Skip to content

This cache has been archived.

Team Ribeiro: ok

More
<

Direcção de Faróis

A cache by Team Ribeiro Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 09/19/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

AQUI COLOCA O NOME DA FOTO


Situada junto à Estrada Marginal, em Paço de Arcos, nas antigas instalações do Grupo de Defesa Submarina da Costa, a Direcção de Faróis posiciona-se como sentinela vigilante da navegação que demanda as Barras do Porto de Lisboa, na confluência das águas do Tejo com as do Atlântico, tendo o Forte e Farol de S. Lourenço da Cabeça Seca (Bugio) no horizonte.

Direcção de Faróis

Faróis abertos a visitas Inserido na politica de divulgação da história, património e atividade dos faróis e faroleiros, os faróis (com guarnição residente) têm um periodo semanal em que estão abertos a visitas. O periodo destinado às visitas é ás quartas-feiras entre as 14 e as 17 horas, sem necessidade de marcação prévia e de forma gratuita, mas o numero de visitantes é limitado à capacidade da respetiva infraestrutura. Durante o ano de 2012 os faróis foram visitados por 28107 pessoas.

As primeiras referências ao uso de fogueiras mantidas em pontos conspícuos ou em torres pelas comunidades piscatórias para referência dos navegantes e, mais tarde, pelas irmandades religiosas, remontam ao início do século XVI. A primeira estrutura classificável como farol, terá sido mandado erigir em 1528 na foz do Rio Douro pelo Bispo D. Miguel da Silva, em S. Miguel o Anjo, junto ao local onde, até ao ano de 2008, se encontrou em funcionamento o farolim da Cantareira. Existem também referências a um farol mandado erguer pelo Bispo do Algarve, D. Fernando Coutinho, no convento de S. Vicente, entre 1515 e 1520, e que em 1537, os frades da Irmandade de Nossa Senhora da Guia de Cascais terão construído uma torre para servir de farol. Contudo, só em 1 de Fevereiro de 1758 por alvará do Marquês de Pombal, passou o serviço de farolagem a ser uma organização oficial, cometida à Junta do Comércio, na sequência do qual foi ordenada a construção de faróis, dos quais o primeiro foi o de Nossa Senhora da Luz em 1761 .

A responsabilidade pelo funcionamento e manutenção dos faróis de Portugal foi posterior e sucessivamente atribuída ao Serviço das Alfândegas do Ministério da Fazenda, ao Ministério das Obras Públicas, à Direcção-Geral de Telégrafos e Faróis do Reino, à Direcção-Geral dos Correios e Postas do Reino, à Direcção-Geral dos Correios, Telégrafos e Faróis. Só em 1892, “por decreto com força de lei de 14 de Agosto”, é que a responsabilidade sobre os faróis foi atribuída ao Ministério da Marinha e Ultramar.

Origem: O Serviço de Faróis constituiu inicialmente a 3ª Secção da 6ª Repartição do Conselho do Almirantado, competindo-lhe o “serviço de iluminação e respectivo material, e o de marcas, balizas e sinais sonoros na costa do continente e ilhas adjacentes”. Em 1907 o Serviço de Faróis passou a constituir uma Repartição própria, directamente dependente da Direcção-Geral da Marinha.

Com o aumento significativo do número de faróis e dispositivos de assinalamento implantados, foi então criada a Direcção de Faróis, por decreto datado de 23 de Maio de 1924, com o objectivo de concentrar numa única entidade a responsabilidade por todas as Ajudas à Navegação em Portugal Continental e ilhas, assim como pela gestão do pessoal faroleiro. Em 1926 foram construídos em Caxias, uma oficina, um depósito de material e um edifício para receber a estrutura organizacional da direcção, mas só vinte anos mais tarde, em 8 de Julho de 1946, é que a Direcção de Faróis foi transferida para as instalações do extinto Grupo de Defesa Submarina da Costa, em Paço de Arcos, local onde permanece até aos dias de hoje, complementadas em 25 de Agosto de 1961, com a inauguração do Edifício do Comando e da Escola de Faroleiros.

Additional Hints (Decrypt)

FV

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.