Skip to content

<

O Covil do Larápio - Projeto Vil Metal [Bónus]

A cache by shogundai Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/29/2012
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


ATENÇÃO: As coordenadas desta cache são obtidas achando as duas caches abaixo indicadas:
soterrado vivo! - anotar a "marca" que está gravada no fundo do baú.
CSI: As Pegadas do Larápio - anotar a cor do exterior do cofre.

A cache não se encontra nas coordenadas publicadas.

ESTA CACHE FAZ PARTE DO PROJETO VIL METAL:

soterrado vivo! - Projeto Vil Metal
CSI: As Pegadas do Larápio - Projeto Vil Metal
O Covil do Larápio - Projeto Vil Metal
A Maquia do Sargento - Projeto Vil Metal - independente



O Desafio

Primeiro percorreram uma mata sombria por entre silvas e carrascos, descobrindo poços antigos que vos levaram até ao baú do António.
Depois, levados pela curiosidade ainda seguiram umas pegadas num caminho sinuoso até ao cofre.
Agora, se aceitarem este desafio, terão de percorrer a cumeada da inóspita serra das Brancas.
De pista em pista, irão descobrir os locais por onde o larápio passou, até finalmente chegar ao covil onde recentemente esteve acoitado.

Chega assim ao fim (?) o Projeto Vil Metal - que tanto gozo me deu a criar - mas que só foi possível pela vossa aceitação e comentários, que aproveito para agradecer.
Oxalá esta cache seja também do vosso agrado.

A Notícia

Todo o larápio sabe que o melhor local para se esconder é um qualquer bairro problemático nos subúrbios de uma grande cidade.
Segundo informações recolhidas por GC's infiltrados, um individuo coxo, conhecido por "mãozinhas de veludo" terá sido avistado lá para as bandas do bairro de Santa Filomena - Amadora, tendo-se vangloriado dum "achado" de barras de ouro antigas.
O referido meliante, especialista em ser o primeiro a chegar aos novos "trabalhinhos", é conhecido pelos seus inúmeros disfarces e inconstantes esconderijos.
Consta que terá mesmo falado na existência das pistas que deixou como desafio para ser encontrado o seu último covil e no qual até terá deixado uma "surpresa".

A Cache

A cache é composta por 4 pontos.
A distância entre o primeiro e o último são cerca de 800m, mais o regresso ao estacionamento.
Uma fita métrica pode ser útil.

Ponto Inicial (virtual): N 38º 46.X W 09º 14.Y

X = 11 - nº marcas "soterrado" (fundo exterior do cofre)
Y = (valor da cor do exterior do cofre "pegadas") + 505
...se preto = 100
...se prata = 200
...se ouro = 300

Feita a observação no local, terão que escolher uma das três hipóteses dadas, para seguir para o Ponto Segundo.
...se altura do VG = 120cm vai para N 38° 45.989 W 009° 14.578
...se altura do VG = 150cm vai para N 38° 45.995 W 009° 14.610
...se altura do VG = 180cm vai para N 38° 46.012 W 009° 14.786

Ponto Segundo: Procura a mensagem - pedaço de tijolo (12x6cm) com as coordenadas do Ponto Terceiro - deixada pelo larápio.
- No interior, a norte, a 210cm de altura

Ponto Terceiro: Desvenda o puzzle da mensagem deixada pelo larápio, dentro de uma caixa, com as indicações para o Ponto Final. Cuidado não percas nenhuma peça!
- Num contentor pequeno no exterior da toca na base dum poste na berma da estrada. Não está na parede!

Ponto Final: Procura a "surpresa" deixada pelo larápio na primeira página do logbook.
- Por baixo da estrutura, onde o azul desaparece.

Carimbo:
Apesar da existência do carimbo devem logar da forma habitual, escrevendo no logbook.
O carimbo NÃO deve ser retirado. Não existe almofada.

AVISO MUITO IMPORTANTE !!!
Se bem que não seja necessário entrar no bairro de Santa Filomena deixo bem claro que:
- não devem fazer a cache de noite
- não devem deixar o carro isolado (porque fica mais perto) nem com algo à vista no interior

Origem da imagem: jardindelmarv.wordpress.com

Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.