Skip to content

<

Castro Laboreiro

A cache by super666 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 11/09/2014
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Related Web Page

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:



Castro Laboreiro
«Castro Laboreiro, 6 de Agosto de 1948
-Não, não terei a hipocrisia de dizer que seria aqui o meu paraíso, aqui que não há papel, nem tinta, nem cinema, nem livrarias, nem cafés, nem nenhum dos tóxicos de que necessito. O homem põe, mas a vida dispõe. A cidade é como as prostitutas: o seu amor é falso, mas vence o de qualquer mulher honrada. Agora que são estas pedras, estes gados, estas alturas que vivem recalcadas no meu sangue, não há dúvida. (...)
-Mal apanho uma aberta, sou como um galgo pelos montes acima. Não posso dizer o que sinto, nem o que procuro. Mas as pedras parecem-me fofas debaixo dos pés. A parte mais íntima de mim encontra-se e expande-se. Citadino e perdido, sou na verdade uma montanha comprimida.»

Miguel Torga, Diários IV



A aldeia de Castro Laboreiro

Castro Laboreiro é uma das aldeias mais emblemáticas do Minho, resultado do isolamento que sofreu no passado, o qual permitiu que chegassem intactos nos nossos dias, aspetos do património histórico e cultural da aldeia, como a arquitetura, paisagem e modo de vida das suas gentes, ainda hoje marcado por um forte espírito comunitário. aldeia-castro-laboreiro-peneda-geresAntigo conselho medieval, está situada no extremo Norte do Alto Minho e de Portugal. Estando a aldeia localizada no cimo da montanha, a mais de mil metros de altitude, levou a que os castrejos defendessem os seus costumes, e tradições de todas as influências estranhas, e que ainda hoje persistem. Uma dessas tradições é a das inverneiras e das brandas. Em meados de Dezembro, com a chegada do frio e dos nevões, as populações de Castro Laboreiro pegam nas suas roupas, utensílios caseiros e de lavoura e “tangendo o gado, migram em massa para os vales, onde possuem uma segunda casa e uma segunda aldeia. E ficam nas Inverneira, abrigados do frio, até meados de Março.



O rio laboreiro

O rio laboreiro ajuda na criação de cenário de rara beleza. Nasce no planalto e corre em direção ao rio Lima, com cerca de 20 km de curso onde se verificam a formação de dezenas de ribeiro, rápidos e cascatas propícios à prática de desportos aquáticos assim como da pesca desportiva.
No decurso do rio encontram-se pontes romanas, românicas e também de estilo celta e que “Ligando as suas margens, permanecem as pontes que as várias civilizações que por aqui passaram foram construindo ao longo dos tempos” e que formam um conjunto arquitectónico de elevado interesse e beleza.





Flag Counter
Document made with KompoZer

Additional Hints (Decrypt)

Qhen ..
Uneq ..

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.