Skip to content

al-qal'â e al-moka Multi-Cache

Hidden : 08/09/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Alcalamouque - Povoação situada a norte da freguesia do Alvorge, concelho de Ansião - Leiria


Com a invasão do Povo Arabe no sec VIII foram fundados na região, vários povoados, entre eles a povoação de al-qal'â e al-moka (Alcalamouque) que significa em Arabe "castelo ou castro [em terreno palanáltico] junto a uma escarpa", é o que acontece com esta aldeia.

Como qualquer outro povoado teria que ter por perto condição que permitissem a sedentarização dos seus povos, sendo a água um ponto fundamental.

Este ponto de agua situa-se no sopé do monte a escassos metros da povoação criando uma ribeira que mantem um caudal permanente ao longo do ano, alimentando em conjunto com outras fontes da região quer subterraneamente quer a superfície, o rio dos Mouros, desagua no Mondego que ocorre no limite dos concelhos de Soure e Montemor-o-Velho, junto a Granja do Ulmeiro. Atravessa partes do território dos concelhos de Penela, Condeixa-a-Nova, Montemor-o-Velho e Soure, passando junto das ruínas da cidade romana de Conímbriga, num vale em garganta ou canhão e também na localidade de Ega.

Junto a citada ribeira, a partir da pacificação da região (luta entre Mouros e Cristãos sec. XIII) houve um deslocação do povoado para as margens dessa ribeira, uma vez que os seus terrenos eram mais férteis para a agricultura, o seu único meio de subsistência. Este novo povoado deu novo nome hoje conhecido como Ribeira de Alcalamouque.

Prova da ocupação desse tempo é a existência de varias oliveiras multicentenárias nas proximidades da fonte uma delas a maior que se conhece em toda a região.

O monumento mais importante da povoação é a capela dedicada a São Pedro erigida no seculo XVII (1689).

Descrição: De planta longitudinal simples e alpendre. Massa simples, volumes dispostos na horizontalidade. Cobertura diferenciada em telhados de duas e três águas. Adro alpendrado constituído por dez colunas de fuste liso que assentam em parapeito interrompido à frente e lateralmente por portões e sustentam cornija saliente que suporta a cobertura. Entre o alpendre e o corpo da nave está adossado o púlpito, sinal de grande concentração de fieis, único em toda a freguesia de Alvorge com a inscrição incisa: [E]STE PVLPATO / [M] ANDOV FAZER / [_] LIORGE AÇVA / [CV]STA ANNO / 1689 Frontispício virado a sul aberto por porta recta com a data 1689 entre dois janelos quadrangulares. Interior: Nave única de pavimento lajeado e cobertura em tecto de madeira em três planos. Retábulo-mor marmoreado, aberto por três nichos encimado por frontão de lanços com vértice em talha dourada.

De salientar ainda as magnificas paisagens que podem ser apreciadas do alto do povoado.

As festas ocorrem no dia 29 de julho dia de S.Pedro

As caches: multicache em que na primeira localização dentro da cache estão as coordenadas da localização final.

O container é de pequenas dimensões, contem oferta, logsheet, stashnote e caneta!

Aproveita e tira foto publica e partilha assim divulgamos a nossa cultura e o nosso património!

Additional Hints (Decrypt)

cbagb 1 - qronvkb qn crqen tenaqr cbagb 2 - fhove ngr nb nygb qb ebpurqb r nbf céf qbf pneinyub rfgbh qronvkb qn crqen dhnydhre qhivqn; 916741174

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)