Skip to Content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta cache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante as situações relatadas. Relembro a secção das guidelines sobre a manutenção http://www.geocaching.com/about/guidelines.aspx#cachemaintenance :

[quote]
Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Por causa do esforço requerido para manter uma geocache, por favor coloque geocaches físicas no seu espaço habitual de geocaching e não em sítios para onde costuma viajar. Geocaches colocadas durante viagens não serão muito provavelmente publicadas a menos que possa fornecer um plano de manutenção adequado. Este plano deve permitir uma resposta rápida a problemas reportados, e deverá incluir o Nome de Utilizador de um geocacher local que irá tomar conta dos problemas de manutenção na sua ausência. [/quote]

Como owner, se tiver planos para recolocar a cache, por favor, contacte-me por [url=http://www.geocaching.com/email/?u=btreviewer]e-mail[/url].

Lembro que a eventual reactivação desta cache passará pelo mesmo processo de análise como se fosse uma nova cache, com todas as implicações que as guidelines actuais indicam.

Se no local existe algum container, por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Obrigado

[b] btreviewer [/b]
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer

[url=http://support.groundspeak.com/index.php?pg=kb.page&id=77][i][b]Work with the reviewer, not against him.[/b][/i][/url]

More
<

Entrada da Vila de Belmonte

A cache by Wiscondido Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 10/14/2013
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

O local é bastante calmo, tem mesas para piqueniques uma fonte e um jardim.


HISTÓRIA
Os vestígios mais antigos da presença humana no concelho remontam à Pré-história, no entanto são da época romana o maior número de testemunhos dessa presença.

A importância de Belmonte no contexto da História de Portugal releva da Idade Média, tendo-lhe sido concedida Carta de Foral em 1199 por D. Sancho I, que quer " povoar e restaurar ", assegurando, desta forma, o controlo político da região para a Coroa Portuguesa. Simultaneamente, e uma vez que se tratava de uma zona de fronteira com o reino de Leão, inicia-se a construção de reduto fortificado que nos finais do séc. XIII, a pedido do Bispo de Coimbra, a cujo senhorio pertencia, é transformado em castelo, sendo então construída a Torre de Menagem.

 

No séc. XIII, Belmonte é já uma vila em franco desenvolvimento, justificando a existência de duas igrejas ( S. Tiago e Stª. Maria ) e uma sinagoga. A este crescimento será travado com as Guerras Fernandinas e a Crise de 1383 / 85, que obrigam D. João I a conceder a Belmonte Carta de Couto, logo em 1387, a pedido do Bispo de Coimbra que nos disse que " o seu castello de bellmonte he muy despouado por rezam desta guerra ".

 

Entre 1397 e 1398, D. João nomeou o primeiro alcaide do castelo, escolhendo Luís Álvares Cabral, que herdara em Belmonte o morgadio instituído por sua tia Maria Gil Cabral, mas é só em 1466, que a família Cabral se fixa definitivamente em Belmonte, aquando da doação a título hereditário da Alcaidaria-mor do Castelo a Fernão Cabral, membro do Conselho de D. Afonso V.

 

No séc. XVI Belmonte dará de novo um contributo importante para a história de Portugal através de Pedro Álvares Cabral que, em 1500, comandou a 2ª. Armada à Índia e durante a sua missão descobriu o Brasil. Refira-se ainda a prestigiada figura de D. Jorge Cabral, que teve vários cargos importantes durante o séc. XVI, nomeadamente o de Governador da Índia enter 1549 e 1550.

 

Em 1510, D. Manuel concede nova Carta de Foral, reconhecendo a sua importância política e económica. Belmonte era então uma comunidade rural, dependente da pecuária e da agricultura, com algum comércio, que todavia terá sido prejudicado pelo Ético de Conversão dos Judeus em 1496, e responsável pelo surgimento de uma comunidade cripto-judaica que resistirá às perseguições da Inquisição, até ao nosso século.

Em 1527 o Concelho de Belmonte "...tem de termo duas léguas em longo e uma em largura...confronta com o termo da vila da Covilhã, da vila de Sortelha e com termo da cidade da guarda e com termo da vila de Valhelhas."

