Skip to content

Gruta de origem Moura Traditional Cache

Hidden : 12/04/2013
Difficulty:
3.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Este é um dos muitos, apesar de esquecidos por tudo e todos, locais que mostra a existencia dos mouros pelos nossos territórios.

Agradecemos que não tirem nenhuma pedra do sitio. não precisam de movimentar qualquer tipo de rocha para aceder a Cache. Melhor mesmo é não inventar e não retirar o que não devem do local. Deixem o cachemobil, no caso de não ser 4x4 num spot onde encontram, já a descer, um tanque forrado a metal do lado direito. iremos colocar coordenadas de 2 WP


HISTÓRIA

 


Candosa, cujo topónimo é um derivado do português arcaico “Candanoso”, que significa “Pedregoso”, foi outrora um pequeno concelho medieval.
As inquirições de 1258 referem-se a Candosa como Terra de Seia. Sabe-se que, posteriormente, passou a pertencer ao Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, por doação régia, e, mais tarde, transitou como couto para a Sé de Coimbra.
A 12 de Setembro de 1514, D. Manuel concedeu-lhe foral, passando a ser vila e sede de concelho entre 1514 e 1842. Candosa era constituída apenas por uma freguesia e tinha, em 1801, 535 habitantes. Durante o período de 1842 a 1855 passou a ser uma freguesia do concelho de Midões, transitando após essa data para o concelho de Tábua. Esta freguesia tornou-se célebre devido ao alegado crime, cometido por João Brandão, de que resultou a morte do Ferreiro de Candosa.
A história de Candosa acompanhou os grandes movimentos de emigração do país, ao longo do século XX. Na década de 50, assistimos a uma saída dos Candosenses para o Brasil. Alguns deles ficaram por lá e não mais regressaram. Outros, depois de cumprirem o objectivo, regressaram à sua terra. Mas, há ainda alguns Candosenses que, apesar de terem constituído família por lá, nunca deixaram de manter contacto com a aldeia que um dia os viu nascer.
As décadas de 60 e 70 são anos marcados pela saída de muitos Candosenses para a Europa.
A Alemanha, mas sobretudo a França, eram o destino desta gente que partia em busca de trabalho, para poder dar uma vida melhor aos seus filhos.
Nos anos 70 e 80 assistimos ao regresso de alguns destes emigrantes. Outros, porém, optaram por ficar. Alguns dos emigrantes que partiram para a França e para a Alemanha ainda hoje se encontram por lá. A família cresceu… e, hoje, temos os seus filhos e os seus netos a fazerem daqueles países os seus locais de origem. Mas, Candosa permanece sempre como o local do tão desejado regresso.

 



 

 

 

 

 

fonte: http://www.terralusa.net/?site=203&sec=part6

Additional Hints (Decrypt)

Ntben dhrvznqb r cergb nagvtnzragr ireqr cbe snibe aãb cebpherz rz arauhzn cnerqr.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)