Skip to content

Fumarolas? Águas Quentes? Rochas Magmáticas? EarthCache

Hidden : 08/08/2017
Difficulty:
2 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   other (other)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Para poderes efectuar o registo de found nesta EarthCache, deverás visitar o local das coordenadas publicadas e, enviar para o email do owner da EarthCache, as respostas correctas às seguintes questões:

1  - Poderá ser este vale a vertente de um Vulcão? (Resposta pessoal) 

2 - Quantas grandes pedras gigantes de granito constituidas por feldspatoe quartzo consegues identificar?

3 -  Calcular a área que abateu devido às águas, identificada como ponto 1, pode ser deslumbrada a partir das coordenadas principais publicadas.

4 -  Visitar a Fonte de águas sulfurosas/sulfúreas, no tanque e descobrir quantos são os canais a largar águas na ribeira das cestas.

5 -  Visitar as Termas de Caldas de Arêgos ou descobrir 5 (cinco) doenças ou males que se podem curar com os benefícios destas águas

NOTA: Podem realizar/descobrir estas respostas em modo trekking, trail, BTT ou com veículos, identifiquei v´ários trilhos que podem usar para realizar o percurso Penedo de São João - Caldas de Arêgos, a distância é aproximadamente 5 quilómetros, ida e volta 10 quilómetros.

Não é necessário esperares pela autorização do owner da EarthCache para registares o found.
Depois de enviares o email com as respostas, podes registar o found.
Se o email com as respostas não for recebido ou estas estiverem incorrectas, o registo de found será apagado.

Fumarola (do latim fumus, fumo) é uma abertura na superfície da crosta da Terra (ou de outro qualquer corpo celeste), em geral situada nas proximidades de um vulcão, que emite vapor de água e gases tais como dióxido de carbono (mofeta), dióxido de enxofre, ácido hidroclórico, e sufureto de hidrogénio.

A designação sulfatara, do italiano “solfo”, enxofre (via o dialecto siciliano), é dada às fumarolas que emitem gases sulfurosos. As fumarolas podem ocorrer ao longo de pequenas fissuras ou de zonas de fracturas das rochas, formando alinhamentos, ou em zonas de fractura, tais como caixas de falha, formando por vezes extensos campos de fumarolas.

Um bom exemplo de actividade fumarólica extrema é o famoso Valley of Ten Thousand Smokes, que se formou durante a erupção de 1912 do vulcão Novarupta no Alasca. Inicialmente existiam milhares de fumarolas nas cinzas em arrefecimento, mas ao longo do tempo a maioria foi-se extinguindo com o arrefecimento dos materiais.

As fumarolas podem persistir durante décadas ou séculos se estiverem localizadas sobre uma fonte de aquecimento de longa duração, ou desaparecer rapidamente se estiverem associadas a materiais vulcânicos que percam rapidamente calor.

Em todas as regiões vulcânicas são comuns as fumarolas, muitas vezes associadas a geysers e a outras manifestações de termalismo. A intensidade dos gases libertados, e a sua visibilidade, variam muito em função do estado de recarga dos aquíferos, da humidade relativa do ar (que pode tornar o vapor emitido bem mais espesso) e da maré terrestre, entre muitos outros factores. Assim, é comum notarem-se grandes variações diárias e sazonais no funcionamento das fumarolas sem que tal indicie qualquer alteração nas condições do vulcanismo local.

A primeira referência às águas de Aregos vem da Idade Média. Em 21 de Maio de 1102, duas irmãs (Ausenda e Simeona) doavam ao Mosteiro da Alpendurada, duas terras em Aregos, "ao pé das águas cálidas, junto do Douro, no monte erôncio".

" Aregos é notável pelas suas Caldas, da mesma qualidade das das Caldas da Rainha (sulfurosas). Têm a temperatura de 60 graus centígrados próximo à nascente. (...) Da análise feita na Exposição Universal de Paris, em 1867, verificou-se que, em uma amostra extraída no Tanque da Albergaria, a temperatura é de 54 graus centígrados e a do ar exterior, à sombra, é de 16 graus. É de uma perfeita limpidez, com o gosto e o cheiro das águas sulfurosas, em grau muito fraco (...). Nascem na vertente esquerda de um ribeiro chamado das Caldas, próximo à povoação do mesmo nome, a 400 metros da margem esquerda do Douro, onde desagua o mesmo ribeiro. " (1)

Tais desgasificações são constituídas essencialmente por dióxido de carbono CO2 (+/- 95%), gás sulfídrico H2S (+/- 3%), gás sulfuroso SO3, hidrogénio H2, azoto N2, metano NH4 e outros, em percentagens muito baixas.

