Skip to content

This cache has been archived.

btreviewer: Esta geocache foi arquivada por falta de uma resposta atempada e/ou adequada perante uma situação de falta de manutenção.
Relembro a secção das Linhas de Orientação que regulam a manutenção das geocaches:

O dono da geocache é responsável por visitas à localização física.

Você é responsável por visitas ocasionais à sua geocache para assegurar que está tudo em ordem para funcionar, especialmente quando alguém reporta um problema com a geocache (desaparecimento, estrago, humidade/infiltrações, etc.), ou faz um registo "Precisa de Manutenção". Desactive temporariamente a sua geocache para que os outros saibam que não devem procurar a geocache até que tenha resolvido o problema. É-lhe concedido um período razoável de tempo - geralmente até 4 semanas - dentro do qual deverá verificar o estado da sua geocache. Se a geocache não estiver a receber a manutenção necessária ou estiver temporariamente desactivada por um longo período de tempo, poderemos arquivar a página da geocache.

Se no local existe algum recipiente por favor recolha-o a fim de evitar que se torne lixo (geolitter).

Uma vez que se trata de um caso de falta de manutenção a sua geocache não poderá ser desarquivada. Caso submeta uma nova será tido em conta este arquivamento por falta de manutenção.

btreviewer
Geocaching.com Volunteer Cache Reviewer
Work with the reviewer, not against him

More
<

A vingança

A cache by GeoCadaval Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 01/15/2016
Difficulty:
4.5 out of 5
Terrain:
3 out of 5

Size: Size:   small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


.
.
A vingança


Bruno Bolota, era aquele miúdo que ninguém gostava, esse sentimento já vinha desde os tempos de escola.

Bruno tinha o enorme defeito, o de não se esforçar para obter nada, esperava sempre que fossem os outros, a esforçar-se, a trabalhar, a explorar, enfim, só depois do trabalho feito é que Bruno Bolota vinha colher os louros, para proveito próprio.

Bruno Bolota, graças a esse mau hábito de “roubar” ideias alheias, foi conseguindo ao longo da vida, por portas e travessas, subir na vida. Já no colégio Bruno Bolota, seduzia as colegas a troco de apontamentos, copiava nos testes, dando a entender aos professores que teriam copiado por ele, quando algo dava para o torto.

Um grande exemplo disso, foi “roubar” a ideia de um projeto na escola de um amigo, o projeto consistia em montar um sistema elétrico, projeto esse, que Bruno Bolota, teve acesso e copiou todo o projecto do amigo e sem que este soubesse apresentou-o perante toda a turma como se fosse seu, obteve a melhor nota do curso. Escusado será dizer que o amigo de longa data não ficou nada contente, jurou por tudo, que ainda o havia de fazer pagar tal desfeita.

Manuel Carrapiço, o grande amigo que Bruno Bolota traiu, foi sempre passando de ano, acompanhando os inúmeros episódios de mentiras e esquemas que Bruno colecionou, até que as suas vidas tiveram destinos diferentes, Manuel Carrapiço tentou formar-se em Engenharia Eletrotécnica, área pela qual tinha enorme paixão, Bruno Bolota por sua vez, optou pelo caminho mais fácil e forjou um diploma de uma Licenciatura em Jornalismo, fazendo-se passar por recém-licenciado arranjando assim trabalho num jornal local.

Manuel Carrapiço, acabou por seguir carreira de Engenheiro Eletrotécnico, tornando-se o melhor a nível do país. Foi aí que o destino voltou a juntar estes dois amigos.

Bruno Bolota, foi enviado pelo jornal para fazer uma reportagem, acerca de um grande Engenheiro natural do Cadaval, de seu nome Manuel Carrapiço, que voltava à sua terra, para efetuar uma palestra na sua área.

Mais uma vez Bruno Bolota, com a sua enorme “lata”, usou a sua amizade de infância com  Manuel, para conseguir um exclusivo para o seu jornal. Manuel ao rever o ex-amigo, garantiu-lhe que em nome da amizade entre ambos, o exclusivo seria dele, convidando-o até, para passar alguns dias com ele, fazendo um especial da vida do grande Engenheiro Carrapiço. Mostrou-lhe como a sua vida era boa, grandiosa, vivia sem dificuldades, abonado financeiramente e tinha uma vida que qualquer um sonhava ter, sobrando-lhe agora tempo para os seu “hobbies”, entre os quais o Geocaching. Foi este tema que prendeu a atenção de Bruno Bolota, uma novidade, algo que ninguém ainda sabia o que era, algo que lhe podia dar protagonismo, Bruno tinha de saber mais sobre este jogo, tinha de ser o melhor, foi aí que começou a fazer perguntas a Manuel Carrapiço, assim como quem não quer a coisa, foi tirando “nabos da púcara”, com o passar dos tempos. Bruno começou a acompanhar Manuel na busca das caches, sempre com a mesma tática esperava que Manuel fosse sozinho esconder uma cache, seguindo-o, via onde ele escondia a cache, depois à boa maneira que já habituara todos os que o conheciam desde pequeno, ía sem resolver o Enigma, direto ao local da cache fazendo-a, com este esquema Bruno tornou-se um dos jogadores com mais caches Mistério do país.

Numa das saídas para esconder uma cache Mistério e sabendo que estava a ser espiado por Bruno Bolota, Manuel Carrapiço punha em prática a sua vingança.

Para saberem que vingança foi essa, terão de fazer esta cache, depois perceberão a moral da história.

Espero que gostem.

Devem levar um telemovel, com leitor de QR Code e dados móveis. 
Paciência também é necessária.

***************************************
A cache não está nas coordenadas publicadas
para chegar a ela terá que completar a seguinte coordenada

************************************************


--------------------------------------------







 


Additional Hints (Decrypt)

Graunz cnpvêapvn

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.