Skip to content

<

Quinta da Várzea

A cache by sousas24 & ze_666 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/12/2012
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   large (large)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Esta cache vai permitir que os geocachers descubram uma quinta muito conhecida de outros tempos, aqui na região da Batalha e que ficou ainda mais conhecida, até por todo o país, pela simples razão de que foi nesta quinta que nasceu durante o século XIX o famoso militar português Mouzinho de Albuquerque.


Joaquim Augusto Mouzinho de Albuquerque, nasceu na Quinta da Várzea, no concelho da Batalha, no dia 12 de Novembro de 1855, era filho de José Diogo Mascarenhas Mouzinho de Albuquerque e de Maria Emília Pereira da Silva e Bourbon.

1-Mouzinho%20de%20albuquerque-retrato em LM.jpgMouzinho de Albuquerque, fez os estudos preparatórios na Escola Politécnica, até se matricular na Escola do Exército, onde também assentou Praça no Regimento de Cavalaria nº 4, terminou o curso no Colégio Militar em 1878, tendo sido promovido a Alferes. No ano seguinte matriculou-se na Faculdade de Matemática e Filosofia de Coimbra.

No dia 9 de Março de 1879, casou na freguesia da Sé Nova, concelho de Coimbra, não tendo a possibilidade de terminar a faculdade, por motivos de doença, regressou a Lisboa, onde, em 1884, foi nomeado regente de estudos no Colégio Militar e promovido a Tenente.

 

Dois anos depois, viajou até à Índia, para ser fiscal no Caminho-de-Ferro de Mormugão, mais tarde, em 1888, foi nomeado Secretário Geral do Governo do Estado da Índia e em 1890 foi promovido a Capitão e destacado para Moçambique, onde foi nomeado Governador do distrito de Lourenço Marques (actualmente conhecida por Maputo), cargo que manteve até 1892, quando se deu o seu regresso a Lisboa.

Em 1894, Mouzinho de Albuquerque, regressou a África, e novamente a Moçambique, liderando um Esquadrão de Lanceiros da Cavalaria Portuguesa, que se iriam juntar a muitos outros militares, com o objectivo de terminar com os distúrbios causados no sul do país por tribos indígenas. Foi aí, então que ele se destacou, ao ter sido um dos principais responsáveis pela captura do lider indígena, Gungunhana, em Chaimite, a 28 de Dezembro de 1895.

Chaimite.jpgDepois da brilhante campanha nessa ex-colónia portuguesa, Mouzinho de Albuquerque foi nomeado, primeiro, Governador do distrito de Gaza e mais tarde, Governador Geral de Moçambique, resignando este cargo em 1898, altura em que regressou novamente a Lisboa, onde foi nomeado ajudante de campo efectivo do rei D. Carlos, oficial-mor da Casa Real e responsável pela educação do principe real D. Luis Filipe de Bragança, acabando por se suicidar 4 anos depois em Lisboa, a 8 de Janeiro de 1902, mas havia também quem defendesse a tese de homicídio.

 

A espectacularidade das campanhas em África em 1894 e 1895, culminando com a detenção do líder indígena, Gungunhana, fizeram de Mouzinho de Albuquerque uma figura muito conhecida e respeitada, por toda a sociedade portuguesa, no final do século XIX e início do século XX.

Era tido como, “a grande esperança” para aqueles que viam nas colónias portuguesas em África, um meio de fazer crescer o país a todos os níveis.

20ch51940anverso.jpgFoi condecorado muitas vezes e pelos mais diversos países, entre os quais a Grã Bretanha, com o título de Comendador da Ordem de São Miguel e São Jorge, o famoso título de “Sir”, que lhe era impedido de usar por ser um cidadão estrangeiro. É ainda homenagiado, em muitas cidades ou vilas de Portugal, através de estátuas, ruas, praças, etc, com o seu nome.

 

A CACHE:

  • O conteúdo inicial do container, é o tradicional logbook, stashnote, um TB e ainda material de escrita.
  • As coordenadas apresentadas, indicam apenas a entrada da casa, para encontrares o container, vai pela dica...
  • Recomendo que faças esta cache apenas durante o dia.
  • Aconselho que não entres em partes da casa que o telhado esteja destruído.
  • Deixa tudo como encontras-te, ou melhor!
  • Tira fotos originais e divirte-te!
  • AH... CONTA COMO FOI...

ACESSOS

Acesso A

  1. Se fores da IC-2 para o Vale do Horto, apanhas à tua direita a Quinta dos Lagos, no ponto A1, vira à esquerda e segue pela estrada de terra batida.
  2. No ponto A2, praticamente debaixo do viaduto da auto-estrada, segue pela esquerda, sempre paralelo ao viaduto.
  3. Atravessa a ponte de ferro, não parece mas é segura, e viras novamente à esquerda, no ponto A3, seguindo sempre ao lado do ribeiro, fazes duas curvas de 90º, a primeira à direita e logo depois à esquerda e chegaste ao local.

Acesso B

  1. Se estiveres do lado da Maceira, podes ir pela Costa e virar no ponto B1 e seguir sempre pela estrada de terra batida, até ao viaduto da auto-estrada.
  2. Debaixo do viaduto da auto-estrada, no ponto B2 (igual a A2), vira à direita e segue sempre paralelo ao viaduto.
  3. O ponto B3 é igual ao A3.

Acesso C

Para quem gosta de um pouco mais de aventura, escolham este acesso, mas eu aconselho que seja feito, apenas por veículos de todo-o-terreno.

  1. Se fores da Batalha para a Maceira, pela N 356, logo depois de passar por cima da nova auto-estrada, vira à direita, em C1.
  2. Desce um pouco até ao ponto C2, vira novamente à direita e segue sempre ao lado da auto-estrada.
  3. Seguindo sempre paralelo à auto-estrada, vais passar por dois pequenos cortes à esquerda e vais também encontrar um sinal de estrada sem saída, é mesmo por aí que tens que seguir, até ao ponto C3, onde irás virar à esquerda, a descer.
  4. Segues até ao ponto C4, onde tens duas opções, se virares à esquerda, vais ter ao ponto A3 ou B3, mas se continuares em frente, segue sempre pelo trilho.
  5. No ponto C5, viras novamente à esquerda, até ao estacionamento.

Additional Hints (Decrypt)

Éf hz nawb vafcvenqbe
qb cbrgn bh gebinqbe
r yur snm pbene b ebfgb
qr rfpneyngr, pbzb b zbfgb

QR DHR SNYN RFGN DHNQEN??

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.