Skip to content

Abreiro 1 - Poço dos Mouros / Capela Sta Catarina Traditional Geocache

Hidden : 09/05/2012
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

A geocache encontra-se no lugar do Poço dos Mouros / Monte de Sta Catarina onde existem atualmente ruínas da capela de Sta Catarina. Daqui é possível ver todo o planalto transmontano conhecido como terra quente.z Trata-se de um contentor em plástico localizado perto das ruínas de fácil acesso. Existem três possibilidades de acesso ao monte seguindo os pontos de GPS que se encontram junto à descrição da cache.


Localização


Abreiro é uma freguesia que pertence ao concelho de Mirandela, ficando desta, a cerca de 25 Km de distância. Situa-se num vale, entre os concelhos de Vila Flor (16 Km), Murça (27 Km) e Carrazeda de Ansiães (30 Km). Ficam-lhe próximas as aldeias de Freixiel, Avidagos, Candedo e Milhais.

Aldeia de Abreiro vista do lugar do poço dos mouros / Sta Catarina


Idade

Em termos arqueológicos caracteriza-se pela presença continuada de povos desde a Pré-história recente até à atualidade. Remontam ao Calcolítico os Povoados da Fraga das Gralhas e do Ferrado e nas imediações de Abreiro, o Cemitério dos Mouros, onde foi identificada cerâmica desse período. Aquando da abertura da nova estrada foram descobertas duas alabardas de tipo transmontano, cuja datação se inclui na Idade do Bronze.

 

Local da Geocache: Poço dos Mouros – Monte de Santa Catarina
A Oeste de Abreiro situa-se o Poço dos Mouros ou Santa Catarina onde terá existido um castro e também um castelo mourisco sobre cujas ruínas se edificou uma capela que teve festa rija outrora, mas agora, encontra-se em estado de ruína, mantendo apenas as paredes. A capela data do século XII, provavelmente do ano de 1110. Era usada regularmente pelos habitantes de Abreiro até se ter construído a igreja matriz de Abreiro em 1956, mais próxima da localidade.

O povoado fortificado de Poço dos Mouros, no monte de Santa Catarina, apresenta indícios de ocupação da Idade do Ferro e do Período romano. O sistema defensivo era composto por uma pequena linha de muralha. A área fortificada não teria mais de duzentos metros. Foram recolhidos restos de mós, telhas, tijolos e cerâmica castreja. Ou seja, o local não foi criado pelos romanos, antes foi romanizado.

Fachada frontal da Capela de Sta Catarina


Para chegar até à cache

Existem três possibilidades para chegar até ao monte de sta catarina onde está a capela seguindo os pontos de GPS. (pode verificar no google earth)

Trilho Norte: para todos os veículos desde que não tenha medo de o sujar. Distância >2Km.
N41 21.194280 W7 18.014880 (parque e/ou inicio de percurso)
N41 21.319080 W7 18.547380 (pto1)
N41 21.221880 W7 18.754380 (pto2)
N41 21.173880 W7 18.704100 (pto3)
N41 20.935920 W7 18.271980 (pto4)

Trilho Sul: Para fazer a pé ou em veículos mas ligeiramente mais acidentado. Basta seguir o caminho principal. Distância <1,8km.
N41 21.028 W7 17.724 (parque e/ou início de percurso)
N41 20.870700 W7 18.286200 (pto1)
N41 20.935920 W7 18.271980 (pto2)

Trilho pedestre: apenas a pé, basta seguir o caminho principal. Distância <1km.
N41 21.099 W7 17.855 (parque e início de percurso)
N41 20.935920 W7 18.271980 (pto1)

História

Existem vestígios que indicam que a origem de Abreiro é anterior à romanização; pensa-se que talvez da época dos godos e dos Árabes. Quanto à origem do seu nome, dizem uns que a sua proveniência terá vindo da palavra árabe “Ábara”, que significa “ entrar ou passar de um lado para o outro. Sustentam, outro, que poderá ter surgido do nome próprio Abrário, da Idade Média. Por sua vez, o povo acha que poderá ter surgido da expressão “Abre-te Rio”, fazendo alusão ao facto de o rio Tua alargar neste local.


