Skip to content

<

Fajã do Sanguinhal

A cache by David Santos 87 Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 05/08/2016
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
4 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Translation

Fajã do Sanguinhal

A descrição desta cache faz me lembrar um log dos que mais prazer dão fazer.

Carro estacionado nas coordenadas indicadas a cerca de 500 metros de altitude seguimos até ao WP1 onde iniciamos a subida até aos 900 metros de altitude sempre pelo trilho marcado.

Este caminho poderá ter alguma agua a correr.

Após chegarmos a esse ponto mais alto do trilho começamos a descer até chegarmos ao WP2 onde uma grande pedra servirá de referencia durante o caminho.

Aqui a paisagem é deslumbrante, mas a descida continua pelo trilho abaixo até chegarmos aos WP3 onde temos o primeiro olhar sobre a mítica Fajã.

Continuamos pelo zigzag do trilho abaixo até chegarmos a uma ribeira.

Após um pequeno descanso no fresco da ribeira seguimos um pouco pela mesma até ao WP4 onde se deve procurar maneira de subir ao trilho que agora se encontra na margem esquerda e continuar pelo mesmo até ao WP5 onde se encontra uma bela obra feita pelo homem, uma ponte de arco.

Continuamos pelo trilho abaixo e encontramos o antigo posto de leite no WP6.

Seguimos pelo trilho abaixo em direção ao WP7 e antes de chegarmos ao fim da ribeira podemos apreciar uma queda de agua a nossa direita.

Já no WP6 podemos descansar, comer qualquer coisa e recuperar o folego para explorar a fajã abandonada.

Uma das Fajãs mais remotas da ilha de São Jorge. Esquecida desde 1980 pelo abandono da sua população, devido ao sismo de 1 de Janeiro. Os seus habitantes viviam do que a natureza lhes oferecia, pesca, agricultura e o pastoreio. Faziam deste local uma fajã auto subsistente assim como a Fajã Redonda. Estas fajãs estão localizadas na costa Norte da ilha de São Jorge, junto ao mar.

 Na Fajã do Sanguinhal, existiram antigamente bastantes casas habitadas. Devido ao abandono a que os donos as votaram, estão praticamente todas em ruínas. Os habitantes desta fajã criavam gado, que estava nas pastagens de altitude durante o Verão e era recolhido para a fajã no Inverno, sendo então alimentado com folhas e pequenos ramos de incenseiro colhidos nas proximidades. Para além da ribeira que faz a divisão com a fajã Redonda, corre a Ribeira do Sanguinhal em cujas poças cresce muita enguia. A água das seis fontes que aqui brotam corre até às últimas pastagens do Sanguinhal, deixando as pastagens encharcadas e sempre cheias de erva fresca.

Descendo a praia seguimos até ao WP8 onde entramos no interior da zona habitacional e seguimos pelo trilho engolido pela natureza até ao WP9.

No WP9 seguimos pela esquerda pois em frente o caminho está alagado de agua.

Passamos junto de algumas ruinas em direção ao WP10 onde continuamos pela praia até ao inicio da ribeira no WP11.

Pedra após pedra chegamos junto do maravilhoso WP12 uma bela ponte de arco com uma cascata como fundo.

Subimos pela esquerda da ponte, viramos para o lado da ponte e apanhamos o trilho a esquerda da ribeira que nos leva até a cascata principal.

A esquerda da cascata temos que subir um pouco para encontrar a cache, a recompensa final de todo este esforço.

Aqui podem refrescar-se nestas belas aguas.

Após este belo passeio retomamos ao WP7 onde descansamos um pouco antes de iniciarmos a dura subida de regresso.

Podem voltar pelo mesmo local ou podem voltar por outro local (por onde nós subimos) de extrema beleza e com uma vista espetacular para a Fajã da Caldeira de Santo Cristo Passando também pela abandonada Fajã do Redondo.

Este trilho de subida é mais complicado de marcar com waypoints pelo que facultarei o track em gpx a quem o quiser.

Seguimos por um trilho com 3200 degraus, encrostados num cerro entre a Fajã Redonda e a ribeira com o mesmo nome. Este foi outro dos acessos que os antigos habitantes utilizavam diariamente para transportar a nata do leite, que extraiam nestas fajãs e vendiam às cooperativas da costa Sul.

Após terminarem os degraus a subida ainda não acabou mas fazemos um pequeno desvio para um autêntico postal ao vido da Fajã da Caldeira de Santo Cristo.

Voltamos ao trilho, aqui pouco visível, apenas por algumas marcações antigas de fitas brancas.

Continuamos a subir e ao chegarmos ao cume da ilha, temos uma vista privilegiada para a costa Norte, com a Fajã da Caldeira de Santo Cristo em destaque

Seguimos por um trilho paralelo ao vale que dá acesso à Fajã da Caldeira de Santo Cristo, numa cota superior, que nos levará ao final deste percurso pedestre.

Depois de chegarmos a estrada ainda teremos que percorrer uma distancia considerável até ao parque de estacionamento recomendado ou podem pedir boleia como nós eheheh.

Podem contar por alto com 4 horas para a descida e 4 horas para a subida, variando com a forma física de cada um ou do ritmo do grupo caso assim seja feita a visita.

A melhor forma de visitar esta Fajã é sem duvida com a ajuda de um guia embora a cache tenha bastantes informações de como la chegar.

 

A cache

A cache é um container banal.

Está escondida debaixo de 2 pedras.

Devem subir um pouco a esquerda da cascata.

Podem consultar a foto spoiler pois a recepção do sinal do GPS pode ser fraca com alguns aparelhos.

This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Qrirz fhove hz cbhpb n rfdhreqn qn pnfpngn.

Rfgá rfpbaqvqn qronvkb qr 2 crqenf.

Cbqrz pbafhygne nf sbgbf fcbvyre cbvf n erprcçãb qb fvany qb TCF cbqr fre senpn pbz nythaf ncneryubf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)



Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.