Skip to content

<

Arvore Centenária de Cabeça

A cache by Aldeias de Montanha Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/09/2012
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation
   

Arvore Centenária de Cabeça

Para concluires esta multi-cache deverás ir ao ponto inicial e responder seguinte questão:
Quanto buracos pequenos existem entre os 2 grandes?

Se forem 02: N40º 19.058 W007º 43.820
Se forem 06: N40º 19.078 W007º 43.840
Se forem 05: N40º 19.068 W007º 43.850

Chegando a Cabeça vale a pena perder-se pelos seus caminhos, desfrutar da sua intimidade serrana, sempre emoldurada pelos largos horizontes. A ocidente, mira-se o mítico pico do Colcurinho, a oriente, o cimo da garganta de Loriga, denominada «gola» pelos cabecenses.

Esta pitoresca aldeia de xisto tem um quid especial. Não devemos perder as típicas alminhas de xisto (lá está uma cache), do século XX, nem os recantos do mágico morro, cujo cimo é granítico. Uma ilha de altura, granítico, no meio do território xistoso. Chamam-nos as alturas maiores, assim como o profundo vale da ribeira da Cabeça (como aqui se denomina a ribeira de Loriga).

Comecemos por descer ao vale.

Aí, na zona das courelas, pela paisagem dos socalcos, iniciamos a descida pelas escadinhas do Reboleiro, chegamos ao caminho da Quebra-Costa que nos levará ao sítio dos moscos, poucas dezenas de metros antes de chegar à ponte da Amália, onde podemos sentir toda a magia das águas límpidas da ribeira que aqui faz um poço, o Poço da Ponte, quer dizer, uma fantástica piscina natural.

Vale a pena estar um pouco fora do tempo e sentir toda a intimidade mística do lugar.

A poucos metros podemos apreciar um centenário sobreiro (quercus suber L.) no lugar do Outeiro da Ponte.

Aos mais aventureiros, são propostos dois desafios. A leste, uma caminhada até ao poço da broca de Serapitel, na direcção de Loriga. A ocidente, poderemos ir percorrendo as bordas da ribeira até chegar ao fascinante lugar de Casal do Rei.

Mas, para já, procuremos a cache junto a este sobreiro com cerca de vinte metros de altura, já classificado como árvore de interesse público, sendo um dos mais altos sobreiros das Beiras, senão mesmo o mais alto.

 


This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (No hints available.)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.