Skip to Content

This cache has been archived.

Misticspell: Obrigado a todos pela vossa comparência.

Até breve.

Misticspell

More
<

PR2 Caminhos do Vale do Urtigosa

A cache by MilheiroenseBTT & Misticspell Send Message to Owner Message this owner
Hidden : Sunday, February 24, 2013
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size: not chosen (not chosen)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Se és geocacher ou muggle, gostas do contacto com a natureza enquanto convives com outros como tu então este evento é para ti. O objetivo é formar um grupo para percorrer o PR 2 Caminhos do Vale do Urtigosa.

PR2 Caminhos do Vale do Urtigosa - Serra da Freita

Dia 24 de Fevereiro de 2013 (Domingo)

 

Programa:

08h15: Ponto de encontro final N40º54.344 W008º18.213 (estacionamento junto a Igreja Matriz de Rossas).

08h30: Início da caminhada.

12h30: Fim do percurso.

 

Ficha Técnica:

Partida e Chegada: Igreja Matriz de Rossas (Serra da Freita).

Âmbito: Desportivo, cultural, ambiental e paisagístico.

Tipo de Percurso: De pequena rota, por caminhos rurais, tradicionais e de montanha.

Distância a Percorrer: 11,0km (em circuito)

Duração do Percurso: Cerca de 4h00

Nível de dificuldade: Médio, requerendo alguma prática.

Época Aconselhada: Todo o ano.

Desníveis: um desnível ascendente e um descendente, ambos moderados.

Altitudes: Rossas (247m); Póvoa (500m); Souto Redondo (465m); Lourosa de Matos (400m).

O “PR2 Caminhos do Vale do Urtigosa”, é um percurso pedestre de Pequena Rota marcado, nos dois sentidos, segundo as normas da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal. As marcas com tinta amarela e vermelha estão de acordo com a figura.

 

Notas:

» Devem levar água (!não deve nunca faltar água!), e comida, alimentos práticos e energéticos (ex. barras energéticas, marmelada).

» Material necessário:

- Roupa e calçado adequado a caminhar no campo/natureza e à meteorologia do dia.

Descrição do percurso:

O PR2 "Caminhos do Urtigosa" todo ele nas freguesias de Urrô e de Rossas, pode iniciar-se por ser um circuito, em qualquer uma das localidades por onde passa. No entanto, pela proximidade à EN - 224 e pela facilidade de estacionamento junto à Igreja Matriz de Rossas faremos a sua descrição a partir da mesma.

Iniciando então, aqui, a nossa marcha, rumando-se ao lugar de Torneiro, depois de atravessado o rio Urtigosa e um dos seus maiores afluentes: o ribeiro Escaiba. Nesta parte do percurso podemos observar moínhos ainda em funcionamento, uma bela cascata no ribeiro, além de uma luxuriante vegetação ripícula, da qual se destaca o feto real.

Depois de Torneiro iniciamos suave subida por um estradão florestal, aparecendo-nos à esquerda. Depois da curva, um trilho que acompanha a antiga e lendária Levada, da qual pouco resta a não ser alguns vestígios de canos enterrados no seu leito.

Seguimos, subindo suavemente, admirando o frondoso bosque de carvalhos, castanheiros e loureiros, entre outros, que acompanha os ribeiros de Escaiba e de Souto Redondo. Chegamos por caminhos cobertos de ramadas, ao lugar de Póvoa. Daqui avista-se maravilhosa paisagem sobre Souto redondo e o vale do rio Urtigosa, com Rossas ao fundo. Campos cultivados, socalcos, castanheiros, carvalhos, cerejeiras, caminhos centenários de calçada marcada por carro de bois, testemunho da sua longevidade. É por eles que seguimos até Souto redondo.

Depois da escola inicia-se a descida para Lourosa de Matos, por um caminho de charneca e depois pelo antigo caminho público.

Em Lourosa de Matos descemos até ao rio Urtigosa, que atravessamos por uma antiga ponte de arco, junto a um antigo núcleo de moer cereal e linho.

