Skip to content

Um mergulho num mar com mais de 300milhões de anos Traditional Geocache

Hidden : 03/22/2013
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

A cache localiza-se numa pedreira abandonada. O acesso às pedreiras é feito por estradas de terra batida por onde a maior parte dos carros consegue passar no entanto a estrada de terra batida principal bifurca depois para estradas menores e caminhos mais acidentados. Aconselho aqueles que não circulem em veículos todo o terreno, a pararem o carro na estrada de terra batida principal e quando já estiverem próximos se aventurem a pé.

A exploração dos mármores

Aproveito a oportunidade para partilhar com todos algumas curiosidades sobre os mármores de Estremoz. Entre Sousel e Alandroal existem vários depósitos de mármores explorados desde os tempos dos romanos. A compreensão da sua génese revela uma história complexa, onde os oceanos e altas montanhas foram, num passado remoto, a paisagem dominante na região onde agora predominam as planícies alentejanas. Os mármores são rochas metamórficas, ou seja, rochas que resultaram de um conjunto de transformações no estado sólido que levaram à reorganização à escala atómica dos elementos que constituem uma rocha pré-existente. Os mármores do Alentejo foram calcários puros depositados num oceano pouco profundo, durante o Paleozóico inferior (algures entre os 400 e os 540 milhões de anos). Isto significa que durante o metamorfismo a que foram sujeitos não sofreram alteração na sua composição química. Tanto os mármores como os calcários são formados essencialmente por carbonato de cálcio sob a forma de calcite, tendo ocorrido somente um processo de crescimento dos cristais de calcite; os cristais iniciais reorganizam-se, crescendo devido à migração das suas fronteiras. Para que este processo tenha ocorrido é necessário que os calcários iniciais tenham sido sujeitos a temperaturas da ordem dos 200 a 250˚C. Sabendo que em média a temperatura aumenta cerca de 30 ˚C por cada quilómetro de profundidade na crosta terrestre, conclui-se que os calcários que em tempos Paleozóicos existiam num oceano pouco profundo estiveram, terão estado, posteriormente (alguns milhões de anos) a profundidades superiores a 6/7 km. Ao mesmo tempo que se formam as cadeias de montanhas dá-se um ajuste isostático, fazendo com que a raiz da cadeia de montanhas cresça mais do que a altitude das montanhas. Assim, o facto de os calcários terem estado a 7 km de profundidade, não significa que essas montanhas atingissem os 7 km de altitude. Embora possa parecer estranha a passagem dos sedimentos e rochas dos fundos oceânicos para maiores profundidades na crosta terrestre esta é uma situação normal que acontece durante a formação de cadeias de montanhas associadas à tectónica de placas. O “fecho” de um oceano com origem na colisão de duas placas tectónicas provoca a deformação e consequente espessamento das sequências sedimentares formadas originalmente no fundo dos oceanos. A este processo de formação de cadeias de montanhas designa-se por orogenia. A orogenia que deu origem aos mármores de Estremoz tem o nome de Varisca ou Hercínica e ocorreu há cerca de 300 milhões de anos. Uma vez transformados em mármores pelas condições de pressão e temperatura existentes a maiores profundidades, foi ”apenas” necessário esperar a actuação dos agentes atmosféricos: milímetro após milímetro, ano após ano, mesmo a maior das montanhas acaba por ser sempre uma estrutura transitória na imensidão do tempo geológico; os mármores da região estavam finalmente à superfície.

 


This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Rager nf crqervenf nonaqbanqnf, n irtrgnçãb é rfpnffn...rapbagen b pneevy r rager pnyunhf, crqerthyubf, crqenf r crqevaunf, yá rfgneá ryn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)