Skip to content

Colin McRae Traditional Cache

Hidden : 01/29/2018
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:





II World Race TB´S

Este PT tem como objectivo dar a conhecer todos os campeões do mundo de Ralis..

Muitos foram os que fizeram sonhar os adeptos desde os primórdios da história dos automóveis, mas só em 1977 foi criado o Campeonato do mundo de ralis.

É um PT totalmente em terra, não circular.




Colin McRae



Colin Steele McRae (Lanark, 5 de agosto de 1968 — Lanark, 15 de setembro de 2007), foi um piloto escocês do Campeonato Mundial de Rali, filho de Jimmy McRae, cinco vezes campeão do Rali do Reino Unido. Ganhou o título de piloto do mundo em 1995, foi vice-campeão em 1996, 1997 e 2001, e terceiro em 1998. Ajudou a Subaru a garantir o título de construtores em 1995, 1996 e 1997, e a Citroën em 2003. Foi agraciado com o título de MBE (Member of the British Empire) pela Rainha Isabel II em 1996.

Colin começou a sua carreira em 1986, pilotando um Talbot Sunbeam. Era um condutor regular nos campeonatos escoceses de rali e rapidamente se notabilizou por sua velocidade e estilo de condução, que foi comparado ao de Ari Vatanen, o famoso piloto finlandês de rali de quem Colin se dizia inspirar e idolatrar. Rapidamente trocou de carro, passando para um Vauxhall Nova e mais tarde para um Ford Sierra XR 4x4. A primeira aparição no WRC foi em 1987 no Rali da Suécia atrás do volante de um Nova, e também em 1989 conduzindo um Sierra terminando essa prova no 15º lugar da classificação geral. Em 1989, terminou em 5º lugar no Rali da Nova Zelândia pilotando um Sierra Cosworth. Em 1991 Colin juntou-se à equipa Prodrive Subaru para o Rali da Grã-Bretanha. Foi duas vezes vencedor dessa prova em 1991 e 1992, dando provas do seu valor enquanto jovem piloto.



Colin venceu o seu primeiro WRC em 1993, ao volante de um Subaru Legacy da equipa Prodrive no Rali da Nova Zelândia, ajudou a equipa nipónica a conquistar três títulos de construtores seguidos, incluindo um para o palmerés de Colin em 1995, após um final de campeonato emocionante na sua terra-natal, com o seu colega de equipa e bicampeão do mundo Carlos Sainz. Também mais tarde em 1998 venceu a Corrida dos Campeões. Após vários anos em busca de títulos, Colin McRae mudou-se para a equipa M-Sport Ford em 1999, ao comando do novo Ford Focus WRC. Esta mudança foi realçada com duas vitórias no Rali Safari e em Portugal. Contudo teve de lutar bastante durante o resto da temporada, sobretudo devido à concorrência dos seus principais adversários, o que acabou por falhar o seu segundo título de campeão pela M-Sport em 2001.

Com a vitória no Rali Safari em 2002, McRae ficou no livro dos recordes ao ser o piloto com mais vitórias no campeonato do mundo, sendo mais tarde ultrapassado em 2003 pelo espanhol Carlos Sainz e pelo francês Sébastien Loeb. Em 2003, McRae decidiu deixar a Ford e assinar contrato com a promissora equipa da Citroën, contudo o escocês apenas se ficou pelo sétimo lugar na geral, sem nenhuma vitória em qualquer rali. Quando a esperança de um segundo contrato com a Subaru se desfez - devido à entrada na equipa do novo talento Mikko Hirvonen para fazer dupla com Petter Solberg em 2003 — acabou por abandonar a competição em 2004.



No final de 2006, tinha participado em 146 provas, foi colega de vários pilotos incluindo Carlos Sainz, Richard Burns, Ari Vatanen e Sébastien Loeb. Apesar de não oficialmente retirado, Colin optou por se afastar durante um período do WRC e realizar outros desejos, tais como a bordo de uma carrinha da Nissan no rali mais duro do mundo, o Rali Paris-Dakar. Também competiu na prova francesa das 24 Horas de Le Mans.



Após um ano longe dos ralis, em 2004 teve o seu regresso ao volante de um Škoda Fabia WRC no Rally GB do País de Gales, acabando num dececionante sétimo lugar devido à falta de competitividade do carro. Mais tarde recebeu a trágica notícia da morte do seu companheiro britânico Michael Park. Depois no Rali da Austrália conseguiu um segundo lugar, após problemas no carro a três especiais do final. Entretanto Colin acreditava que podia regressar ao WRC em 2006 com a equipa da Škoda a trabalhar para obter melhores resultados.




No dia 5 de Agosto de 2006, Colin e o seu co-piloto Nicky Grist competiram pela Subaru no primeiro rali americano transmitido ao vivo pela televisão em Los Angeles, como fazendo parte dos X-Games. A duas curvas do final, o seu carro virou, danificando bastante a frente e o pneu esquerdo, mesmo assim o carro cruzou a linha da meta acabando em segundo lugar. Em Outubro de 2006 foi anunciado que iria substituir o atual campeão — na altura Loeb - na equipa Kronos Citroën no Rali da Turquia, devido à fratura de um braço em virtude da queda de bicicleta. Na última especial um problema no alternador, fez com que Colin ficasse fora dos dez primeiros lugares. Para Colin esta seria a hipótese de regressar em grande à estrada, o que não aconteceu.



Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre


A Cache:


Apenas contém logbook. NÃO TEM MATERIAL DE ESCRITA

Boas Corridas
Pé Na Chapa



This page was generated by Geocaching Portugal Listing Generator

Additional Hints (Decrypt)

Crqenf

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)