Skip to content

Santo Amaro de Azurara Multi-Cache

Hidden : 06/17/2012
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
1 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Vamos levá-lo a conhecer um pouco de Santo Amaro de Azurara.
Levamo-lo ao centro da aldeia, onde terão a oportunidade de conhecer o 'Largo do Terreiro', a 'Casa dos Faros' e o 'Largo do Paúl' onde se encontra a capela, o parque infantil e o lavadouro da aldeia de Santo Amaro de Azurara.

Santo Amaro de Azurara
Um Povo com História

Santo Amaro de Azurara, assenta num vasto e fértil vale agrícola, o velho núcleo primitivo, dista 1 Km da sede da Freguesia, enquanto que as novas urbanizações das Barrocas, Hortinhas, Tojais, Carcereiras e Mata da Casa de Cães de Cima, ou da Portelada, demarcam a malha urbana da Cidade.

O nome primitivo era Cans de Suso, proveniente do longínquo plural latino canales, mais tarde, séc. XVII, grafou-se Cainz de Sima depois Cãis de Cima; na origem do nome, um local onde havia “canales” canais de irrigação.

Até, que por decreto n.º. 41664 de 6 de junho de 1958, passou a denominar-se Santo Amaro de Azurara, era então presidente da Republica Francisco Higinio Craveiro Lopes, Presidente do concelho de ministros António Oliveira Salazar, ministro do interior Joaquim Trigo de Negreiros.

Povoação muito antiga.
As referências a este lugar aparecem em 1211 e 1384 com queixa ao Rei, pelas tomadias e contra a prepotência que certos fidalgos praticavam na povoação de Cãins de Cima. Vexando o povo e violando os seus direitos

Em 1527 aquando do primeiro arrolamento da população, dele se verifica que a população de Caís de Cima era de foram 16 habitantes, enquanto que na sede de Freguesia, São Julião de Mangualde os habitantes eram 37.

Casa dos Faros
Segundo a carta de armas concedida por D. José I, em 26 de Janeiro de 1756, a Bernardo José do Couto da Costa Faro, de Lobelhe do mato, a família dos Faros descendia “do verdadeiro tronco dos nobres e antigas linhagens dos Costas, Sampaios e Coutos que neste reino de Portugal são fidalgos de linhagem e cota de armas”. O mesmo documento aponta-nos para o membro mais antigo da Família, Henrique da Costa faro, fidalgo da casa real, que segundo a tradição, vivia nobremente em Lisboa no reinado de D. Sebastião, sendo degredado para o concelho de Zurara no tempo de D. Filipe I por não seguir o seu partido. Estamos, portanto, no final do século XVI. Nos finais do século seguinte já a família aparece instalada no lugar de Cães de Cima, hoje Santo Amaro de Azurara. Desenvolve-se horizontalmente numa fachada longa e simples, articulada com pilastras lisas e pouco salientes. Pormenor interessante a registar, é o facto da casa estar ligada à capela por uma construção em arco, por passar ali um caminho público que dá acesso ao outro lado da aldeia. É daqui que emerge um magnífico frontão barroco rompendo a linha do telhado, onde é colocado o brasão com as armas dos Faros, Coutos, Sampaios e Costas. A capela (no interior da quinta), dedicada a Stª Quitéria, não perturba a composição, sujeitando-se às linhas da fachada. Apenas se destaca um frontão quebrado sobre a porta principal. In Casas Solarengas no Concelho de Mangualde, de Anabela dos Santos Ramos Cardoso.

A CACHE:
As coordenadas iniciais NÃO CORRESPONDEM à localização da cache!

Nas coordenadas iniciais existe um brasão.
Averigue:
A: n.º de anjos do brasão;
B: n.º de quadrantes em que se divide o brasão.

Coordenadas Finais:
N 040º(31+B).(718+A)
W 007º(23xA).[632+(Bx11)]

Por ser uma zona aberta, com alguma probabilidade de passagem de 'muggles' pede-se a MAIOR ATENÇÃO!

Additional Hints (Decrypt)

CG: Pbafgehçãb nagvtn! RA: Byq ohvyqvat!

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)