Skip to content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#cachemaintenance :

[quote]
Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. [/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=btreviewer]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] btreviewer [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77][i][b]Work with the reviewer, not against him.[/b][/i][/url]

More
<

SOS Cagarro

A cache by Parque Natural SMA Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/10/2013
Difficulty:
3.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


SOS Cagarro

O Cagarro é uma ave marinha de porte médio. Pode ser identificado pela cor das partes superiores (cinzento-acastanhado) contrastando com as partes inferiores brancas. O bico amarelo é também conspícuo. Com um comprimento corporal médio de 50 cm e uma envergadura média de 1.25 m, Calonecteris diomedea borealis é a maior pardela que nidifica no hemisfério Norte.

O seu voo é caracterizado pelos poucos movimentos de asas alternando com fases de deslizamento durante as quais as aves rasam as ondas com agilidade. Pelo contrário, e tal como a grande maioria de espécies de Procellariiformes (ordem taxonómica que inclui os albatrozes, as pardelas e os paínhos), os Cagarros são muito desajeitados quando aterram e têm de se deslocar em terra.

A subespécie borealis nidifica essencialmente no Atlântico (arquipélagos dos Açores, da Madeira e das Canárias). No entanto, as colónias situadas oeste de uma linha Almeria-Oran no Mediterrâneo são principalmente ocupadas por esta subespécie. A subespécie diomedea nidifica no Mediterrâneo, à Leste desta linha. Contudo, foi recentemente descoberta uma pequena população (apenas alguns casais) de C. d. diomedea na costa atlântica francesa. Os Açores albergam cerca de 188000 casais reprodutores de Cagarros, ou seja, cerca de 75% da população mundial da subespécie borealis e 65% da população mundial da espécie.

O Cagarro nidifica em todas as ilhas do arquipélago dos Açores, tanto nas ilhas principais como nos ilhéus. Apesar de não ser considerado ameaçado a nível mundial, o Cagarro é considerado 'vulnerável' em Europa, devido à mortalidade causada pelas pescarias no Mediterrâneo. Nos Açores, os Cagarros adultos voltam a ocupar os seus ninhos a partir do final de Fevereiro.

Os ninhos são colocados em cavidades naturais e fendas na rocha. Contudo, os Cagarros podem reutilizar luras de coelho no solo ou escavar o seu próprio buraco, que pode atingir mais de dois metros de profundidade. Os acasalamentos ocorrem até os meados de Maio, antes das Cagarro Calonectris diomedea borealis (Cory 1881)fêmeas regressarem para o mar, onde vão armazenar as reservas energéticas e os nutrientes de que vão precisar para por o seu ovo. Os machos podem abandonar as colónias durante este período também, embora a duração da sua ausência seja inferior. Tal como acontece em todas as espécies de Procellariiformes, cada fêmea põe um ovo único, sem possibilidade de efectuar uma postura de substituição em caso de fracasso durante a incubação. As posturas decorrem essencialmente no final de Maio (início de Junho no que concerne as mais tardias).

Os dois progenitores trocam turnos durante a incubação, a qual dura 54 dias em média. As crias eclodem durante a segunda metade de Julho. São alimentadas à noite pelos dois progenitores e saem dos ninhos entre o final de Outubro e o início de Novembro. Tal como acontece em todas as espécies de pardelas, os adultos mostram uma grande fidelidade ao ninho e ao parceiro de um ano para o outro. Nas águas açorianas, é frequente observar bandos de Cagarros a alimentar-se em associação com outros predadores marinhos, tais como cetáceos e tunídeos, que dirigem as potenciais presas para a superfície. Na sua dieta incluem-se pequenos peixes epi- e meso-pelágicos (chicharros, cavalas, peixes-pau), pequenas lulas (Ommastrephidae) e, ocasionalmente, crustáceos e zooplâncton.

Durante a criação, os progenitores adoptam uma estratégia de pesquisa alimentar bimodal, alternando em média três viagens curtas (menos de 4 dias e num raio inferior à 590 km da colónia) com uma viagem longa (em média 8 a 12 dias, mas algumas podem durar 20 dias), que os pode levar até 1800 km da colónia e até 50 graus de latitude Norte. Há registos de indivíduos imaturos com menos de 3 anos de idade oriundos dos Açores ao largo do Brasil. Contudo, a colocação de geolocalizadores sobre Cagarros adultos permitiu revelar a existência de duas zonas de invernada para os adultos, sendo a primeira ao largo das costas sul-americanas (Brasil, Uruguai), e a segunda ao largo da costa sul-africana até o canal do Moçambique e o oceano Indico ocidental.

A cache: A cache inicial dar-te-á todo o material necessário para cumprir todos os objetivos, Terás de encontrar todos os waypoints e o conjunto de números que te permitirão encontrar a cache final.

AB CD’ EF.G’’

HIJ KL’ MN.O’’

This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

1 -Pnpur vavpvny: Cbe sben znqrven, cbe qrageb pnegãb
2-Pnpur svany: r pbaurçn b Cnedhr Angheny
jnlcbvagf: onapbf, rfdhvanf r cbe svz, cbfgrf qr yhm

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.