Skip to Content

This cache has been archived.

Bitaro: Caro owner,

Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

Obrigado pela compreensão,
Bitaro aka Vitor Sérgio
Geocaching.com Volunteer Geocache Reviewer
Revisor Voluntário em Geocaching.com

More
<

A Raposa

A cache by Foxangel team Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 02/16/2015
Difficulty:
4 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:

Esta cache localiza-se numa bela zona verde, composta essencialmente por pinheiros mansos ((Pinus pine a L.), e vegetação rasteira. Este pinhal é propriedade do Município da Lourinhã e tem por denominação “ Camarnais”.

O objetivo desta cache é o contacto com a natureza bem como dar a conhecer o animal que inspira este team. Ao longo do jogo terás que ser astuto e perspicaz, como uma raposa.


A Raposa

Peso: 3.1-7.8 Kg (fêmeas), 4.6-8.6 kg (machos)
Comprimento: Cabeça-corpo: 52.0-72.0 cm (fêmeas), 65-90cm (machos); Cauda: 32 - 44 cm (fêmeas), 33 - 48cm (machos)
Dimorfismo sexual: ligeiro

A raposa é uma das duas espécies de canídeos silvestres que ocorre em Portugal, juntamente com o Lobo-Ibérico. A espécie é facilmente reconhecida pelo seu focinho pontiagudo e orelhas proeminentes. Apresenta uma pelagem castanho-avermelhada no dorso que contrasta com a coloração branca do ventre, contudo a cor da pelagem pode ser bastante variável. As extremidades do corpo, nomeadamente as orelhas e os membros apresentam coloração negra. A cauda é longa e tufada, apresentando usualmente uma mancha de cor branca na ponta.

 

Ecologia
Distribuição: A espécie está amplamente distribuída no hemisfério Norte, estando ausente em determinadas ilhas (ex. Islândia) e zonas de climas extremos (ex. algumas regiões da Sibéria). Em Portugal a espécie está presente em todo o território de forma generalizada e uniforme não ocorrendo no arquipélago dos Açores e da Madeira.
Habitat: A raposa utiliza um grande espectro de habitats. Habita preferencialmente zonas de matagal, floresta e campos agrícolas, mas pode ser encontrada em ambientes subárticos e desérticos. Ocorre desde o nível do mar até alta montanha e pode frequentar zonas urbanas.
Guilde Trófica: Carnívoro
Estatuto de proteção: Pouco Preocupante (LC) em Portugal e a nível global
Ameaças: Perseguição directa, nomeadamente caça ilegal e envenenamento; Atropelamentos; Destruição e fragmentação do habitat.

Descrição Geral
A sua longevidade em estado selvagem oscila entre os 9 e 13 anos de idade, embora seja frequente não atingirem estas idades devido a mortalidade não-natural (ex. atropelamentos, envenenamentos e pressão cinegética).

Reprodução
A maturidade sexual ocorre habitualmente no primeiro ano de vida, porém em zonas com elevada densidade populacional pode ocorrer mais tarde. O período de acasalamento decorre de Dezembro a Fevereiro, nascendo as crias entre Março e Maio, após 52 dias de gestação. As crias nascem cegas e abrem os olhos nas primeiras semanas de vida. Ambos os progenitores participam nos cuidados parentais. Até aos 6 meses apresentam uma pelagem parda e escura, sendo que após este período adquirem a coloração típica da pelagem dos adultos. As crias ficam independentes entre Setembro e Dezembro.

Ecologia alimentar
A grande capacidade adaptativa da espécie está intimamente ligada à flexibilidade da sua dieta. É uma espécie omnívora e oportunista que tende a alimentar-se dos recursos mais abundantes no seu território. Os roedores são presas típicas, nomeadamente o ratinho-do-campo. O coelho pode ser também uma presa frequente, principalmente durante a época de criação e na região Sul da Península-Ibérica onde é mais abundante, uma vez que permite ter grandes ganhos energéticos. O consumo de coelho nas regiões de Espanha onde o lince-ibérico está presente leva por vezes a competição das duas espécies pelo mesmo alimento, sendo a raposa por vezes morta pelo lince. A raposa consome também frequentemente frutos diversos e insectos (ex. escaravelhos) bem como outros vertebrados (insectívoros, aves, répteis e anfíbios). A espécie pode ainda recorrer à necrofagia, nomeadamente de animais domésticos como a cabra e a ovelha. Nos ambientes urbanos em que está presente, podem frequentar lixeiras.

Organização social
A espécie é territorial e organiza-se em núcleos familiares. Estes grupos são usualmente constituídos por um macho que lidera uma a quatro fêmeas. A marcação territorial é feita habitualmente através da deposição de excrementos em locais proeminentes bem como marcações de urina. O tamanho do território de cada núcleo familiar é variável e habitualmente está condicionado à disponibilidade de alimento. Em Portugal existem registos de territórios que variam entre 1.8 e 2.5km2.

Comportamento
Embora maioritariamente nocturna, a espécie pode estar activa durante o dia, nomeadamente no Sul da Europa e em áreas que apresentam reduzida perturbação humana bem como no período do ano em que as noites são mais curtas. A actividade diária da espécie é maioritariamente dedicada à caça de presas e à defesa do território, podendo diariamente percorrer 10km. Ao contrário do que acontece com o lobo-ibérico, que tende a caçar em grupo, o comportamento de caça é tipicamente solitário. A aproximação às presas é feita de forma silenciosa e discreta, quando suficientemente perto tende a saltar por cima da presa para a capturar. A raposa tende a utilizar tocas, por si escavadas ou escavadas por outros (ex. coelho ou texugo Meles meles) que utiliza para se abrigar e esconder de predadores.

Medidas de Conservação
Em Portugal a espécie está incluída no Anexo D da Convenção de CITES, contudo pode ser legalmente caçada em Portugal segundo a lei da caça (in Decreto-Lei nº227-B/2000 de 15 de setembro). Podem ser aplicadas à espécie, práticas de controlo de predadores em zonas de regime especial e sob autorização.

web grafia www.naturdata.com

 

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

85 Logged Visits

Found it 68     Didn't find it 2     Write note 5     Archive 2     Unarchive 1     Temporarily Disable Listing 2     Enable Listing 2     Publish Listing 1     Update Coordinates 1     Post Reviewer Note 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 15 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.