Skip to content

<

Daisy - In the middle of Divor (more or less)

A cache by Grupinho do Costume Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/19/2012
Difficulty:
3.5 out of 5
Terrain:
5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Um pouco a norte de Évora, a barragem do Divor situa-se numa zona com grande potencial para a observação de aves. Contudo, esta zona permanece mal explorada, pelo que a comunidade ornitológica da área ainda é mal conhecida. A informação aqui apresentada deve pois ser encarada como provisória. in avesdeportugal.info

Translation

In the middle of Divor

Conta a lenda que há muito muito tempo atrás, no tempo em que os animais falavam, existiu um grupo de Geocachers semi Alentejanos que tentaram colocar uma pata a Daisy fundeada no meio da barragem, ela foi colocada, fundeada e feitas as despedidas ficou á sua sorte. Nessa mesma noite a pata Daisy desapareceu, não deixando rasto, diz-se que a todas as luas azuis ela reaparece bailando durante a noite nas águas do Divor.

A Barragem do Divor localiza-se na Região do Alentejo, Sub-região do Alentejo Central, Concelho de Arraiolos, na freguesia de Igrejinha.

Encontra-se a 6 km (a Sudeste) do aglomerado de Arraiolos e a 3 km (a Sudoeste) do aglomerado de Igrejinha e imediatamente a jusante da confluência de um seu afluente da margem esquerda com o rio do Divor, num vale aberto e pouco profundo.

A localização periférica da Albufeira do Divor no Concelho de Arraiolos vai ocasionar que seja abrangida ainda, a Sul, uma parte muito diminuta da freguesia de Nossa Senhora da Graça do Divor, no Concelho de Évora

 

A Barragem do Divor entrou em funcionamento em 1965, implicando a inundação de uma extensa área agrícola de declive suave.

Foi construída com dois fins principais:

ß Disponibilizar água para abastecimento público aos concelhos de Arraiolos e principalmente de Évora.

Na altura o abastecimento da cidade de Évora era apenas assegurado por captações subterrâneas, em especial na Graça do Divor, que se vinham revelando insuficientes, em particular nos períodos de estiagem. Pretendia-se então assegurar o abastecimento a cerca de 46 000 habitantes de Évora e Arraiolos no ano 2002 com um consumo anual possível de cerca de 3,4 x 106 m3.

ß Disponibilizar água para fins de regadio, passando a integrar-se no sistema de rega do bloco do Alto Alentejo. Destinava-se a beneficiar uma área com cerca de 488 hectares.

Actualmente, o seu principal aproveitamento é hidroagrícola. A entidade exploradora é (desde 1968) a Associação de Beneficiários do Divor.

As características principais da barragem sintetizam-se no quadro seguinte.

Características da Barragem do Divor

 

Ano de Entrada em Funcionamento        1965

Tipo de Barragem                                Terra

Altura da Barragem                              23 (m)

Comprimento do Coroamento               636 (m)

Tipo de Descarregador                         Num braço, em “U”

Capacidade do Descarregador               45 (m3 s-1)

Ponta máxima de Descarga de Cheias   310 (m3 s-1)

Tomadas de água                               Torre de manobra

na margem direita da albufeira, junto à barragem, com 17,30 de altura

Soleira da conduta de água de rega       (cota 249.50 com

0.80 de diâmetro)

Corresponde a uma barragem de “terra” com 23 metros de altura e 636 metros de desenvolvimento no coroamento. 

A descarga das cheias faz-se por um descarregador frontal (seguido de canal a céu aberto) que se localiza na margem esquerda, junto à barragem. O seu desenvolvimento total é de 29 metros, ficando a crista à cota 261,4.

A tomada de água para rega localiza-se numa Torre de manobra localizada na margem direita da albufeira, junto à barragem.

A Albufeira criada por esta barragem possui uma capacidade total para 11 900 (103 m3) e uma cota do Nível de Pleno Armazenamento (NPA) de 261,4 metros que corresponde a uma área inundada de 265 hectares.

A cota do Nível Máximo de Cheia (NMC) é de 262,2 metros e a cota do Nível Mínimo de Exploração (NME) é de 249,5 metros. 

in inag.pt

 

 

Additional Hints (Decrypt)

obgr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.