Skip to Content

<

#36 Rota do Gondramaz - Bónus

A cache by D1N12 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 04/12/2015
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
2 out of 5

Size: Size: large (large)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation





Gondramaz

Subindo a serra, temos o Gondramaz. Trata-se de uma aldeia de xisto que se mostra de uma forma envergonhada através da vegetação, e onde o tempo parece ter parado. A sensação é esmagadora. Todos os sentidos são estimulados. A visão é imaginária. Parece que estamos a caminhar sobre os telhados.

A sinalética indica-nos os pontos de referência da aldeia e dá-nos a conhecer os seus segredos. A audição é no gosto delicioso das castanhas que caíram dos castanheiros.
estimulada por um som forte, emitido pelo canto dos pássaros, pelas folhas que escorregam pelo chão ao sabor do vento, pelas asas das abelhas. O cheiro é encantador, a um odor de verde da natureza. O sabor está envolto
Envolvendo a aldeia, desenvolve-se o percurso pedestre do Gondramaz. Trata-se do primeiro percurso do país acessível a invisuais e a pessoas com mobilidade reduzida.



Visitada a aldeia, convidamos-lo a percorrer a pé os caminhos da serra. Durante a subida, apercebemos-nos de vários pontos de miragem sobre a vila e das encostas das montanhas, carregadas de uma beleza rara de vegetação que vai envolvendo a íngreme depressão até ao sopé, terminando numa euforia de verde. A fauna, esconde-se no embrenhado da flora, mostrando-se aqui e ali de uma maneira tímida. Veados e javalis dividirão com o aventureiro os caminhos pedonais que se abrem diante dos seus olhos e que os guiam neste passeio pedestre. Chegados à cumeeira, abre-se aos nossos olhos, uma pintura dos deuses. As elevações e as depressões, com várias tonalidades de verde, desenhando toda uma paisagem que parece não ter fim.


O percurso continua, sobre caminhos de terra batida, encaminhando-nos, em descida, à aldeia abandonada do Cadaval. Integrada nas Aldeias de Xisto, um recanto privilegiado pela natureza envolvente, que o tempo e a vida nas cidades deixaram, praticamente, ao abandono. Todavia, no sítio onde hoje se avistam ruínas e resquícios de casas de xisto, veremos, dentro de cerca de três anos, uma aldeia renovada, com casas para habitação, espaços de lazer e valências que providenciam um pequeno paraíso, a cerca de 10 minutos da vila e 25 minutos de Coimbra. Um exemplo magnifico da típica aldeia serrana.



Embora abandonada e vítima de um grande incêndio que a devorou, a aldeia ainda guarda o testemunho de ruelas e de paredes em xisto que encerravam as inúmeras casas. A paisagem convida ao descanso e à contemplação.


Concelhos e normas a ter em conta


- Use calçado e vestuário apropriado para a caminhada, são 17Km's, vai ser muito necessário cuidado nos trilhos;

- Todo o ano, aconselhando-se alguma precaução no Inverno e em dias de chuva, podendo o piso tornar-se escorregadio;

- Preste especial atenção à sua alimentação e hidratação;

- Não abandone o lixo ou outros vestígios da sua passagem. Leve-o até ao respectivo local de recolha. Pratique CITO!

- Deixe a natureza intacta. Evitar fazer ruídos desnecessários. Não recolha plantas, animais ou rochas.

-Não fazer lume! A Floresta agradece e todos nós ganhamos com isso.
Tirem muitas fotos e partilhem!

O percurso na sua maioria é constituído por um trilho sempre por perto da linha de água, caminho muito bonito, aconselhado a toda a família.

Não se devem esquecer da máquina fotográfica, pois não vão faltar motivos para trazer como lembrança.








A caminhada

Temos o prazer de convidar a todos os que gostam da natureza, de aldeias históricas, e de excelentes paisagens, para uma pequena "grande" caminhada, circular, com cerca de 14 km's na sua extensão total, com início no Gondramaz, com passagem obrigatória pela aldeia abandonada do Cadaval, descendo até ao parque de merendas da Chapinha e assim subindo novamente à aldeia do Gondramaz pela linha de água. Percorrer este trilho é também uma viagem no tempo, ao recordar o trajeto feito diariamente pelos moleiros que por ele acediam aos vários moinhos de água que se encontram por aqui. A frondosa vegetação que envolve quase todo o caminho e a companhia da ribeira com algumas das suas cascatas tornam este percurso numa agradável opção, principalmente nos dias mais quentes do ano.

Um especial agradecimento pelas palavras de incentivo na realização deste evento\projeto ao camarada difus3, companheiros e amigos. Gratos pela visita.



Acerca da Cache





A cache não se encontra nas coordenadas publicadas.Para obter a coordenada para esta cache terá de encontrar ao longo da rota seis números para completar a coordenada, sendo que a coordenada é a seguinte: N 40° 03.ABC W 008° 16.DEF .


I ROTEIRO DO GONDRAMAZ



II ROTEIRO DO GONDRAMAZ




Para se encontrar esta cache não é obrigatório seguir este percurso, mas é muito mais fácil se esta for a opção. A cache não se encontra em muros de pedra, ou perto deles, pelo que não vale a pena procurar, mesmo que esse pareça o local mais bonito, não está lá.


Additional Hints (Decrypt)

Tbaqenznm

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



 

Find...

136 Logged Visits

Found it 112     Didn't find it 2     Write note 12     Temporarily Disable Listing 4     Enable Listing 4     Publish Listing 1     Owner Maintenance 1     

View Logbook | View the Image Gallery of 421 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.