Skip to content

This cache has been archived.

nhau_: Não temos disponibilidade para a repôr no formato original e para colocar um rolo fotográfico só porque sim não faz sentido para nós.

Espero que tenham gostado. Até uma próxima.

More
<

Petrogal: Palmeiras em Lisboa

A cache by nhau_team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/17/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Petrogal: Palmeiras em Lisboa



O Bairro da Petrogal/Sacor, com cerca de 12 hectares, foi construído nos anos 40/50 para o alojamento do pessoal operário que trabalhava nas instalações da empresa Sacor (depois Petrogal), situadas nas imediações do bairro, e há muito desactivadas.

Deixamos alguns recortes vários sobre o Bairro, uma vez que é difícil encontrar a história completa, mesmo depois de várias consultas à Junta de Freguesia.

Bairro da Sacoor/Petrogal. 1º Congresso em 1959

A génese da atual principal empresa de energia nacional, na altura sob outra designação, remonta ao século XVIII. Em 1780, Lisboa começa a ser iluminada com os primeiros candeeiros a azeite. Do azeite ao carvão, da iluminação a gás ao petróleo e ao gás natural, passaram-se anos de evolução técnica, económica e social. Ao ritmo do aparecimento destas novas fontes de energia surgem várias empresas que traçam os destinos do setor energético em Portugal e darão mais tarde origem à atual empresa de Energia.

Segundo me lembro as duas principais marcas eram concorrentes nos combustiveis e no gás. Uma com o seu logotipo laranja e outra com logotipo verde e vermelho. Em 1975 ambas as empresas foram nacionalizadas dando origem à actual companhia energética.
http://portugal.portalclassicos.com/topic/9348-sacor-quem-se-lembra/page__st__140

O Bairro da Petrogal, pese embora seja propriedade particular, proporciona autênticos momentos de lazer, de desfrute da bela paisagem sobre o Estuário do Tejo e o contacto com a diversa e rica flora existente, sendo algumas das espécies verdadeiramente ex-libris pela sua raridade, a Alameda das Palmeiras, nos majestosos Embondeiros ou nos Dragoeiros existentes
http://www.jf-bobadela.pt/Artigo.aspx?ID=2

Ainda hoje a Alameda das Palmeiras é um pequeno oásis em Lisboa, talvez com potencial por aproveitar, e que aqui queremos dar a conhecer a todos.

Additional Hints (Decrypt)

1) Qrgrfgnzbf pnpurf rz cnyzrvenf...
2) Aãb é cerpvfb sbeçne anqn.
3) Aãb cerpvfnf qr anqn rz rfcrpvny cnen yá purtne, ncranf qr crafne hz cbhpb.
4) N qvsvphyqnqr é 1,5 aãb pbzcyvdhrz...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.