Naquela data o concelho tem 244 vizinhos, sendo 159 da vila de Belmonte, número equivalente a cerca de 630 habitantes. Note-se que na comarca de Castelo Branco, Belmonte tinha então a segunda maior densidade populacional em vizinhos a seguir à Atalaia.

Em meados do Século XVIII, a povoação de Belmonte já contava com 354 vizinhos ou fogos, ou seja cerca de 1416 habitantes.

A Povoação de Caria não fazia parte, nesta altura, dos limites do Concelho de Belmonte, tendo 286 vizinhos, correspondentes a 1144 habitantes.

Segundo notícia de 1758, a população do Concelho de Belmonte, era na sua quase totalidade constituída por camponeses.

Nessa altura Belmonte era governado por juizes Ordinários e pela Câmara Municipal, sem qualquer sujeição a outra terra. Não tendo correio servia-se do correio da Covilhã e da Guarda.

Tinha feiras cativas ( os feirantes pagavam impostos ) nos dias de St.º António, de S. Bartolomeu e de S. Cornélio e feiras francas ( os feirantes não pagavam impostos ) em todas as segundas-feiras de cada mês do ano.

Não havia hospital em Belmonte. Havia uma misericórdia pobre, que teve como antecessora a Irmandade do Salvador e no ano de 1600 anexou-se à Capela do Espírito Santo.

O Século XIX, é marcado pela disputa de lugares políticos da Câmara e das Juntas da Paróquia.

Com a reforma administrativa de 1855, o Concelho de Belmonte composto até então, pelas Freguesias de Maçainhas e Inguias é alargado ao Concelho de Caria, autónomo da Covilhã desde 1644. Em 1947 a freguesia de Belmonte é dividida, surgindo a nova Freguesia de Colmeal da Torre e ficando o Concelho com cinco Freguesias, situação que se manteve até hoje.

Já no século XX, Belmonte vê de novo virar-se uma página na sua história, com a diversificação da sua estrutura económica, nomeadamente com a instalação da indústria da confecção no seu concelho.

Tendo o Município de Belmonte permanecido essencialmente afecto ao sector agrícola até ao início dos anos setenta, viu nesta altura os sectores industrial e terceário ganharem mais e maior importância.

Nasceram diversas indústrias de confecções, as quais são presentemente um dos factores do sustento económico da Vila de Belmonte e do seu Concelho, bem como dos Concelhos limítrofes.

Para a Vila de Belmonte e para a Vila de Caria, deslocam-se diariamente cerca de 2.000 trabalhadores oriundos das Freguesia do Município e dos Concelhos limítrofes ( Covilhã, Guarda, Fundão e Sabugal ), aos quais é necessário dar melhores condições a todos os níveis, para que aqui se radiquem, sem esquecer ainda, a população existente à qual é necessário dar melhores condições de vida e de bem estar social.

Tendo em conta forte crise que recentemente se instalou no sector ligado às industrias de confecções, face à conjectura nacional e internacional, o Município de Belmonte está a alterar a sua vertente económica, aproveitando as suas grandes potencialidades culturais e históricas e o seu rico património cultural e histórico. Neste momento o Município de Belmonte dispõe de três Museus Temáticos. Ecomuseu do Zêzere, Museu Judaico e Museu do Azeite, estando em construção um novo Museu dedicado à grande epopeia dos Descobrimentos Portugueses, mais concretamente à Descoberta do Brasil pelo ilustre Navegador Belmontense Pedro Álvares Cabral, que em 1500 "deu novos mundos ao Mundo". Espera assim o Município contribuir para o desenvolvimento do turismo cultural, por forma a garantir, num futuro próximo, mais oportunidades e melhores condições de vida para a sua população. 

 

 

A cache : 

O sitio é movimentado durante o dia pelos autocarros, por isso tenham cuidado á caçada. Sejam discretos para a viabilidade da mesma.

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

29 Logged Visits

Found it 12     Didn't find it 11     Write note 1     Archive 1     Temporarily Disable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 2 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.