Skip to content

Casa do Povo de Vizela Traditional Geocache

Hidden : 10/10/2012
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Casa do Povo de Vizela

 


    De acordo com a lei, cada freguesia rural deveria ter uma Casa do Povo, instituição corporativa que integrava proprietários e trabalhadores rurais. Efectivamente, no princípio dos anos 60, menos de 20% das freguesias tinham Casas do Povo. A filiação na Casa do Povo era obrigatória tanto para os proprietários como para os trabalhadores. Contudo, apenas estes últimos tinham direito a assistência médica e medicamentos e a subsídios de desemprego e de doença, concedidos pela Casa do Povo.

    No entanto, surgiram Casas do Povo fora dessa ruralidade, como foi o caso de Vizela, então uma vila termal. Criada por alvará em 25 de Fevereiro 1944, caracteriza-se pelo desenvolvimento de aspectos ligados à defesa das terras e valores morais ligados ao espírito do mundo rural, que sempre foram uma marca do Estado Novo. Surge num período em que existem cerca de meio milhar destas instituições no território nacional, correspondente a cerca de trezentos a oitenta mil beneficiários. Estando inserida numa região termal, eram rurais a generalidade dos sócios efectivos da Casa do Povo de Vizela, pessoas que trabalhavam na terra das freguesias circunvizinhas e faziam os descontos mensais para a Casa do Povo

    Com o 25 de Abril de 1974, registaram-se profundas mudanças mas no essencial mantiveram-se os pressupostos de cooperação social. Dessas mudanças, destaca-se a retracção no número de sócios, justificada pela possibilidade de integrarem a Caixa de Previdência como beneficiários, esvaziando-se desta forma da massa contributiva e de um elemento que justificava a sua catividade, neste caso, o sócio efectivo. Para a sobrevivência da Casa do Povo a partir de então, muito contribuíram as diversas direcções, bem como alguns sócios e amigos desta Casa. Com mais de seis décadas de existência, passou por várias gerações e experimentou acontecimentos de relevo para o seu historial, como a construção e inauguração do edifício sede a 14 de Outubro de 1956, após uma década de funcionamento em sede provisória. A aspiração a esse desidrato e como objectivo bem definido, ficaram bem vincados aquando da intervenção na assembleia de 31 Outubro de 1950, do então presidente Manuel João de Freitas R. Faria, comunicando aos demais, a autorização da compra do terreno para sede Casa do Povo de Vizela, por despacho do Ministro das Corporações e Previdência Social. Para a posteridade ficaram as suas convictas palavras: “...para que a casa venha a ser um centro de assistência moral e material".

    Naturalmente houve períodos de dificuldades, períodos, esses, que foram ultrapassados com o empenho e dedicação daqueles que sempre estiveram presentes, como o caso do senhor Júlio César Ferreira, sócio à longa data e que contribuiu para a continuidade desta Casa, angariando sócios e evitando assim o seu encerramento.

    Actualmente, e com as consecutivas alterações legais e com a Segurança Social implementada e generalizada, as Casas do Povo perderam muita da sua importância mas mesmo assim, continuam a ser entidades que nalgumas comunidades desenvolvem notáveis actividades nas áreas sociais, culturais e desportivas. A Casa do Povo de Vizela não é excepção, desenvolvendo actualmente actividades diversas como Damas Clássicas, o Ténis de Mesa, o BTT, no âmbito desportivo, para além do Grupo de Reis e Grupo de Cavaquinhos, que em termos musicais, vão preservando as tradições e abrilhantando espectáculos e ainda Danças de Salão e Zumba, curiosa expressão corporal que mistura dança com movimentos de ginástica e aeróbica.

    As suas instalações dispõem de um espaço utilizado por grupos teatrais, bem como por outras entidades para ali realizarem os seus eventos. Integrado no mesmo edifício, existe outro espaço onde funciona um bar, conhecido por “café da Casa do Povo”, ponto de encontro de inúmeros cidadãos para momentos de convívio e lazer.

    Numa nova realidade, a Casa do Povo continua a desempenhar o seu papel na comunidade, sendo ainda uma instituição de referência actual, sem esquecer, certamente, o seu passado.

Júlio César Ferreira



Descrição da cache:
O container é de tamanho regular, contém logbook, stashnote e lápis. Tem espaço para troca de objectos.


A cache está em terreno da Casa do Povo de Vizela que autorizou a colocação da mesma. Por isso, com o devido respeito e atenção aos muggles, podem procurar à vontade.


Agradecemos que deixem a cache igual como a encontraram. Não coloquem fotos da cache nem dêm pistas nos vossos comentários. Obrigado


Additional Hints (Decrypt)

Zntaégvpb

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)