Skip to content

A CACHE DA VERGONHA Multi-Cache

Hidden : 01/24/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

A cache não está nas coordenadas publicadas. Se as bóias forem de cor azul e branco a coordenada é:N 38° 41.763 W 009° 14.183. Se as bóias forem de cor verde e amarelo a coordenada é:N 38° 41.846 W 009° 14.259. Se as bóias forem de cor verde e vermelho a coordenada é:N 38° 41.562 W 009° 13.256.

AQUI COLOCA O NOME DA FOTO

Bombordo (BB) é o bordo à esquerda do rumo da embarcação. Este nome vem do facto de os navios ao descerem o Atlântico ao logo da costa africana terem à sua esquerda a terra e os respectivos portos pelo bom bordo. Este lado é assinalado de noite por uma luz vermelha. Amurado por bombordo/estibordo é um termo náutico que significa velejar recebendo o vento por bombordo/estibordo O lado oposto ao bombordo é o estibordo ou boreste. Estibordo ou boreste (EB) em termos náuticos, é o lado direito de quem se encontra numa embarcação, voltado para a sua proa. No francês antigo dizia-se stribord, que na sua vinha emprestou do neerlandês stierboord (ou stuurboord ou então styr bord), «do lado do leme». Em português é uma palavra composto por esti + bordo O lado de estibordo de uma embarcação deverá ser sinalizado, durante a noite, por uma luz de navegação de cor verde. Amurado por bombordo/estibordo é um termo náutico que significa velejar recebendo o vento por bombordo/estibordo [ O lado oposto ao estibordo é o bombordo.
O Porto de Lisboa é o principal terminal de transporte marítimo de Portugal. Está localizado no encontro das águas do rio Tejo e do Oceano Atlântico, configurando-se num porto natural no estuário do Tejo, totalizando uma bacia líquida de 32 mil hectares, o que lhe possibilita receber navios de qualquer porte, como os transoceânicos, mas também oferece condições a modalidades desportivas. A costa portuguesa, devido ao seu posicionamento, está no cruzamento das principais rotas do comércio internacional e na frente atlântica da Europa. Devido a este posicionamento estratégico, tem estatuto nas cadeias logísticas de comércio internacional e nos circuitos dos cruzeiros. O porto de Lisboa entronca-se num estuário vasto e muito variável do ponto de vista dos valores nacionais. A maior parte dessa área está sob jurisdição portuária, sendo abrangida por estatutos de conservação da natureza: Em termos nacionais, como Área Protegida e chama-se Reserva Natural do Estuário do Tejo; Em termos comunitários, como sítio da Rede Natura 2000, resultante do interesse da conservação, se for das espécies designa-se Zona de Protecção Especial de Estuário do Tejo, se for pela existência de Habitats designa-se Sítio de Importância Comunitária, pode ainda ser considerado como local de integração da Rede de Reservas Biogenéticas do Conselho da Europa; Em termos internacionais, como local integrado na lista de sítios da Convenção de Ramsar tendo em conta as zonas húmidas de importância internacional, particularmente como habitat de aves aquáticas. A área de jurisdição portuária esta limitada pelos territórios dos onze municípios que abraçam o estuário do Tejo: Alcochete, Almada, Barreiro, Lisboa, Loures, Moita, Montijo, Oeiras, Seixal e Vila Franca de Xira. Como parte da área de operações do porto de Lisboa se situa na zona central da cidade, por vezes observa-se conflitos entre os interesses do porto e das cidades que integram o estuário e a conservação da natureza. Tendo em conte facto a Administração do Porto de Lisboa tem uma atitude de conciliação das suas actividades e projectos com os das populações e da conservação da natureza. A APL tem ainda uma gestão das questões ambientais diariamente, relativamente com os navios, com a operação portuária, e actividades como reparação naval e náutica de recreio O porto é dotado de cais em ambas as margem do Tejo. Os terminais de cruzeiros situam-se relativamente próximos da zona central de Lisboa. O estuário do Tejo tem uma dimensão de 50 km, e entre 2 a 14 km de largura, tendo o principal canal de acesso ao porto uma profundidade de -15,5m ZH, o que permite o transporte de mercadorias entre as duas margens do rio. O porto de Lisboa tem ligações às redes ferroviária e rodoviária de Lisboa, e estas, por sua vez, às redes nacional e transeuropeia de transportes. O acesso ferroviário ao porto conta com a Linha do Norte na margem norte, e a Linha do Sul na margem Sul. Para o acesso a outros países, o porto utiliza a Linha do Norte, que par sua vez se interliga à Linha do Minho em direção o Noroeste Espanhol, à Linha da Beira Alta direcionada para o centro de Espanha e a restante Europa, e ao Ramal de Cáceres que tem ligação directa com Madrid e a Estremadura espanhola. As ligações rodoviárias ao porto efectuam-se em ambas as margens com recurso às várias auto-estradas e vias rápidas. Em ambas as margens encontram-se diversas vias de interligação regional, tais como o Eixo Norte-Sul, a Segunda Circular, a A36 (CRIL), a A9 (CREL), A33, A39, entre outros. De entre os principais eixos nacionais de ligação ao porto destacam-se a A1 em direção ao norte de Portugal, a A2 direcionada ao Sul, a A5 para Cascais, a A8 na direção do oeste de Portugal, a A12 na travessia da Ponte Vasco da Gama, entre outras. Estes eixos interligam-se, por sua vez, com ligações internacionais efectuadas através da A3, A6, A25, A28 e IP4, entre outras. Fonte: Wikipédia

Additional Hints (Decrypt)

gerr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)