Skip to content

Trilho do Sal Traditional Cache

This cache has been archived.

Herborista: Arquivada.

More
Hidden : 04/27/2013
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



O trilho do Sal


A simbiose entre a natureza e o homem

 
Dos cerca de dois mil hectares que integram a Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, 60% correspondem a zonas húmidas, sendo 30% sapais e 28% salinas.
Constitui uma paisagem única, um espaço vivo e dinâmico, moldado pelos gestos dos homens e cuja sobrevivência deles está dependente.
O sapal é o habitat característico da reserva Natural: vasta planície de solos de aluvião, dominada por vegetação halófita que suporta condições extremas de salinidade e encharcamento periódico pela água das marés .

Os sapais encontram-se tipicamente junto aos estuários dos grandes rios, constituindo sistemas intermédios entre o meio aquático e terrestre que albergam uma fauna e flora característica e diversa. Têm um elevado valor natural, sendo dos biótopos de maior produtividade do planeta. Significa isto que a biomassa produzida no sapal e transferida para a cadeira alimentar é muito elevada, possibilitando assim a presença de inúmeras espécies faunísticas que aqui encontram excelentes condições para o seu desenvolvimento.

As salinas, embora sejam um habitat artificial, são de grande valor para as aves aquáticas, permitindo um equilíbrio notável entre o aproveitamento económico de um recurso e a conservação de valores naturais.
Ao interesse paisagístico das salinas, acresce o facto de constituírem verdadeiros santuários de biodiversidade mercê das diferenças de salinidade, profundidade e formações vegetais que se encontram no seu interior, permitindo a coexistência, numa área relativamente confinada, de grande variedade de organismos da base da cadeira trófica. Este facto é explorado pelos grupos situados em níveis superiores, particularmente as aves, para as quais as salinas possuem ainda o atractivo de não sofrerem a influência do ciclo diário das marés, oferecendo-lhes portanto condições de alimentação e abrigo particularmente vantajosas.

Uma grande proporção das aves aquáticas que ocorrem na Reserva Natural concentram-se nas salinas, o­nde beneficiam de vastas áreas de alimentação. No período de Inverno e de migração pós-nupcial, podemos encontrar nestas áreas uma grande abundância e diversidade de espécies de patos, garças, cegonhas, colhereiros, flamingos, andorinhas-do-mar e limícolas, sendo estas últimas o grupo dominante.
No final da Primavera e início do Verão, a abundância de aves nas salinas diminui significativamente, mas a sua importância é então acrescida por albergar populações de espécies que dependem quase exclusivamente deste habitat para nidificar. É o caso da andorinha-do-mar anã e de limícolas como o Perna-longa, o Borrelho-de-coleira-interrompida e o Alfaiate. Esta última é uma espécie de estatuto vulnerável que tem nas salinas do sudeste algarvio o único núcleo reprodutor regular a nível nacional.
Pela importância dos seus valores naturais, esta Reserva Natural foram atribuídos a esta Reserva Natural diversos estatutos de protecção internacionais:
Zona de Protecção Especial (Directiva Aves)
Rede Natura 2000 (Directiva Habitats)
Zona Húmida de Importância Internacional (Convenção de Ramsar)
Aspectos históricos e socio-económicos
 
[...]

A salinicultura tradicional foi uma actividade humana estruturante do litoral algarvio, constituindo Castro Marim actualmente, o núcleo mais representativo, não só por constituir uma unidade geográfica bem definida, mas também porque nele persiste a maior comunidade de salinicultores artesanais.
O sector salineiro atravessou várias crises, ao longo dos séculos, motivadas por políticas desfavoráveis e crises económicas internacionais que levaram à falência das indústrias conserveiras. No entanto, é nos anos 70, que se assiste ao acentuado declínio da actividade, devido aos custos da mão-de-obra e ao sucesso da conservação a frio. O abandono de muitas unidades tradicionais, a sua reconversão em aquaculturas e explorações mecanizadas modelaram a nova paisagem.

Nesta paisagem, resistiu um pequeno núcleo de produtores sediado em Castro Marim, cerca de oito e dois ou três em Tavira e Olhão, movido pela “paixão do sal”, pelo apego ao território, por um trabalho feito a um ritmo próprio, pela subsistência sem patrão.
Com o objectivo de reactivar a salicultura tradicional, a Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Stº António, implementou um projecto de revitalização das salinas tradicionais, cujo principal objectivo era a valorização do sal marinho tradicional através da obtenção de uma certificação assente na elevada qualidade do produto, baseada nas características naturais da área e na utilização de uma técnica artesanal.

[...]
 
Texto retirado e adaptado do site da Câmara Municipal de Castro Marim: http://www.cm-castromarim.pt/
 

A cache:

Esta cache nasce da forte ligação que temos com esta terra e com um dos melhores produtos que ela nos dá. O Sal!
 
O objetivo principal desta cache é mostrar um lado das salinas que passa muitas vezes despercebido, o lado poente, assim como, proporcionar um belo passeio que recomendamos que seja feito de bicicleta.
 
Juntamente com a cache criamos um trilho que poderá ser descarregado neste link: http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=4374637
 
ATENÇÃO: Esta cache está escondida numa reserva natural, pelo qual, pedimos que não seja feita de carro, tentando assim preservar tanto a cache como o sapal. Utilizem os estacionamentos recomendados e divirtam-se a caminhar e apreciem a paisagem
 
 
English

The cache:

This cache borns from the strong connection that we have with this lands and from the best product that she provide us. Salt!
 
The main objective for this cache is, on one side, to show you one of the parts that is often forgoten, the West side. On the other side, we want to give you a beautiful track, that we recommend to be done by bike.
 
Together with the cache we have created a track that you can download from this link http://pt.wikiloc.com/wikiloc/view.do?id=4374637 and use it.

Additional Hints (Decrypt)

Ab zrvb é dhr rfgá n iveghqr Gur iveghr vf va gur zvqyr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)