Skip to content

<

Caminho das Lameiras

A cache by herminios Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/18/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Caminho das Lameiras

Sob o ponto de vista paisagístico, o caminho encerra um conjunto de valores naturais e culturais de interesse inestimável.

Ao longo dele iremos contemplando ao fundo, o Rio Zêzere, que corre rápido e cristalino num anfiteatro natural sobre um leito de granito.

Compõe a paisagem, os lameiros, onde nasce o milho e crescem os pastos verdejantes onde se alimentam os rebanhos de ovelhas bordaleiras.

No Verão, o verde dos lameiros cobre-se de pequenas orquídeas selvagens de grande beleza.

É ainda possível visualizar as casas típicas da serra, designadas de “cortes”, casas de pedra com função de apoio à agricultura tradicional, com telhados em colmo e piorno.


… / ...

Os primeiros teares criaram-se, em já difusos e incontáveis dias, para a lã que produziam os rebanhos dos Hermínios. O homem trabalhava, então, no seu tugúrio, erguido nas faldas ou a meio da serra. No Inverno, quando os zagais se retiravam das soledades alpestres, os lobos desciam também e vinham rondar, famintos, a porta fechada do homem. A solidão enchia-se dos seus uivos e a neve reflectia a sua temerosa sombra. A serra, porque só a pé ou a cavalo se podia vencer, parecia incomensurável, muito maior do que era, e de todos os seus recantos, de todos os seus picos e refegos brotavam superstições e lendas - histórias que os pegureiros contavam, ao lume, a encher de terror as noites infindas.

.../...

No começo do Verão, antes de demandar os altos da serra, ovelhas e carneiros deixavam, em poder dos donos, a sua capa de Inverno. Lavada por braços possantes, fiada depois, a lã subia, um dia, ao tear. E começava a tecelagem. O homem movia, com os pés, a tosca construção de madeira, enquanto as suas mãos iam operando o milagre de transformar a grosseira matéria em forte tecido. Constituía o acto uma indústria doméstica, que cada qual exercia em seu proveito, pois a serra não dava, nessas recuadas eras, mais do que lã e centeio.

Ferreira de Castro. “A Lã e a Neve”, 1947



This page was generated by GeoPT Listing Generator
. ...Flag Counter

Additional Hints (Decrypt)

Cbe onvkb qn crdhran ebpun whagb nb pnzvaub, gncnqn pbz crqenf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.