de 273 m. Geològicamente o terreno é constituido por “depósitos paleogénicos (?), que à superfície se apresentam como cascalheiras de elementos subangulosos, predominantemente, quartzíticos” (CARVALHOSA, 1968), encontrando-se, actualmente, coberto por olivais.
Desta necróplole foramidentificadas 3 sepulturas. Uma delas foi destruida em 1970 e ignora-se a sua forma, orientação e se teria espólio. Uma outra foi descoberta em 1972, já violada, sem qualquer espólio. Tratava-se de uma pequena cista trapzoidal construida com lages de xisto esverdeado, com a particularidade de os topos serem constituidos por lages duplas. As lages maiores, laterais, eram reforçadas no exterior, por blocos de quartzo de origem local. O fundo da cista encontrava-se a 35 cm de profundidade. Por fim, a sepultura TC2 foi objecto de uma intervenção arqueológica em 1982. A observação do monumento, antes da escavação, levava a supor que a cista teria sido violada, dado já não possuir tampa e ser bastante visível do caminhovicinal que lhe passa próximo. Estaria inserida num tumulus feito de terra e algumas pedras. A escavação confirmoiu a violação da cista. Do seu conteudo primitivo apenas se recolheramalguns pequenos fragmentos ósseos que se encontravam no fundo da sepultura, junto aos topos. Por outro lado, foi posta a descoberto toda a estrutura do tumulus.
O tumulus devia ter sido aproximadamente circular, com um diametro de cerca de oito metros, ocupando a cista uma posição central e sobressaindo de toda a estrutura. Esta era contida, na periferis, por blocos de xisto. Seguiam-se para o interior blocos de diorito, principalmente, e alguns de xisto, num ou noutro ponto. A cobrir, uma camada de calhaus rolados de quartzo leitoso. Os trabalhos de lavoura tinham feito desaparecer esta camada junto à periferia e em toda a metade leste do monumento. Aqui tinha havido grandes revolvimentos que levaram,nesta zona à acumulação de blocos de diorito e de xisto, retirados do seu local primitivo.
Foi recolhida uma vintena de fragmentos ceramicos, quer nas terras retiradas do tumulus quer na zona ocupada pela necrópole ou na sua vizinhança imediata. Trata-se de ceramica feita à máo, na sua maioria fragmentos rolados e, possìvelmente, todos eles de vasos diferentes. Este facto leva a supor que a maioria não terá tido origem em eventuais dádivas funerárias, mas sim em possível habitação (ou habitações) existente nas proximidades. De entre os fragmentos ceramicos há a destacar os dois que foram encontrados nas terras superficiais do tumulus. Da mesma proveniência foi recuperado um objecto de grés, que parece ter servido de amoladeira.

(in “O Bronze do sudoeste da Margem Esquerda do Guadiana – As Necrópoles do concelho de Serpa” de António M.Monge Soares)

A CACHE:

Esta é uma cache bastante acessível que dista +/- 1.5Km de V.V.Ficalho e qualquer viatura lá chega. É a continuação da visita aos Sítios Arqueológicos e apesar do seu mau estado, a JF já me prometeu tratar da sua limpeza.

COMO CHEGAR?

A partir de V.V.Ficalho, seguir o CM1071 para Sul. Deverá deixar o asfalto e sair à direita em N-37º55.948 e W-07º17.759.

Descanse e aprecie a paisagem. Depois, aconselho seguir para a cache "Ocupação Sidérica do Passo Alto" e terminar em "Museu Arqueológico de V.V.Ficalho".

Additional Hints (Decrypt)

Rfpbaqvqn qronvkb qr crqenf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.