Junto à estação de Abreiro, onde o rio Tua alarga as suas margens


Abreiro teve foral em 1225, concedido por D. Sancho II. D. Afonso III confirma-o em 1250 e D. Manuel I renovou-o em 1514. Nesse tempo, Abreiro, enquanto concelho independente, era constituído por: Abreiro, Navalho, Sobreira, Milhais e Longro. Foi pertença dos marqueses de Vila Real, mas, por terem traído a pátria em 1641, voltaram a perdê-la e o concelho de Abreiro passa da coroa para a casa do Infantado, tendo sido extinto pela reforma Liberalista e integrado no concelho de Lamas de Orelhão até 1853, data em que passou, definitivamente, para o concelho de Mirandela, ao qual ainda hoje pertence.


Terra essencialmente agrícola de difícil mecanização, tem produções abundantes de azeite vinho e figos. Outrora teve também produções de trigo e ainda gado ovino, caprino e mular.


Pontos de Interesse e Património Arqueológico

 

1 - Anta de Arcã

A Anta de Arcã encontra-se situada a Este de Abreiro no lugar de Lameira de Anzendro, sobranceira ao local chamado “cemitério dos mouros”. Data do período Neo-Calcolítico. É uma Anta de corredor do IV-III milenio a.C. com 'tumulus' – é possível identificar três esteios e a sua estrutura interna é formada por cinco fiadas de grandes pedras paralelas entre si e alinhadas no sentido sudoeste- nordeste. A referida Anta foi alvo de uma intervenção arqueológica dirigida pela Professora Doutora Maria de Jesus Sanches.


Anta de Arcã



2 - Pelourinho
O Pelourinho é símbolo de justiça e autonomia do antigo conselho de Abreiro que renovou o  foral em 1514 atribuído pelo rei D. Manuel I. Deve datar desse período, aliás, a construção desta estrutura, classificada como Imóvel de Interesse Público. Foi derrubado em 1962, embora tenha acabado por ser reconstruído. É um pelourinho quinhentista em granito de coluço piramidal, no qual o fuste é encimado por capitel de quatro faces onde se observam as armas de Portugal, além de outros emblemas agora ilegíveis.
O Pelourinho de Abreiro data de 1514.

3 - Cruzeiro
O Cruzeiro encontra-se ao pé da estrada nacional. Data do século XVIII e possui uma grande beleza arquitetónica. Tem dois degraus e base circular. Possui uma cruz latina representando Cristo e Nossa Senhora da Conceição.
O Cruzeiro de Abreiro


4 - Igreja Matriz de Abreiro
Situa-se junto à estrada nacional e data de 19 de Julho de 1953.Foi restaurada no ano de 2003.
A igreja matriz de Abreiro


5 - Capelas
-Capela de Milhais;
-Capela de Santa Catarina, do século XII, está hoje em ruínas

6 - Casas senhoriais
-Casa de Santa Luzia;
-Casa da D. Túlia;
-Casa do Padre Amilcar, casa com brasão.
-Casa do Cruzeiro, propriedade do antigo ministro do interior, Dr. Joaquim Trigo de Negreiros.
-Casa do Povo, junto à E.N., onde se realizam todas as actividades culturais da freguesia.


Da esquerda para a direita e de cima para baixo: Casa Sta Luzia, Casa D.Túlia, Casa do Povo, Casa do Cruzeiro

7 - Ruínas da Ponte de Abreiro /Ponte do Diabo /Ponte romana

Ponte antiga de Abreiro, estado atual e antes da sua queda.



8 - Calçada Romana /Calçada da Pendurada


9 - Estação de Abreiro e ponte do caminho de ferro.
Estação de Abreiro junto ao rio Tua

Fontes,Textos e algumas fotos adaptados de:
http://www.cm-mirandela.pt/index.php?oid=384


Additional Hints (Decrypt)

An sentn onfr qn sentn qr kvfgb

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)