Skip to content

Conhecer Penafiel - Igreja de Valpedre Traditional Geocache

Hidden : 04/01/2018
Difficulty:
1.5 out of 5
Terrain:
1.5 out of 5

Size: Size:   micro (micro)

Join now to view geocache location details. It's free!

Watch

How Geocaching Works

Please note Use of geocaching.com services is subject to the terms and conditions in our disclaimer.

Geocache Description:


Valpedre é uma freguesia portuguesa do concelho de Penafiel, com 6,31 km⊃2; de área e 1 576 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 249,8 hab./km⊃2;.

Valpedre, além do Castro do Monte Mozinho, tem a Necrópole da Cruz da Giesteira que, constituída por três mamoas, se encontra seguindo por um caminho que vai do lugar de Vala (Valpedre) até ao sítio da Cruz da Giesteira. A sua documentação chega-nos através das Memórias do Mosteiro da Pendorada (1086), das Inquirições de 1258, do Arrolamento das Paróquias de 1320, do Cadastro da População do Reino (1527) e do Censual da Mitra do Porto. Contam-nos escritos que o nome Valpedre terá a sua origem numa história de um lavrador chamado Pedro que deu a uma antiquíssima ermida dedicada a Sant’Iago apóstolo, para a sua fábrica, um campo chamado Vale de Pedro. Esse campo estaria junto à capela que, passados anos, se transformou em Igreja Paroquial, com o nome de Val Pedre. Outros dizem que o tal campo foi dado por Pedro para passal do abade. Qualquer que seja a verdadeira história, mais tarde o nome do local passou a designar todo o espaço ao redor da Igreja, que é hoje a Freguesia de Valpedre. O documento mais antigo em que se regista esta doação data de 1079, anotando “vila petris”. Ainda nesse ano, uma dama de nome godo Moniz, viúva de umSarrazínio, faz a seu filho Lúcido Sarrazínio e sua mulher Gelvira Moniz doação de “mea ratione de Sancti Iacobe de Villa Pedri cum adjecti­onibus suis”. Isto é, a sua parte do padroado da Igreja de Sant’Iago de Valpedre, pelos serviços prestados. Até ao Séc. XII, grande parte da Freguesia pertencia a fidalgos, entre eles os portucalenses Gascos (de Ribadouro) e também a estirpe dos fundadores de Paço de Sousa, entre os quais Ermígio Viegas e Mónio Viegas (filhos de D. Egas Moniz e de D. Toda Ermiges). D. Ermígio Mendes, que aqui teve uma “quintã” (paço de honra), foi posteriormente senhor dahonra de Valpedre e padroeiro da igreja, em parte (a outra parte era dos herdadores-vilões). As Inquirições de l258 referem: ‘‘na villa fue voactur Valpedri et parrochianorum sancti Iacobi ejusdem loci”, na paróquia não entrava o mordomo da Coroa nem “se lhe faz aqui foro”, por ser de senhores que tinham “propter dominium quod habent”, isto é honra, com a existência dos dois paços senhoriais. Partindo da Igreja Paroquial percorre-se uma Via-sacra, que termina na Capela e calvário de Valpedre, onde se destaca a Cruz de Cristo, esculpida em granito. Já a Cruz da Giesteira é um monumento construído, segundo a tradição, para marcar as léguas. A confirmá-lo, o Cruzeiro das Lampreias, situado na freguesia de Cabeça Santa a exactos cinco quilómetros e meio do de Giesteira.

Additional Hints (Decrypt)

"Hygvzb cbfgr qr yhm nagrf qb qn onaqrven"

Decryption Key

A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M
-------------------------
N|O|P|Q|R|S|T|U|V|W|X|Y|Z

(letter above equals below, and vice versa)