Skip to Content

<

Rota do Cruzeiro - Alminhas16

A cache by Ramiro Pais & Jolimar Send Message to Owner Message this owner
Hidden : 08/18/2016
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size: small (small)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Rota do Cruzeiro – Alminhas 16

Vila Nova de Tazem tem cerca de 2100 habitantes e a sua padroeira é a Nossa Senhora da Assunção. Comemoram-se, ainda, o Santo António, o São João, o São Pedro, a Senhora Santa Bárbara e Nossa Sr.ª de Fátima.

Entre o património edificado devem referir-se a igreja Matriz, as capelas, a estátua do Emigrante, o monumento ao Dr. Joaquim Borges, o museu Paroquial. Oferece, também, inúmeros locais de interesse turístico como o penedo oscilante, a casa dos Mouros, os cadeirões romanos, as antas do Safaíl e do Freixial ou as fragas da Maria do Bento. Há inúmeros edifícios com detalhes, como os beirais de madeira e os balcões em granito, que não dispensam que se percorram a pé as ruas da vila, numa demorada visita.

Teve foral de D. Manuel, enquanto incluída no concelho de Casal. Esteve ligada a importantes momentos do nosso passado comum, e muitos Vilanovenses participaram em ocasiões determinantes da História de Portugal.

Há uma diversidade de instituições e coletividades com funções de solidariedade, humanitárias, culturais, desportivas, cívicas e de lazer, que são um reflexo da dinâmica da vida social e económica desta dinâmica freguesia de Vila Nova de Tazem.

A sua história nem as neves dos Invernos nem o pó dos tempos conseguirão jamais apagar. Localiza-se no sopé da Serra da Estrela, na parte ocidental, um pouco distante da margem Sul do rio Mondego.

Vila Nova ufana-se de antiga, talvez tenha cerca de 800 anos de existência. Deve ter surgido na altura do repovoamento após a ocupação muçulmana e Reconquista Cristã, nos séc. Vll-VllI na então abandonada Çafail. A velha Çafail, no sitio denominado Fero Moleiro a 500 m da . Nova Vila I, cuja fundação podemos situar cinco séculos antes de Cristo, havia-se despovoado. Assim, infere-se que o povoamento deve remontar a épocas muito além da romana, visto nas imediações haverem sido encontradas fortificações castrenses e edificações do tipo dolménico.

Com vários determinativos, foi Vila Nova apelidada através dos tempos.

Entre os factos do passado dignos de menção histórica, há o que se refere às Invasões Francesas, por aqui passaram as tropas de Napoleão. Em 1811, o exército de Messena, quando retirava de Torres Vedras, pela ponte da Murcela, onde travou renhido combate, atravessou esta freguesia. Os habitantes desta terra fugiam. Estes bárbaros roubaram objetos valiosos da Igreja Matriz pratas, três lâmpadas, cruzes processionais. turíbulos, vasos sagrados, alfaias, etc. Igualmente, esta freguesia sofreu em 1810, quando por aqui estacionou o exército anglo-luso, esperando o exército Francês, pois, por aqui acampou durante muito tempo, uma divisão Inglesa. Em 1826 estiveram, também, nesta freguesia o batalhão Académico e as milícias de Coimbra forças que faziam parte do general Claudino.

Deixando os recuados tempos dos forais e invasões passaremos a citar Vila Nova de Tazem nos finais do sec. XIX e em pleno sec XX.

Em 20/10/1894 é lançada a primeira pedra do esbelto e gracioso templo, Igreja Matriz de estilo neo-gótico, cuja inauguração ocorre na Semana Santa de 1903. No seu coro, encontra-se um monumental órgão de tubos com pedaleira. Dizem ser obra de um filho de Vila Nova. Fernando Rodrigues Lourenço.

Em 11/07/1898, graças ao prestigio político e social do Dr. Joaquim Borges, miguelista ferrenho, Vila Nova foi dotado com um funcional edifício para os correios.

Em 1907, o professor Pe Joaquim Vaz dos Santos funda a Caixa Económica Escolar para as crianças pobres.

No dia 29/O6/1914 é inaugurada iluminação pública.

Três chafarizes, inestimavél beneficio para a população da época, são inaugurados em 1916.

Em 1920, fundava-se o Centro Católico, onde se filiam muitos Vilanovenses, e também a Cantina Escolar.

Em 1922, dão-se por terminadas as obras de pedreiro do Hospital D. Maria Cândida. construído a expensas desta benfeitora.

Em 1932, inaugurou-se a cabine telefónica.

Em 20/06/1935 é fundado o Clube de Futebol "Os Vilanovenses", filial nº 20 do Belenenses.

Constituiu melhoramento de vulto a construção da Adega Regional do Dão, inaugurada em 8/10/1939, com capacidade para 1.600.000 litros.
Em 1966 entra em funcionamento a Adega Cooperativa de Vila Nova de Tazem.
Em 1965 são fundados os Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Tazem, e nos últimos anos da década de setenta é constituído o novo quartel sendo a sua inauguração a 4/05/1980.

Em 1979 começa a funcionar a Caixa dl: Crédito Agrícola Mútuo.
No dia 01/01/1984, é apresentada em público depois de algumas dezenas de anos de interregno, a Banda Filarmónica de Vila Nova de Tazem, cuja fundação data de 1863.

No mesmo ano, começa a funcionar o Ciclo Preparatório, em substituição da Tele- Escola.

Vila Nova de Tazem é elevada a Vila em 15/12/1987

O aparecimento dos Cruzeiros remonta aos primeiros séculos do cristianismo. Procurou-se cristianizar todos os sítios e monumentos pagãos. A cruz era o símbolo usado para levar a cabo o processo de cristianização.

A cruz “é sempre o símbolo do triunfo eterno sobre a morte”. Locais protegidos eram aqueles onde ela figurasse.

Para muitos a cruz é, de uma forma singela, enigma do cosmos, da vida e da morte, é o centro geométrico sobre o qual rodopia o compasso que traz as cosmografias, as sínteses elementares do tempo cósmico.

A cache pertence á Rota do Cruzeiro, um conjunto de caches que oferecem um percurso agradável de aventura e descoberta desta localidade. O percurso tem cerca de 20 Km, 6 dos quais em percurso pedestre ou com veículo TT.

Sejam cuidadosos e manuseiem os containers com cuidado. Deixem tudo como encontraram ou ainda melhor. Podem e devem publicar fotos mas não o façam de forma a desmascarar os containers e/ou os seus esconderijos. Nos vossos registos sejam discretos e não revelem demasiados pormenores sobre a cache, para que se mantenha a surpresa aos próximos visitantes.

Durante o percurso devem recolher as pistas para alcançarem a Bonus.

Additional Hints (No hints available.)



 

Find...

97 Logged Visits

Found it 91     Temporarily Disable Listing 1     Enable Listing 1     Publish Listing 1     Needs Maintenance 1     Owner Maintenance 2     

View Logbook | View the Image Gallery of 3 images

**Warning! Spoilers may be included in the descriptions or links.

Current Time:
Last Updated:
Rendered From:Unknown
Coordinates are in the WGS84 datum

Return to the Top of the Page

Reviewer notes

Use this space to describe your geocache location, container, and how it's hidden to your reviewer. If you've made changes, tell the reviewer what changes you made. The more they know, the easier it is for them to publish your geocache. This note will not be visible to the public when your geocache is published.