Segue-se um caminho tradicional acompanhando o rio para jusante. Após 300m encontramos uma bifurcação: o caminho mais batido pela direita e o caminho mais mal definido - o antigo - pela esquerda, à nossa frente. Vamos por ele, dando-nos conta, de imediato, que ao nosso lado esquerdo corre uma levada de regadio tradicional. Seguimos o caminho e depois o trilho estreito que acompanha a levada. Sem subir nem descer, rapidamente alcançamos o lugar da Cavada e de seguida a igreja de Rossas, que tomamos como ponto de partida.

 

 

Urrô
Urrô provém de orriolo ou arriola que significa pequeno vale. Atravessada pelos rios Arda e Urtigosa, a freguesia de Urrô estende-se pela encosta da serra da Freita, tendo bem lá no alto a aldeia do Merujal, próxima da qual se ergue a secular Capela da Sra. Da Laje. Em Urrô fica o chamado "Couto do Muro", cume do que se julga ser uma importante estação arqueológica. No alto do serro, o coto tem três plataformas. Na base, encontram-se, com designações de si significativas, os lugares da Cividade e de Campo de Abade.

 

Rio Urtigosa

Nasce na freguesia de Urrô de um conjunto de riachos que escorrem da encosta norte da Freita. Correndo no sentido Sul - Norte, entra na freguesia de Rossas onde desagua, depois de se juntar ao Escaiba, no Rio arda, afluente do Douro. O Urtigosa é marginado por vegetação abundante, onde predomina o Salgueiro, o amieiro, o choupo e o castanheiro e por velhos moinhos de moer cereal, alguns deles ainda em actividade.

 

Rossas
De Rossas se diz que provém do latim ruptas - terras desbravadas e arroteadas para se tornarem férteis. Cercada por montanhas, Rossas é também atravessada, no seu vale mais populoso, pelos rios Arda e Urtigosa. No centro desse vale encontra-se a Capela de Nossa senhora do Campo, onde anualmente, com grande participação de devotos, se realizam as respectivas festividades.

Os limites da freguesia encontram-se demarcados com marcos em pedra com a cruz de Malta gravada.

A Igreja Matriz, belo exemplar de construção granítica, tem características românicas. O corpo actual parece datar da Segunda metade do séc. XVI.

 (Fonte: “site da Câmara Minicipal de Arouca”)


Sabia que:

A caminhada ao ar livre, com obstáculos naturais, beneficia o organismo, proporcionando de maneira suave e natural ótimos resultados:

- A respiração tende a normalizar-se e o pulmão é “chamado” a exercer sua real capacidade.

- Os músculos do organismo, de maneira harmoniosa, natural e sincronizada, têm a oportunidade de movimentarem-se, o que os revigora e fortalece.

- A circulação sanguínea torna-se mais eficiente, levando uma oxigenação interna maior.

- Muitas toxinas são eliminadas através do suor.

- O sistema nervoso é muito beneficiado.

- O cérebro, oxigenado, torna-se muito mais ativo.

- Fortalece-se o coração.

- Contribui para a cura da obesidade.

- Destrói a celulite e evita a flacidez.

- Rejuvenesce a pele.

- Garante a flexibilidade.

- Reduz problemas cardíacos.

- Combate a hipertensão.

- Controla o stress.

- Fortalece o sistema imunológico.

- Aumenta a disposição e a capacidade de resolver problemas.

- Favorece a auto-estima.

- Diminui cerca de 20% o risco de cancro.

Existem muitos mais benefícios em andar a pé. A caminhada mantém os ossos sadios e fortes. O repouso constante descalcifica e enfraquece os ossos, por isso, caminhar previne a osteoporose e garante a normalidade das articulações. As cartilagens das articulações permanecem espessas e resistentes, protegendo as extremidades dos ossos dos atritos e do peso.

Caminhar regula os níveis de colesterol no corpo actuando na diminuição de gorduras “ruins” no organismo acumulando-se nas paredes dos vasos sanguíneos causando derrames e infartos, como no aumento na produção de HDL, mais conhecido como colesterol bom. 

 

J.Brites_2013_02_04

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

22 Logged Visits

Write note 2     Archive 1     Will Attend 8     Attended 10     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 16 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.