Skip to content

Capitão de Abril Multi-cache

This cache has been archived.

btreviewer: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

btreviewer
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer
Work with the reviewer, not against him

More
Hidden : 04/17/2014
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Pretende-se com esta cache que visite alguns monumentos relacionados com o Capitão de Abril, Fernando José Salgueiro Maia, natural de Castelo de Vide.


Translation

SALGUEIRO MAIA

Fernando José Salgueiro Maia nasceu no dia 1 de Julho de 1944 no 1º andar do nº 15 da Rua de Santo Amaro em Castelo de Vide, filho de Francisco da Luz Maia e de Francisca Silvéria Salgueiro. Ainda não tinham passado quatro anos, a sua mãe morre atropelada numa visita da família ao Jardim Zoológico em Lisboa, dois anos e meio mais tarde o seu pai casou-se novamente com Maria Augusta que ainda hoje vive nesta vila. Devido a compromissos profissionais do pai que trabalhava na CP (Comboios de Portugal) Salgueiro Maia passa por Coruche, Tomar e Leiria. Estudou no colégio Nun'Alvares em Tomar e no Liceu Nacional de Leiria que antecedem a entrada na Academia Militar em 1963/64.

Fevereiro de 1967 abandonou a Academia Militar e entrou na Escola Prática de Cavalaria. A 1 de Dezembro desse mesmo ano seguiu para Lourenço Marques, de onde rumou para Mueda, distrito de Cabo Delgado afim de integrar a 9ª Companhia de Comandos 'Os Fantasmas' sediada em Montepuez.

Passado um ano regressa a Santarém. Conheceu a sua futura esposa, Natércia, em 1969 e casaram-se em 22 de Agosto de 1970. É promovido a Capitão.

A 4 de Julho de 1971 embarcou para a Guiné, com destino a Bula, de onde só regressou 27 meses depois.

1974 - Salgueiro Maia alinhou na Revolução que depôs a ditadura porque deixou de acreditar numa solução para Portugal e para as Colónias. Na madrugada de 25 de Abril de 1974 numa das paradas da Escola Prática de Cavalaria dirigiu-se aos seus camaradas e disse:

"Há diversas modalidades de Estado: os estados socialistas, os estados corporativos e o estado a que isto chegou! Ora, nesta noite solene, vamos acabar com o estado a que chegamos. De maneira que quem quiser, vem comigo para Lisboa e acabamos com isto. Quem é voluntário sai e forma. Quem não quiser vir não é obrigado e fica aqui!"

240 homens ouviram estas palavras serenas mas firmes e formaram de imediato à sua frente, seguiram para Lisboa e marcharam sobre a ditadura.

1975 - A 25 de Novembro sai da EPC, comandando um grupo de carros às ordens do Presidente da Republica.

1979 - Após ter sido colocado nos Açores, volta a Santarém, onde comanda o Presídio Militar de Santa Margarida em 1984 regressa à Escola Prática de Cavalaria.

1989/90 - Declara-se a doença cancerosa que o iria vitimar, é submetido a uma intervenção cirúrgica. Fez em 1991 uma nova operação. Morre no dia 3 de Abril de 1992.

No cemitério de Castelo de Vide, quatro Presidentes da República (António de Spínola, Costa Gomes, Ramalho Eanes e Mário Soares) vêem descer à terra num modesto caixão o corpo de um dos homens que mais contribuiu para que tivessem podido ascender à mais alta magistratura da Nação, em campa rasa ao som de 'Grândola Vila Morena'.

A CACHE

Para encontrar esta cache precisa visitar alguns pontos de interesse associados ao tema e retirar os números presentes nos mesmos, para completar fórmulas que lhe dão as coordenadas do ponto seguinte.




- APENAS EXISTE UM CONTAINER FÍSICO NA ETAPA FINAL -




• ETAPA 1 - "Abril... A".

• ETAPA 2 - "Por ocasião do... B".

• ETAPA 3 - "Manuel Alegre (9 . 4 . C)"

COORDENADAS

ETAPA 1 ➜ ETAPA 2

N 39° 24.(2973 - A) W 007° 27.(2308 - A)



ETAPA 2 ➜ ETAPA 3

N 39° 24.(654 + B) W 007° 27.0(27 + B)



ETAPA 3 ➜ ETAPA FINAL

N 39° 24.(4648 - A - B - C) W 007° 27.00(4055 - A - B - C)

NOTAS

• Quando chegar à Etapa 1, suba mais um pouco e visite a exposição com algum do espólio de Salgueiro Maia no museu situado na praça de armas do castelo.

• Se pretender visitar a sepultura de Salgueiro Maia, esta encontra-se no Cemitério Municipal de Castelo de Vide, à direita do portão principal, aproximadamente ao canto.




Por favor não publique spoilers em forma de fotos ou comentários que possam de alguma forma comprometer o jogo.




Verifique a solução para a posição da cache final em GeoChecker.


Geocache Companion


This page was generated by GeoPT Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

(Aãb é arprffáevb ragene, rfgá qb ynqb qr sben) Svezr raseragb bf zhebf dhr fr rethrz qvnagr qr zvz.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)