Em consequência das desgasificações sobreaquecidas e quimicamente agressivas, as rochas/betão circundantes alteraram-se (e alteram-se) em materiais argilosos, associados a minerais secundários, tais como o enxofre em massas e em cristais (de cor amarela), óxidos de ferro (de cor avermelhada), óxidos de alumínio (de cor esbranquiçada).

Geograficamente estas águas sulfurosas/sulfúreas nascem na vertente setentrional da serra de Montemuro, será a serra de Montemuro um antigo Vulcão adormecido?

Dando-nos indicações das análises até então realizadas, o médico Victor Macedo Pinto (Director Clínico das Termas de Caldas de Aregos durante 32 anos), enumerava as do Dr. Lourenço de Azevedo em 1866, que encontrou 0,00235 gr. de H2S por litro e 0,20 gr. de resíduo sólido, e as do Dr. Pinto Valente que defendeu a sua tese sobre a eficácia destas águas, tendo também procedido a análise cuidadosas em 1886, que lhe deram o seguinte resultado:

- Ácido Sulfídrico: 0,00816 gr. por litro;

- Resíduos: 0,29437 gr. por litro.

"É o protótipo das águas sulfúreas, alcalinas-fluoretadas, hipotermais e hipossalinas. Pelos gazes dissolvidos e pelos espontâneos é também azotada. Dado o abundante caudal comportado em 400 m3 por dia, tem, a despeito do baixo teor de radão dissolvido, uma elevada horo-radioactividade. Por estas e outras razões já referidas, bem merecem as Caldas de Aregos a muita fama de que desfrutam." (2)

Os feldspatos constituem um dos grupos mais importantes dos minerais. São os minerais de maior importância na quase totalidade das rochas magmáticas. Quimicamente, são aluminossilicatos com potássio, sódio e cálcio. Os feldspatos com bário ou estrôncio constituem curiosidades mineralógicas.

Os grandes granitos observados em redor do local conhecido como Penedo de São João, (antigo Castro proto-celta ou Castelo) são uma rocha de granulação grossa geralmente de cor clara composta principalmente de feldspatoe quartzo, que juntos compõem pelo menos 55% da rocha. Quartzo pode variar entre 20-45% e feldspato até 60% do granito.

São os cristais entrelaçados destes dois minerais muito duros (feldspato e quartzo), que dão ao granito a sua força e o torna um bom material de construção. O Granito também tem uma quantidade variável de outros minerais menores, tais como a mica biotite preta, e o horneblenda anfibólio preto, são estes que conferem ao granito a sua aparência de sal e pimenta clássico. A cor do granito pode variar do rosa ao creme, branco e cinza, depende do tipo de feldspato que predomina. O feldspato orthoclase rico em potássio, tem uma cor rosa salmão, enquanto plagioclásio rico em sódio, é branco ou cinza. O granito é classificado como uma rocha intrusiva, formando-se a partir do magma muitos quilómetros abaixo da superfície.

A formação granítica começa quando duas placas tectónicas chocam. Uma das placas é empurrada para debaixo da outra criando uma zona de subducção. As rochas na placa que é puxada para baixo ficam super aquecidas sob a extrema pressão, até aos 1.600 graus C, fundindo-se em magma, que, em seguida, sobe porque é quente e menos denso do que o material circundante. Cerca de 10% do magma será empurrado para a superfície, em erupção como vulcões, onde é rapidamente arrefecido criando uma variedade de rochas de granulação fina como o basalto e a obsidiana.

No entanto, 90% do magma permanece abaixo da superfície, arrefecimento lentamente durante um longo período de tempo, formando desta forma massas irregulares de granito. Consoante o tempo de arrefecimento e a temperatura o granito forma diferentes padrões. Um arrefecimento mais rápido leva à formação de cristais mais pequenos enquanto que, um arrefecimento mais lento permite o desenvolvimento de cristais maiores.

(1) LEAL, Pinho - Portugal Antigo e Moderno.

(2) MAGALHÃES, Jaime de - As Águas Termais de Caldas de Aregos, pág. 10.

Additional Hints (Decrypt)

Rfgn pnpur aãb cbffhv pbagnvare, znf é arprffáevb ivfvgne cryb zrabf b ybpny qnf pbbeqranqnf cevapvcny r nf pbbeqranqnf qb 2º cbagb rz Pnyqnf qr Neêtbf cnen bogre nf erfcbfgnf.

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)