Skip to content

Zona J - E ao fundo... o Tejo (08/11) Mystery Cache

Hidden : 01/26/2018
Difficulty:
3 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


ZONA J

08/11 - Vale Fundão, Bairro da PRODAC e ao fundo… o Tejo

COL

Subsiste no tempo a memória da Quinta do Vale Fundão quando, há 40 anos atrás aconteceu o realojamento de grande parte da população oriunda do Bairro Chinês.

Hoje pode ver-se um grande vale, de onde surgem várias casas no meio do arvoredo, assemelhando-se a uma aldeia, em plena cidade de Lisboa. Do Bairro Chinês mantêm-se as memórias da convivência entre todos, da segurança, – que nada se assemelhava ao que hoje se vive – das festas e brincadeiras. Memórias que ficaram no tempo desde que as famílias se mudaram para o "novo" bairro. Um bairro que trouxe a toda a população uma melhor qualidade de vida, uma vez que no antigo bairro, não existia saneamento básico.

O denominado “bairro chinês”, implementado na Quinta Marques de Abrantes, em Marvila, era um enclave étnico distinto do meio que o envolvia.

Quando o êxodo rural explodiu nos anos sessenta do século passado, Lisboa e arredores não tinham capacidade para acolher condignamente semelhante fluxo migratório. Nessa conjuntura, o espirito perspicaz do “Bombo” aproveitou um terreno devoluto para iniciar uma urbanização clandestina, com vista a alojar familiares, parentes, vizinhos e conterrâneos que diariamente rumavam a sul em busca de melhor sorte. Desta forma, da noite para o dia, surgiu um gueto maioritariamente beirão, fechado sobre si mesmo, criando uma réplica cultural e social das aldeias de onde provinham.

 

O resultado foi uma amálgama caótica de casebres de chão térreo, edificados com tábuas de caixote, forrados a cartão no interior e chapeados a ferrugem para impermeabilizar paredes e telhados. As condições eram precárias, promíscuas, sem água ou saneamento, gelavam de inverno e torravam no verão, mas a abundância de trabalho na capital permitia-lhes ganhar um sustento que não tinham na sua terra, fazendo-os suportar estoicamente as adversidades na construção de um futuro melhor.

Fontes: J.F. Marvila e À descoberta de Montemuro

 

Prodac é um bairro de Lisboa, localizado no Vale Fundão, em Chelas e tem o nome da Prodac-Associação de Produtividade de Auto Construção, Instituição Particular de Solidariedade Social, extinta em 1983, à qual, a Câmara Municipal de Lisboa cedeu, em 1971, a título precário, um terreno para a construção de casas.

 

A Prodac contraiu na altura um empréstimo para o devido efeito, mas foi a autarquia lisboeta quem acabou por pagar o mesmo empréstimo, processando a associação, entretanto, extinta. A partir de 1990, a Câmara Municipal de Lisboa assumiu a gestão do respetivo Bairro.

 

O Bairro foi edificado com mais de 580 fogos para realojar moradores da Quinta das Claras e do Bairro Chinês, habitados por pessoas das Beiras, que tinham vindo para Lisboa à procura de melhores condições de vida.

 

Fonte Wikipédia

ZonaJ_1

 

Situada na freguesia de Marvila em Lisboa, a Zona J de Chelas (atual bairro do Condado) cresceu com a necessidade de alojar pessoas vindas de bairros de barracas que na época sitiavam a periferia da cidade, bem como alojar pessoas das ex-colónias, tendo sido um dos marcos de referência das políticas de realojamento baseadas em bairros de habitação social.

As construções erguidas no bairro, apresentando grandes deficiências do ponto de vista arquitetónico e urbanístico, bem assim como de conforto, sem ligações ao resto da cidade rodoviárias ou de outra natureza, marcaram indelevelmente o destino da então designada ZONA J de Chelas, confinada a uma espécie de gueto isolado do resto da cidade de Lisboa e esquecida durante muitos anos pelas entidades públicas.

Atualmente a situação é bastante diferente e a abertura de vias a norte, Sul, Este e Oeste recentraram o bairro e tornaram-no inclusivo na malha urbana de Lisboa, contribuindo para um menor isolamento do local que hoje se apresenta totalmente transformado desde o início da sua construção em terrenos outrora baldios e povoados de rústicas quintas.

Este é um convite para testemunhares um pouco desta centralidade e também para conheceres o bairro malfadadamente conhecido como ZONA J de Chelas.

ZonaJ_2


Apresento-vos o "J" da Zona J que é composto por 11 geocaches, mas tens resolver os seguintes enigmas antes de sair casa:

 

01/11 - 16ª Esquadra de Polícia

02/11 - Av. João Paulo II

03/11 - Praça Eduardo Mondlane

04/11 - Um “VG” no Bairro do Condado

05/11 - Igreja de São Maximiliano Kolbe

06/11-QT.ª dos Alfinetes-Azinhaga dos Alfinetes

07/11 - Clube Oriental de Lisboa – C.O.L.

08/11 - Vale Fundão, Bairro da PRODAC e ao fundo… o Tejo

09/11 - Rua Engº Cunha Leal

10/11 - J.F. de Marvila Posto de Limpeza Higiene Urbana – Bairro do Condado

 

Aqui como em qualquer bairro de uma cidade cosmopolita como Lisboa, deves acautelar a tua segurança, não te expondo desnecessariamente ao perigo, como por exemplo exibir bens de valor elevado. Desaconselha-se as visitas noturnas.


Here as in any neighborhood of a cosmopolitan city like Lisbon, you must guard your safety, not exposing yourself unnecessarily to danger, such as displaying goods of high value. It is not recommended for night visits.

Additional Hints (Decrypt)

Inyvqne nf pbbeqranqnf cnen nprqre à qvpn r fcbvyre

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)