Skip to Content

This cache has been archived.

Bitaro: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

Obrigado pela colaboração
Bitaro
Community Volunteer Reviewer

Centro de Ajuda
Trabalhar com o Revisor
Revisões mais rápidas
Linhas Orientação|Políticas Regionais - Portugal

More
<

O Arroja #2

A cache by ShadowLord and Bigwig-PT Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/29/2012
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
4 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:





A zona da Pedra Ruiva é uma parte da Costa Vicentina bastante desconhecida e selvagem mas duma beleza única. Devido aos seus complicados acessos, tem garantido que se mantem assim ao longos dos anos. Sendo apenas frequentada por pescadores e mariscadores, não é um local turístico mas tem muito para ver, num cenário puramente natural onde a mão humana ainda não tocou. O Arroja #2 leva-vos a conhecer mais um belo recanto desta zona, onde podem apreciar os detalhes geológicos existentes por ali, desde formações rochosas, grutas a algumas quedas de água. Também é possível ver os mariscos típicos desta região como perceves ou mexilhão.

A cache consiste em três pontos, colocados em sítios de difícil acesso, por onde farão uma caminhada que vos mostrará uma zona praticamente virgem desta costa. Exigem trepar, subir/descer com auxílio de cordas, andar sobre rochas bastante escorregadias, atravessar pequenas grutas e possivelmente molhar os pés. A janela temporal é algo limitada, apesar disso façam toda a cache com calma. Aqui nada se faz com pressas.
Iniciem a caminhada a partir do waypoint trailhead 1. Dirijam-se à coordenada indicada e estarão de frente para uma furna ali existente. Verifiquem quantas aberturas grandes conseguem ver por lá, sem contar com aquela onde estão (entenda-se grandes como aquelas com altura para passar uma pessoa).
  • No caso de ser 1 o segundo ponto é em: N37 13.576 W8 52.946
  • No caso de serem 2 o segundo ponto é em: N37 13.519 W8 52.976
  • No caso de serem 3 o segundo ponto é em: N37 13.469 W8 52.970
  • Não publiquem fotos deste ponto.


Assim, deixo-lhe os seguintes conselhos e recomendações para visitar o local:
  • O acesso à cache não está sempre disponível. Apenas se consegue chegar e sair do local com a maré vazia. Como tal verifique sempre as marés antes de ir, para não ficar retido no local.Vá sempre com a maré no vazante para ter mais tempo. Vá sem pressas, facilmente poderá passar aqui umas horas.
  • Uma boa ideia é levar uns botins de pescador, tornam as passagens pelas rochas mais fáceis e seguras.
  • Verifique sempre o estado do mar,. ondulação com mais de 2 metros pode impossibilitar a chegada ao local.
  • Em época de chuvas não vá ao local, pois o acesso pode ser bastante inseguro.
  • Nunca faça esta cache sozinho, encontra-se num local isolado e onde pode não ter rede de telemóvel para alguma eventualidade.
  • Se tiver problemas com alturas, terrenos escorregadios e trepar rochas não faça esta cache.
Os visitantes assumem todos os váriados riscos envolvidos na visita a esta cache, sendo responsáveis por avaliar as condições de execução da mesma. Bom senso e a sua segurança sempre em primeiro lugar.

É possível aceder à “O Arroja #1” a partir da coordenada inicial, mas apenas com a maré vazia. Caso opte por esta abordagem tenha bastante cuidado com a ondulação na furna e com as pedras bastante escorregadias, onde se pode arranhar ou cortar. Mais uma vez, bom senso acima de tudo. Se optar por fazer esta travessia, pode sair do local pela “O Arroja #1”, não necessitando voltar aqui.

Esta cache está no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina. Não se esqueçam então de ajudar a preservar a Natureza e a beleza natural do local, algum lixo que encontrem no local ou pelos acessos levem-no para junto dos contentores existentes nos acessos - Cache In, Trash Out!

Devido ás condições do local esta cache dá trabalho e foi feita mesmo para isso ;)
Boa sorte e divirtam-se.





The area of the “Pedra Ruiva” is a part of Costa Vicentina largely unknown but with a wild and unique beauty. Due to their complicated accesses has remained well, over the years. Being only frequented by fishermen, isn’t a tourist spot but it has a lot to see. O Arroja #2 takes you to meet another quiet place of this area where you can enjoy the existing geological details through there, from rock formations, caves and some waterfalls. Also you can see some typical seafood species like barnacles or mussels.

The cache consists of three points, placed on spots with a very difficult access. Require climbing, walking on very slippy rocks, pass through small caves, use some ropes and possibly get your feet wet. The time window is a bit limited, yet do all steps with calm. Here everything must be done calmly. Start your hike from waypoint “trailhead 1”. Go to the first coordinate and you’re facing the entrance of a cave. Count how many large opening you can see there, not including the one where you are (meaning large as those with space for a person pass through).
  • If you count 1, the next step is at: N37 13.576 W8 52.946
  • If you count 2, the next step is at: N37 13.519 W8 52.976
  • If you count 3, the next step is at: N37 13.469 W8 52.970
  • Don't post photos from this point please.

So, I leave you with the following advices and recommendations to visit the spot:
  • The cache access is not always available. You only can arrive and leave the place with a low. Therefore always check the tides before you go, not to get stuck in place. Always go with the ebb tide to have more time.
  • A good idea is to take a fisherman's boots, make final part easier and safer.
  • Always check the sea state, curling with more than 2 feet may forbid to get the place.
  • Never make this cache alone, it’s in a isolated place and you may haven’t mobile phone network for any eventuality.
  • In the rainy season don’t go there because access can be quite unsafe.
  • If you have problems with heights, climbing rocks and slippery slopes don’t make this cache.

Cache visitors assume all the risks involved in visiting this cache, and are responsible for calculate the conditions of execution. Common sense and safety always comes first.

You can access “O Arroja #1” from this initial coordinate, but only at low tide. If you choose this approach have to be very careful with the curling inside the cave and with the very slippy rocks, which can scratch or cut you. Again, common sense above all. If you choose to make this crossing, may leave the place in "O Arroja # 1" side and don’t need to come back here.

This cache is in the Natural Park of Southwest Alentejo and Costa Vicentina. Then do not forget to help preserve nature and natural beauty of the place, any garbage you have find on the place or during the walk please take it to the containers in the acess - Cache In, Trash Out!

Good luck and have fun!



Fotografias por/Photos by miguelnduarte.com

Additional Hints (Decrypt)

1-Ab gbcb znkvzb qn ebpun, ab hygvzb neqhfgb ivenqb nb zne.2-Ab ohenpb rager qhnf ebpunf tenaqrf.
1-Ba gur znkvzhz gbc bs gur ebpx, va gur ynfg ohfu ng frn fvqr. 2-Va n ubyr, orgjrra gjb ovt ebpxf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

36 Logged Visits

Found it 3     Didn't find it 11     Write note 12     Archive 1     Needs Archived 4     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Update Coordinates 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 17 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.