Skip to Content

<

Casa da Torre - Alvite

A cache by Gold River Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 11/21/2014
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


A meia encosta entre um pequeno outeiro denominado de Pôr de Basto, que se eleva a uma altitude de 381 metros, e a ribeira de Reiros, afluente do ribeiro do Outeirinho, na parte norte da freguesia de Alvite, encontra-se a Casa da Torre, implantada entre frondífera vegetação arbustiva, olivais e vinhedos.

Tratar-se-á, porventura, de uma das mais antigas e principais casas solarengas existentes no polígono administrativo da freguesia.

A casa seria primordialmente formada pela torre, capela e portão armoriado, configurando planta em “L”, com as duas fachadas Este e Sul em ângulo. Este conjunto arquitetónico datará dos primeiros decénios da centúria de Setecentos, sendo imputada a obra a Rosendo de Abreu Leite Pereira, a quem foi concedido em 1738 o brasão que ornamenta o portão, embutido em tímpano semicircular. Na segunda metade do séc. XVIII dá-se a edificação do restante corpo da casa a Este, prefigurando deste modo a planta em “O” que chegou aos nossos dias. Esta desenvolve-se em redor de um pátio interior ao centro do qual se encontra uma fonte provida de tanque octogonal.

As duas fachadas setecentistas acima referidas evidenciam portais de bela traça barroca, onde é patente a mestria dos canteiros que imprimiram com elementos escultóricos um forte impacto cenográfico, de grande composição heráldica, salientando-se a altiva torre quadrangular, de rés do chão e dois andares, tendo rasgadas nos alçados janelas molduradas de arco de volta inteira, sendo coroada por merlões e gárgulas cantonais “com carrancas”, que confere volumetria ao conjunto arquitetónico, enquanto plano vertical mais elevado.

A capela, de invocação à Sagrada Família, segue o mesmo desenho, destacando-se o portal largamente ornamentado de voltas, sobrepujado por dois óculos oitavados. A empena é terminada por frontão em arco interrompido, todavia, rematado por nicho profusamente decorado com uma espécie de borlas, volutas e uma vieira no coroamento. Lateralmente à capela, no flanco Este, abre-se um portal carral. Do conjunto sobressaem, pela desmesurada altura, os pináculos que encimam as colunas cantonais acima do telhado. Este templo vem referido nas Memórias Paroquiais de Alvite, de 1758, onde o pároco relator dá conta de que em causa do terramoto de Lisboa de 1755 “as duas cruzes que estavam na dianteira e traseira da capela (…) torceram seus braços para a parte do Norte, mas hoje se acham direitas”.

Monumento classificado como de Interesse Público/ZEP, Portaria nº 740-AR/212, DR, 2ª série, nº 248 de 24 de Dezembro de 2012.

Fonte: Luís Jorge Cardoso de Sousa


A cache

O contentor foi construido com materiais reciclados, tem um pequeno lápis e não permite troca de objetos. Tentem ser discretos, para prolongar a durabilidade da cache e façam favor de se divertirem.

Additional Hints (Decrypt)

Craqhenqn n 1.70z. Aãb rfgá an tenaqr.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

73 Logged Visits

Found it 72     Publish Listing 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 14 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.