Skip to Content

<

Vila de Tremez

A cache by CostasTeam Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/7/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Vila de Tremez

 

Situada num vale, na zona do “Bairro” de Santarém (uma das três regiões distintas do Ribatejo), a freguesia de S. Tiago Maior de Tremez dista 16 quilómetros da sede do Conselho e tem uma área total de 24.5 km2.

Relativamente ao topónimo de Tremez, a tradição oral não é unânime, visto que são apresentadas várias versões para explicar a origem desse topónimo.

O professor Albertino Barata apresenta, como tese possível para a explicação do vocábulo Tremez, o cultivo do trigo  'tremês' afirmando que este cereal se produzia em abundância nesta zona. No entanto, o boletim da Junta Geral do Distrito de Santarém refere que a cultura desta variedade de trigo aparece ligada ao terrenos 'inundáveis'. 

Em memórias da academia de ciências em Lisboa, no estudo do Prof. Doutor Joaquim Veríssimo Serrão, este cereal, também, aparece ligado ao terrenos 'alagadiços'.

A tradição oral afirma que no caminho entre Tremez e Alcanede, apareciam salteadores, aterrorizando as pessoas que por ali passavam. Por este motivo, dizia-se que era uma zona de tremer.

Diz-se, ainda, que uma proclamação que D. Afonso Henriques (ou Mem Ramires, segundo Albertino Henriques Batata) teria feito a parte do seu exército aquando da conquista de Santarém aos Mouros em 1147 contribuisse para o nome de Tremez, pois estes foram exaltados com a seguinte expressão “Soldados não deveis temer”. Não existem suportes históricos que permitam aceitar esta versão, no entanto há referências que traçam o caminho de D. Afonso I desde Coimbra até Pernes. Pode-se ler nesses dados que o Rei seguiu por 'caminhos travessos' até à Mata de Pernes. '... Sahiu da Serra de Albardos e, por caminhos não trilhados andou toda a noite, até chegar a uma matta, no alto do monte de Pernes, a uns 18 Km de Santarém'.

Esta diversidade de versões inconsistentes permitem repensar a origem do topónimo de Tremez.

Esta freguesia pertenceu ao extinto concelho de Alcanede até ao século XIX, tendo posteriormente sido integrada no conselho de Santarém.  

A história da freguesia de Tremez foi marcada pela sua ruralidade e pela actividade agrícola. D.Dinis tomou providências para que a  região fosse povoada, sobretudo nos sítios de Bairro, Tojosa e Tojal, e deve ter começado por desbravar terras agrícolas.

Um documento régio de 1294 comprova o povoamento de Bairro, já no século XIII. Ao que parece foi neste lugar que se mantiveram alguns agricultores, desde o tempo de D. Sancho I.

A análise da vida económica local revela que o sector primário tem ainda um papel importante, mas não como em décadas anteriores.

Actualmente, cerca de três centenas de pessoas ainda se dedicam à agricultura, sendo as explorações agrícolas caracterizadas por minifúndios (80%) e médias propriedades com rentabilidade (20%), destinadas ao cultivo de produtos hortícolas, cereais e à produção vinícola e à olivicultura, não se tendo registado, nos últimos anos, iniciativas por parte de jovens agricultores.

O sector secundário é outro dos principais pilares da economia local, devido essencialmente à cerâmica em barro vermelho, aos equipamentos de frio, à tranformação de pneus e aos trabalhos em alumínio e em ferro.

Por último, no sector terciário, a freguesia não se encontra dotada de serviços públicos, contando apenas com alguns de cariz privado como é o caso de agência de seguros, estação de correios e gabinete de contabilidade, dispondo de diversos serviços ao nível da necânica e construção civil.

A oferta comercial existente é bastante vasta e diversificada, sendo suficiente para as necessidades da população, tanto ao nível do comércio alimentar, como do não alimentar a retalho, existindo vários estabelecimentos de restauração. Em 1991, o INE calculou a taxa de actividade da freguesia em 42,2% e a taxa de desemprego em 3,8%. Actualmente, de acordo com a autarquia, o problema do desemprego aumentou. Para o executivo da Junta de Tremez, a fixação de mais indústria era fundamental para a criação de mais emprego e para a fixação de população, evitando-se assim o flagelo da desertificação populacional.

 

A Cache

Sejam discretos, pois a durabilidade desta cache depende disso.

Levem material de escrita.

This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Zntaégvpn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

167 Logged Visits

Found it 160     Write note 1     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 2     

View Logbook | View the Image Gallery of 4 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.