Skip to Content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

btreviewer
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer
Work with the reviewer, not against him

More
<

1ª Cruzada

A cache by GeoTemplários Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 05/18/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

A Primeira Cruzada foi convocada pelo papa Urbano II em 1095, durante o Concílio de Clermont. O papa atendeu a uma solicitação enviada por Aleixo I, imperador Bizantino, que precisava de apoio militar para combater os turcos sejúlcidas na Península da Anatólia.

As cruzadas em geral, e a Primeira Cruzada em particular, tiveram as suas origens em eventos anteriores na Idade Média. A divisão do Império Carolíngio nos séculos anteriores, e a relativa estabilidade das fronteiras europeias depois da cristianização dos povos bárbaros, criaram toda uma classe de guerreiros que tinham de lutar entre si para obter terras e riquezas.
No início do século VIII, o califado omíada tinha conquistado o Norte de África, o Egipto, a Palestina, a Síria, e invadido a península Ibérica. A Reconquista ganhou uma carga ideológica que pode ser considerado o primeiro exemplo de um esforço concertado dos cristãos na conquista de territórios aos muçulmanos, como parte dos esforços de expansão dos reinos cristãos da península Ibérica, apoiados pelas ordens militares e por mercenários mobilizados por toda a Europa.
Em 1009 o califa fatímida al-Hakim bi-Amr Allah provocou grande indignação por todo o mundo cristão quando ordenou a destruição da igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém2 . Ao mesmo tempo, com o colapso dos omíadas, várias dinastias muçulmanas menos poderosas, como os aglábidas e os cálbidas, instalaram-se na Sicília e no sul da península Itálica.
Os normandos conquistaram a Sicília em 1091. O Reino de Aragão no ocidente, as cidades-estado de Pisa e Génova na Itália, e o Império Bizantino no oriente travaram longas lutas contra os reinos muçulmanos pelo controle do mar Mediterrâneo.
A ideia de uma guerra santa contra o Islão parecia aceitável aos poderes seculares e religiosos da Europa ocidental, bem como do povo em geral - para além do incentivo de conquistar territórios e riquezas, que ganhou popularidade com os sucessos militares dos reinos europeus, começou a emergir uma nova concepção política do cristianismo.
A cada vez mais influente Ordem de Cluny estava a estabelecer uma nova organização da religião cristã, cada vez mais centralizada no papa em detrimento da independência dos seus bispos. Esta ideia foi-se expandindo até ao ponto de o papado pretender ser o suserano de todos os reinos europeus, sancionando guerras santas contra as nações heréticas que não aceitassem o domínio da Igreja.
Deste modo não é surpreendente a união dos reinos cristãos sob a orientação papal, e a criação de exércitos para combater o Islão. As terras que anteriormente à conquista muçulmana tinham pertencido a cristãos, e partimcularmente as que tinham sido parte do Império Romano ou do seu sucessor Império Bizantino - Síria, Egipto, Norte de África, Hispânia, Chipre - eram vistas como terras invadidas que deveriam ser libertadas. Acima de tudo, Jerusalém e a Palestina, onde Jesus Cristo e os seus apóstolos tinham vivido, eram lugares santos que sofriam a heresia do domínio dos infiéis.
Em 1074, o papa Gregório VII apelou aos milites Christi (soldados de Cristo) para partirem em ajuda do Império Bizantino no oriente, que sofrera graves derrotas contra os turcos seljúcidas na batalha de Manziquerta em 1071. Apesar de este chamado ter sido em geral ignorado e até ter recebido oposição, juntamente com a popularidade das peregrinações à Terra Santa no século XI, concentrou a atenção do ocidente no oriente.
Pregadores como Pedro o Eremita e Gualtério Sem-Haveres popularizaram rumores de agressões de muçulmanos aos peregrinos cristãos a Jerusalém e a outros lugares santos do Médio Oriente. Mas foi o papa Urbano II quem disseminou a ideia de uma cruzada para libertar a Terra Santa. Ao ouvir o seu discurso dramático e inspirador no Concílio de Clermont, a assistência aderiu com entusiasmo à ideia da salvação da alma pela penitência da peregrinação e da luta contra os infiéis.
A Cache Trata-se de uma pequena caixa, com lápis e logbook, e que aloja alguns itens para troca. Pede-se algum cuidado na reposição da caixa no local onde ela se encontra. Para assegurar a sua longevidade é necessário preservar a sua camuflagem natural, não a destruindo. Atenção aos muitos muggles que por aí circulam. Façam o C.I.T.O enquanto se dirigem para o local, se possível. A cache não está no Forte.

Additional Hints (Decrypt)

Nagrf qr ragene, nwbryur-fr fboer n rfdhreqn.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

480 Logged Visits

Found it 437     Didn't find it 24     Write note 7     Archive 1     Temporarily Disable Listing 3     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Needs Maintenance 3     Update Coordinates 1     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 66 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.