Skip to Content

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.

This cache has been archived.

e_santos: Vai descansar!

More

Multi-cache

Lendas de Setúbal

A cache by e_santos Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 5/31/2012
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Introdução

As Lendas constituem um importante depoimento para a compreensão da evolução da comunidade local, permitindo entender a atitude do povo, perante determinadas conjunturas temporais. A Lenda é uma importante fonte histórica, para o estudo da população, da economia, da vida social e culturas de uma sociedade ou comunidade que sofreu mutações com o passar das décadas e dos séculos. Do passado, por vezes longínquo, restam as Lendas que enquanto fontes orais, passam de geração em geração, preservando uma realidade que ao misturar-se um pouco com a ficção, encantam as pessoas que pela primeira vez as conhecem. Existem outras lendas de Setúbal, como a da Pedra Furada, Nossa Senhora do Cais, Nossa senhora da Anunciada etc, (aconselho vivamente a lerem sobre elas) que têm de alguma maneira geocaches associadas, nesta geocache vamos dar a conhecer outras lendas.


Image and video hosting by TinyPic


Lenda de Setúbal

A fundação de Setúbal perde-se na escuridão dos tempos, sendo alguns da opinião que o primeiro nome foi "Cetuba", proveniente das palavras "ceto" que significa pescaria, e "uba", que quer dizer, "porto", e portanto o nome seria, "perto ou rio da pesca". Alguns especialistas, insistem que esta terra denominava-se "Cetubal": onde "Ce", é povoação, e "'Tubal" nome próprio dum neto de Noé, dizendo o escritor espanhol Florian, que este parente de Noé, ou seja "Tubal", teria encontrado a barra do Sado ou Sadão, tendo logo "apaixonado" por este lugar, fundando uma povoação à qual deu o seu nome. Outros historiadores dizem, que "Cetóbriga", deriva de duas palavras, "Ceto", designação de peixe graúdo, como tubarão, baleia, atuns, corvinas, entre outros; e "Briga", cujo sinónimo consiste em cidade ou povoação (denominação Romana). Existe ainda a hipótese de ter "Tubal" dado à povoação o nome dum avoengo chamado "Set", o qual anteposto ao seu nome, se formou a palavra SETÚBAL Não esquecer que "seto" é português antiquado e que significa, "estacada", sebe ou tapagens com ramos e paus. Há também quem afirme que "Cetóbriga" ficava no sítio onde está Tróia, porém outros não são da mesma opinião, insistindo que a palavra "Cetóbriga" queria dizer uma povoação altaneira e fortificada. A par desta denominação semântica, existem dados concretos de que D. Afonso Henriques conquistou esta povoação depois da tomada de Lisboa, em 1147; e após a tomada do Castelo de Palmela; teria recebido foral dado por D. Sancho I e depois D. Afonso II, e elevada à categoria de Cidade, por D. Pedro V em 1860.

Lenda da Estrada da Rasca

Á rasca chegou a estar uma família algarvia, depois de trocar o Algarve pelas terras do Sado. Manuel, dedicou-se à pesca e ao cultivo das terras, e sua mulher ao labor das redes pesqueiras. Uma promessa paga a N.ª S.ª da Atalaia melhorou-lhe a vida. Construíram casa, de palha,como muitas outras, habitadas por famílias de marítimos vindos do Algarve, entre o final da avenida Luísa Todi e o acesso às praias de Albarquel e Figueirinha e zona da Saboaria, esta ultima por ter existido em tempos uma fábrica de sabão. A família ia vivendo bem, até que um dia a coisa começou a dar para o torto; entrou o diabo com eles. Hoje uma rede, depois um barquito, o que é certo, é que o pescador começou a andar á rasca. Houve então alguém que aconselhou o casal algarvio a socorrer-se da Senhora da Atalaia. O casal foi em peregrinação até Atalaia, para deixar azeite á Santa para o seu lampadário. O resto, acrescenta o livro sobre lendas, havia de ser pago depois, visto que as suas terras começaram a ser das melhores, e a vinha e tudo o que ali se plantava ou semeava, crescia a olhos vistos, pois as águas das suas terras e dos seus vizinhos havia desaparecido, e as terras passaram a ser aráveis como ainda hoje o são. A lenda da moura encantada Corria o século XIV, reinava Afonso IV. Ali para os lados das Fontainhas, em Setúbal, havia uma taberna pertencente a um mouro, que tinha duas filhas, Aldonça e Zuleima, assim mesmo nomeadas entre o A e o Z do alfabeto. Seria um pescador sadino, Afonso de seu nome, tal como o rei, que iria descobrir os encantos de Zuleima (mais uma vez, se juntaria o princípio e o fim, num percurso do alfabeto entre o A e o Z), num amor correspondido. Quem não gostou dos encontros entre os namorados nas Portas do Sol foi o velho mouro, taberneiro e pai, que fez desaparecer a filha, jurando a quem o quis ouvir que ela só apareceria quando na terra acabasse a fome, a inveja e a guerra, algo impossível de acontecer, como todos sabemos!

