Skip to content

<

Campânula do rebanho

A cache by D1N12 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 07/17/2015
Difficulty:
2.5 out of 5
Terrain:
2.5 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:




CHIQUEIRO

Apenas um casal de habitantes e o seu numeroso rebanho parecem contrariar a sensação de que aqui o tempo parou há muito. A aldeia é delimitada por duas pequenas linhas de água e dissimulada pela frondosa vegetação que a envolve. Possui malha urbana simples, basicamente organizada por duas ruelas íngremes ladeadas pelo casario. O material de construção predominante é um xisto escuro, de aparelho tosco e, à exceção da capela, nenhum outro edifício é rebocado. A envolvente florestal e a fauna que a povoa tornam-na num ponto de partida de eleição para caminhadas de descoberta. Trata-se de uma zona húmida de elevada riqueza natural, encontrará locais com grandes vistas panorâmicas. Pela variedade e extrema riqueza da sua fauna e flora, insere-se na Rede Natura, uma rede europeia de sítios protegidos que assegura a biodiversidade, conservando e restabelecendo habitats naturais, plantas e animais selvagens de forma a manter as características típicas dos locais. .
As aldeias de xisto, a serra, os caminhos íngremes e estreitos compunham a paisagem das gentes serranas. Por estes velhos caminhos se uniam as aldeias dispersas nas vertentes da serra, se chegava aos socalcos cultivados, aos soutos, ou aos moinhos escondidos nos meandros das ribeiras. Por eles se descia à vila para negociar o carvão produzido na serra

No passado, os caminhos estavam intimamente ligados ao dia-a-dia da população das aldeias serranas, por serem um meio de comunicação com as populações vizinhas e o único acesso às suas fontes de subsistência. A desertificação levou ao abandono dos caminhos que lhes retirou a sua melhor manutenção: a de serem caminhados. Hoje, alguns destes caminhos são ainda usados pelos poucos habitantes das aldeias, mas os caminheiros são os principais agentes na revitalização destes percursos.
Situada na vertente ocidental da Serra da Lousã, a paisagem que envolve o Chiqueiro é uma obra de arte da Natureza. Pelos passos de uma caminhada há uma fina acústica que nos desperta todos os sentidos.

Na década de 1990 foram reintroduzidos cervídeos, nomeadamente veados (Cervus elaphus) e corços (Capreolus capreolus) como também foi introduzida a Cobra-bastarda e uma única víbora. A mordedura por víboras é um acontecimento de tal modo raro, que não justifica preocupações de maior. É possível que, por vezes, surjam confusões com as inofensivas Cobras-de-água, pois estas, para sua defesa, tem um aspecto e comportamento que imita as víboras, podes encontrar estes dois exemplares na Serra da Lousã, vivendo em total liberdade.

A FAUNA E FLORA

IMPLANTAÇÃO: Localizado na vertente Ocidental da Serra da Lousã, o Chiqueiro tira partido de uma zona de declives menos profundos.

Fauna

Melro-d’água, dom-fafe, petinha dos campos, aves de rapina (açor, gavião, águia-de-asa-redonda), corujas, mochos, peneireiros-de-dorso-malhado. Mamíferos: o melhor período do dia para a sua observação é o nascer ou o pôr do sol. Pequeno porte: doninha, gineto, raposa, lontra, coelho, lebre. Grande porte: javali, corso, veado. Anfíbios: podem ser encontradas sob a vegetação, no solo húmido, nos locais mais sombrios. Salamandra lusitânica, rã, rela, trintão. Répteis: classe indispensável aos ecossistemas existentes. Hibernam no Inverno e podem ver-se ao sol nos dias mais quentes. Cobra-bastarda, cágado, lagartixa, sardanisca , osga, víbora-cornuda, lagarto-de-água.


Flora

Vegetação autóctone: coberto vegetal tipicamente mediterrâneo (carvalho português, sobreiro, medronheiro e plantas odoríferas). Vegetação introduzida pelo Homem: pinheiro bravo, pinheiro silvestre, pinheiro negro, acácia, mimosa, cedro do Buçaco, abetos, cedros do Atlas, eucalipto e folhosas diversas. Vegetação nos cumes mais elevados e vertentes de ribeiras: formações do tipo mato (urzais, carquejais, tojais e giestais)


A cache

Esta geocache é composta apenas por um ponto físico de obrigatória passagem, sendo o container final.

•O container pode colocar à prova a destreza física do visitante, encontrando-se ainda assim acessível. Este contem logbook, stashnote, material de escrita e itens para troca.Preservem os containers mas acima de tudo preservem a natureza.

• Deixem tudo como encontraram ou então um pouco melhor(não remover os muros e pequenas marcações em pedra que se encontram pelo percurso) .

•Não se preocupem só em fazer a cache, apreciem o local, socializem com os habitantes e expliquem para o que vão. Tirem fotos para mais tarde poderem colocar no log sem comprometer os locais onde esta escondido o contentor..


Flag Counter

Additional Hints (Decrypt)

[PT] cnen, crafn r rfphgn
[ENG] fgbc, guvax naq yvfgra

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)