Skip to content

Flora Alentejana - O Sobreiro II Traditional Geocache

Hidden : 02/21/2015
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Flora Alentejana - O Sobreiro II

Esta foi a terceira geocache da zona da Cabeça Gorda, freguesia de Beja, criada pelo Kortez em 6 de Abril de 2011 com o código GC2R236. Faz parte de um conjunto de geocaches que darão a conhecer a flora na zona da Cabeça Gorda.


O Sobreiro é uma das espécies mais importantes da zona  mediterrânica, constituindo as áreas de sobreiros um tipo característico de sistema agro-florestal, denominado montado de sobro.

 O aproveitamento e utilização do Sobreiro é total: a exploração da cortiça, dos frutos (bolotas), a madeira para lenha e carvão, a caça existente nos montados, aproveitamento dos solos para pastagens e/ou cereais de sequeiro.

 A importância económica é indiscutível e resulta principalmente do facto de Portugal deter mais de 55% da produção mundial de cortiça. De acordo com os dados do Instituto Florestal, estima-se que a produção anual nos últimos anos seja de 35 mil toneladas de cortiça virgem e de 135 mil toneladas de cortiça amadia.

 Os montados de sobro apresentam também uma elevada importância ecológica, em grande parte devido à estabilidade deste tipo de ecossistemas. Esta importância verifica-se especialmente pela manutenção de uma elevada diversidade biológica e pela conservação de uma herança cultural associada a estes ecossistemas.

 Quando se fala do Montado de Sobro não nos podemos esquecer dos problemas sociais e culturais que a substituição de sobreiros poderia acarretar. Será mais um factor para acelerar a desertificação do Alentejo, pois a exploração dos povoamentos de sobro, exige a presença de homens, contribuindo deste modo para a fixação da população rural.

 Características

- GERAL: Árvore de porte mediano que pode atingir 20 m de altura com copa ampla e pouco densa. O tronco tortuoso é ramificado em grossas pernadas e revestido por casca acinzentada, algo enegrecida, espessa e fendida: a cortiça. As folhas são persistentes.

- FLORES: Floração de Abril a Junho e parcialmente no Outono. As flores masculinas no extremo dos raminhos do ano anterior e as femininas na parte superior do raminho do ano, ambos em amentilhos verde-amarelado.

- FRUTO: A bolota, oval comprido com ponta coberta de veludilho, atinge a maturação no Outono, evoluindo de verde a castanho-avermelhada na maturação, com uma cúpula coberta de escamas triangulares, curtas e imbrincadas. Frutifica desde os primeiros anos.

- CASCA: Ritidoma suberoso grosso e gretado - Cortiça - tornando-se liso e amarelado ou avermelhado nos troncos descortiçados.

- ECOLOGIA: É chamada uma 'árvore de plena luz'. Tolera climas com períodos estivais secos e pluviosidade baixa, aprecia no entanto um teor médio de humidade do ar e do húmus, suportando mal as geadas; desenvolve-se bem em todos os solos de textura leve a média e pH ácido ou neutro, mas evita os calcários. Não vai além dos 500 m de altitude. Renova bem pelo cepo. Vive cerca de 300 anos.

- DISTRIBUIÇÃO: Originária do Oeste da Região Mediterrânica: Portugal, Espanha, França, Itália, Argélia e Marrocos. É uma árvore comum em todo o País, com grande frequência a sul do Tejo onde surge na forma de montados, e esporádica no Norte. Ocupa extensos povoamentos, na parte Oeste do Alentejo, bacia do Tejo e a terra quente de Trás-os-Montes. Está frequentemente associada à azinheira e ao carvalho cerquinho, mas também existe em matas estremes (onde só habita uma espécie) - montados de sobro. Os 'montados de sobro', como 'os montados de azinho', encontram-se geralmente em associação com uma outra cultura ou pastagem. Existe também em povoamentos mistos com azinheiras.

- UTILIZAÇÃO: Muito importante pelo valor comercial da cortiça. Oferece uma boa protecção dos solos e é um precioso aliado na luta contra os incêndios, devido à sua fraca cobertura sub-arbustiva.

- OUTRAS: Em termos ecológicos a cortiça apresenta uma importância muito grande, já que por um lado protege a árvore do fogo e por outro serve de abrigo a inúmeros animais, sobretudo insectos e plantas: musgos, líquenes e até algas microscópicas. Para além da cortiça, os montados de sobro têm um grande valor económico: a glande, alimento do gado suíno, a madeira e a lenha, para queimar directamente ou fazer carvão, por fim, o entrecasco de onde se extraem os taninos.

Fontes

http://arvoresdeportugal.free.fr/IndexArborium/FichaSobreiroQuercussuber1.htm

http://giesteira.no.sapo.pt/o_montado.htm




This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

CG: Ab ybpny unovghny... RA: Va gur hfhny cynpr...

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)