Lenda da Moura Encantada

Corria o século XIV, reinava Afonso IV. Ali para os lados das Fontainhas, em Setúbal, havia uma taberna pertencente a um mouro, que tinha duas filhas, Aldonça e Zuleima, assim mesmo nomeadas entre o A e o Z do alfabeto. Seria um pescador sadino, Afonso de seu nome, tal como o rei, que iria descobrir os encantos de Zuleima (mais uma vez, se juntaria o princípio e o fim, num percurso do alfabeto entre o A e o Z), num amor correspondido. Quem não gostou dos encontros entre os namorados nas Portas do Sol foi o velho mouro, taberneiro e pai, que fez desaparecer a filha, jurando a quem o quis ouvir que ela só apareceria quando na terra acabasse a fome, a inveja e a guerra, algo impossível de acontecer, como todos sabemos!

A viúva do Ribeiro da Comenda

Há muito tempo atrás, vivia na Comenda uma senhora que esteve durante muitos anos noiva de um fazendeiro. Essa senhora ao final de muitos anos de noivado conseguiu marcar a sua data de casamento, e na noite da festa o marido dela morreu. Então a senhora entrou num estado de tristeza tal, que desde esse dia, e já foi há muitos anos, durante todas as sextas-feiras, à noite, essa senhora costuma ir vestida de noiva, com um vestido preto passear sobre o ribeiro da Comenda, apregoando os males do mundo, e lançando pragas a todas as pessoas que aparecem, a todas as pessoas que são felizes.

Image and video hosting by TinyPic

A cache:

É uma multi-cache que pretende dar a conhecer algumas das lendas de Setúbal. Aconselho a utilizar um meio de transporte, quanto mais não seja uma bicicleta, o trajecto total são apenas alguns quilómetros. O ponto de partida, apenas representa uma das entradas para a cidade de Setúbal e os restantes containers estão nos locais onde as lendas em cima referidas foram relatadas

A cache é composta por três pontos intermédios em que cada um tem as coordenadas dos seguintes até chegarem ao container final, este está situado numa zona que é privada, mas toda a gente pode andar à vontade por lá.

Alguns pontos, principalmente no ponto final, o sinal de GPS pode apresentar-se fraco devido ás árvores.

Levem material de escrita.

Por favor não publiquem fotos dos containers nem de algo que possa identificar os seus esconderijos. Tenham cuidado ao manusear os containers, por favor não forcem nada, basta pensar um bocadinho, obrigado.

Espero que gostem, divirtam-se e boas cachadas.


Oizo_n3cro, MarSalgado e Gouldians-Team

Additional Hints (Decrypt)

1º Cbagb: Gncnqn pbz crqenf
2º Cbagb: Áeiber
3º Cbagb: Neohfgb
4º Cbagb: Fcbvyre (Yrirz hzn tneensn qr áthn cnen aãb qrfvqengnerz)

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

33 Logged Visits

Found it 27     Write note 2     Archive 1     Temporarily Disable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 2 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated: on 11/15/2017 3:33:14 PM (UTC-08:00) Pacific Time (US & Canada) (11:33 PM GMT)
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page