Skip to content

<

Terra&água

A cache by Lupinlongo & Fujiko_Mine Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/01/2014
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:




ST  terradagua


A antiga Salvaterra da Beira situa-se no extremo da Beira Baixa numa área tão árida de Portugal Continental, onde a proximidade de água era e é fundamental. Por toda a aldeia de Salvaterra encontramos fontes, tanques e poços para gentes e animais saciarem a sede em momentos de calor. A Fonte Joanina pensa-se que terá sido concluída em 1757 durante o reinado de D. José para fornecer água à povoação e situa-se no final do Aqueduto de Salvaterra. Este canalizava as águas de um rio subterrâneo da encosta rochosa de Salvaterra do Extremo. O Vale onde esta  fonte se encontra é chamado de Deveza.  Esta é constituída por um tanque comprido dividido em 2, para lavagem de roupa e para os animais de outras épocas. Seguindo o Aqueduto na direção da Capela e do Poço de Santo António, podemos encontrar um lavadouro em ruinas e um poço com bebedouro para animais.

consolação   Fonte

Para além da fonte, na Deveza podemos ver:  Capela da Nossa Senhora da Consolação;  Largo e pavilhão onde se realiza o Bodo de Salvaterra. No local onde está hoje a Ermida existiu em outros tempos um outro culto bem mais antigo em honra de Santo Amaro, a Ermida do Senhor de Pedra.
Teria uma majestosa imagem em pedra deste santo que chegou mesmo até a intimidar os invasores franceses aquando da sua passagem e pernoita em Salvaterra da Beira em 1807 e 1810. Esta imagem desapareceu e atualmente não se sabe o que lhe terá acontecido. A ermida foi abandonada, caiu em ruinas e durante anos foi usada para guardar touros.
Os Bodos são festas medievais feitas por uma irmandade ou confraria, para assistência aos pobres e como expressão de gratidão a um santo protector. O Bodo de Salvaterra em honra da Nossa Sra da Consolação terá começado após uma grande praga de locustas (gafanhotos em espanhol) que assolavam com muita frequência esta região da Raia, vindos da Extremadura Espanhola.
A festa decorria na localidade de Monfortinho com procissões das gentes de Penha Garcia e de Salvaterra. Em 1905 junta-se um grupo de homens de bem da aldeia de Salvaterra para reedificar a Ermida de Santo Amaro. Joaquim José Fernandes, o Canhoto, José Moreira, o Ti João Gordo, e José Folgado Moreira, o Branco, reconstruiram a capela abandonada em honra da Nossa Senhora da Consolação.
Assim ali se passou a realizar o Bodo para que os mais pobres e os mais velhos não tivessem de se deslocar até Monfortinho. Actualmente a festa realiza-se na 2ª feira depois do domingo de Páscoa e destina-se a partilhar com os mais necessitados as riquezas da terra.

REAL1  REAL2



Cache:

Para logar a cache podes começar por estacionar o veículo junto á fonte, se estiver calor aproveita para te refrescar. Senta-te um pouco e aproveita a calma deste local. Depois segue o GPS até ao altaneiro de onde avistas a Fonte da Devesa, a Capela da Nossa Senhora da Consolação, o touril e os espaços para realização do Bodo (casa, terreiro, armazém e o pavilhão). A cache é um pequeno tupperware com logbook, stashnote, lapis e pequenos objectos de troca, que se encontra entre pedras.




Additional Hints (Decrypt)

Whagb á crqen qr cbagn nthçnqn.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)