Skip to content

Casa de São Silvestre Traditional Cache

This cache has been archived.

Bitaro: Olá ABADE002,
Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

More
Hidden : 08/04/2014
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
3.5 out of 5

Size: Size:   regular (regular)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Casa de São Silvestre

Apesar de haver muitas lendas sobre esta casa, a que irei contar é a lenda de São Silvestre. Conta a lenda que São Silvestre morava nesta casa. São Silvestre era um curandeiro, que remonta a tempos antigos. Adorado tanto por humanos como por criaturas da natureza, São Silvestre construiu esta casa no meio do pinhal, porque apesar de gostar tanto de humanos como animais, neste último sentia-se mais seguro, devido a ausência nestes, de sentimentos como a inveja, a ganância entre outros característicos da nossa espécie. Uma vez por ano, São Silvestre descia a uma pequena povoação de seu nome Palheira, para comprar utensílios que fosse precisando. Nesse tempo recebeu a alcunha de curandeiro, porque com as suas ervas medicinais conseguia curar as pessoas que assim vinham pedir auxílio, sem nunca pedir nada em troca. Numa destas descidas à pacata povoação, onde era adorado pelas pessoas, presenciou a chegada de um Duque, que por ouvir os seu feitos veio a sua procura para curar uma doença desconhecida que a sua filha mais nova ganhara. Como era costume o curandeiro curou sem nunca pedir nada em troca. Vendo a “sabedoria” de São Silvestre, o duque mandou o prender e torturou-o, para este revelar os seus segredos, à frente da população que tanto foi ajudada e que não mexeu um dedo para o ajudar. À noite, preso numa cela, São Silvestre viu chegar pela luz do luar as suas queridas criaturas da natureza que assim vieram ao seu auxílio. Com a sua ajuda ele consegui escapar. Quando o duque tirano soube do seu desaparecimento, com os seus soldados, foi em busca do curandeiro pelo pinhal acima, destruindo tudo por onde passava, ameaçando botar fogo ao pinhal e matar todos a sua volta. Nesse momento eis que surge uma cobra negra como a noite que o mordeu. Com essa mordidela, a pele do Duque começou a ficar escamosa, os seus olhos verdes, e a sua tonalidade negra como a noite. Depois dessa noite, não se viu mais o duque nem São Silvestre. A população da Palheira, para se redimir, construiu uma estátua para São Silvestre e colocou-a no pinhal, para ver se o curandeiro voltava a visitar a terra, mas ele nunca mais foi visto. Anos mais tarde a estátua de São Silvestre foi descoberta nesse mesmo pinhal e foi levada para um santuário, onde mais tarde seria construída a Capela da Palheira. Assim ainda hoje São Silvestre atende aos que de coração puro lhe procuram auxílio.

Nota: A história que a acabou de ler, apesar de ter alguns factos reais é fictícia. De facto foi descoberta a figura de São Silvestre neste mesmo pinhal, o que daria mais tarde o nome à rua de Rua de São Silvestre.

A cache

A cache é do tamanho regular. No trilho tenham cuidado com as silvas, e preferência levem calças. Não abordem o local a noite, porque este local é frequentado por javalis, cobras e algumas silvas que se não houver atenção podem ferir..
Nos logs tentem, não dar indicações de como é o container, deixem o elemento de surpresa também para os restantes geocachers
Fotos do container não serão permitidas e logs virtuais sem estarem no logbook físico também não, sendo apagados se os mesmos não lá constarem.
Pouca pessoa sabe da existência desta casa, sendo exclusivamente abordada só por geocachers nos próximos dias. Como têm desaparecido muitas caches em Coimbra, estimem esta porque se a mesma desaparecer será muito difícil voltar a repô-lá sendo assim irá para arquivo.
Por favor, estimem o geocaching, tanto em Coimbra como a nível mundial e não estraguem o trabalho que temos para vos dar alguns minutos de diversão e aventura. Boas cachadas.

Additional Hints (Decrypt)

N pnpur aãb rfgá anf cnerqrf!!!! Yê n yvfgvat orz yvqn r fr graf pbençãb cheb anqn gr sneá zny.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)