Skip to content

Biodiversidade no PA - Rã Ibérica Traditional Cache

Hidden : 06/18/2014
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



O Parque

O Parque das Azenhas, integrado no Município da Trofa, tem como objectivo a melhoria da qualidade de vida da população e do ambiente, erigindo uma nova imagem equilibrada e potenciadora da biodiversidade local. Este local abrange um amplo conjunto de Azenhas e Moinhos que constituem a beleza do património da cidade, possui espaço de recepção, um Parque de Merendas e centros de interpretação ambiental e do património. O percurso pedonal ou ciclovia convida à prática de desporto ao ar livre, pesca desportiva e catividades de recreio e lazer, onde se pode encontrar painéis informativos e interpretativos.



Distância aproximada: 4,07 km
Tipo de percurso: linear
Grau de dificuldade: baixo


Este projeto teve como objectivo a requalicação das margens do rio Ave, rios e ribeiras afluentes e restaurar o reequilibro dos ecossistemas ribeirinhos. Um estudo realizado pelo Fundo para a Proteção dos Animais Selvagens (FAPAS) mostrou a importância destes ecossistemas ribeirinhos, identificando-se 47 espécies de aves, 10 de mamíferos e 7 de répteis e anfíbios, havendo potencialidade de ocorrência de um número bastante maior. Algumas destas possuem estatuto de conservação na IUCN Red List of Threatened Species ou mesmo no livro Vermelho dos Vertebrados e como tal, são de extrema importância.


A Rã Ibérica → Rana iberica (Boulenger 1879)

A rã-ibérica é um anuro cujo comprimento raramente ultrapassa os 5,5 cm. Esta espécie possui focinho pontiagudo, olhos grandes e proeminentes com pupila horizontal elíptica. A coloração dorsal é muito variável, podendo ser acastanhada, alaranjada ou avermelhada.

As fêmeas são geralmente maiores do que os machos, que são mais esbeltos, possuem membros anteriores mais robustos e, durante o período de acasalamento, desenvolvem rugosidades negras nos dedos internos destes membros. As larvas podem atingir os 5 cm de comprimento total.

Em Portugal, ocorre desde o nível do mar até aos 1900 m, na Serra da Estrela, distribuindo-se de forma praticamente contínua a norte do rio Tejo. A sul do rio Tejo ocorre apenas na Serra de S. Mamede.

Alimenta-se essencialmente de pequenos invertebrados, como aranhas, larvas de insectos, caracóis e escaravelhos.

A reprodução ocorre de Novembro a Março, variando com a altitude. A fêmea deposita as posturas (100 a 450 ovos) em massas esféricas e compactas na vegetação aquática, entre pedras, em zonas de remanso de ribeiros ou no fundo lamacento de charcos. O desenvolvimento larvar dura cerca de três meses.

Ameaças à espécie: poluição dos cursos de água por efluentes industriais e domésticos; destruição dos habitats ribeirinhos; disseminação de doenças infecciosas e alterações climáticas.

Espécie em declínio significativo e listada como QUASE AMEAÇADA na IUCN Red List.


A Cache

Esta é uma cache que como todas as outras desta série está relacionada de alguma forma com a espécie que representa.

Esta cache não permite trocas e é necessário que levem material de escrita.

Caches dão trabalho e implicam custos, por isso tenham cuidado na procura e no manuseamento dos containers.

Não são permitidas fotos que mostrem o container ou ajudem na sua localização!



Additional Hints (Decrypt)

É cebphen cbe hz rkrzcyne qrfgn rfcrpvr

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)